Macron cria conselho de imãs para lutar contra a radicalização do islão

| 21 Nov 2020

emmanuel macron, Foto: Jacques Paquier / Wikimedia Commons

O Presidente francês pretende que o conselho nacional de imãs entre em funções dentro de seis meses. Foto: Jacques Paquier / Wikimedia Commons.

 

O Presidente francês Emmanuel Macron recebeu os dirigentes do Conselho Francês de Culto Muçulmano (CFCM) que, a seu pedido, apresentaram as linhas gerais de um conselho nacional de imãs. O órgão ficará responsável por avaliar os imãs que oficiam no país e retirar a autorização àqueles que pregam uma doutrina radical, avançou o jornal Le Monde.

No encontro, que decorreu na noite de quarta-feira, 18 de novembro, Macron pediu ainda aos líderes religiosos muçulmanos que elaborem, em conjunto com o Ministério do Interior, uma “carta dos valores republicanos”, com a qual as nove federações do CFCM terão de se comprometer. Este documento, que irá reconhecer os valores da República, especificar que o islão em França é uma religião e não um movimento político, e estipular o fim da ingerência ou afiliação com estados estrangeiros, deverá estar pronto dentro de 15 dias, altura em que o chefe de Estado pretende voltar a reunir com o conselho.

Consciente de que, entre as nove federações que constituem o CFCM, algumas não têm “uma visão republicana” (como a Milli Görüs, de obediência turca, e a Muçulmanos de França, antiga União das Organizações Islâmicas de França – UOIF), Macron deixou o aviso: “Se alguns não assinarem esta carta, haverá consequências”.

O conselho de imãs irá funcionar como uma espécie de ordem (à semelhança do que acontece com médicos e advogados), que não só terá autoridade para certificar se os imãs podem oficiar em França, como poderá retirar a sua aprovação nos casos de violação da carta ou de um código de ética que será também elaborado. Este órgão deverá começar a funcionar dentro de seis meses.

De acordo com o Le Monde, o objetivo do Presidente francês é pôr fim, no prazo de quatro anos, à presença em França dos 300 imãs estrangeiros “destacados” pela Turquia, Marrocos e Argélia, os quais têm sido associados à politização dos espaços islâmicos.

 

Silêncio: a luz adentra no corpo

Pré-publicação 7M

Silêncio: a luz adentra no corpo novidade

A linguagem não é só palavra, é também gesto, silêncio, ritmo, movimento. Uma maior atenção a estas realidades manifesta uma maior consciência na resposta e, na liturgia, uma qualidade na participação: positiva, plena, ativa e piedosa. Esta é uma das ideias do livro Mistagogia Poética do Silêncio na Liturgia, de Rafael Gonçalves. Pré-publicação do prefácio.

pode o desejo

pode o desejo novidade

Breve comentário do p. António Pedro Monteiro aos textos bíblicos lidos em comunidade, no Domingo I do Advento A. Hospital de Santa Marta, Lisboa, 26 de Novembro de 2022.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Bahrein

Descoberto mosteiro cristão sob as ruínas de uma mesquita

Há quem diga que este é o “primeiro fruto milagroso” da viagem apostólica que o Papa Francisco fez ao Bahrein, no início de novembro. Na verdade, resulta de três anos de trabalho de uma equipa de arqueólogos locais e britânicos, que acaba de descobrir, sob as ruínas de uma antiga mesquita, partes de um ainda mais antigo mosteiro cristão.

Manhã desta quinta-feira, 24

“As piores formas de trabalho infantil” em conferência

Uma conferência sobre “As piores formas de trabalho infantil” decorre na manhã desta quinta-feira, 24 de Novembro (entre as 9h30-13h), no auditório da Polícia Judiciária (Rua Gomes Freire 174, na zona das Picoas, em Lisboa), podendo assistir-se também por videoconferência. Iniciativa da Confederação Nacional de Ação Sobre o Trabalho Infantil (CNASTI), em parceria com o Instituto de Apoio à Criança (IAC), a conferência pretende “ter uma noção do que acontece não só em Portugal, mas também no mundo acerca deste tipo de exploração de crianças”.

Porque não somos insignificantes neste universo infinito

Porque não somos insignificantes neste universo infinito novidade

Muitas pessoas, entre as quais renomados cientistas, assumem frequentemente que o ser humano é um ser bastante insignificante, senão mesmo desprezível, no contexto da infinitude do universo. Baseiam-se sobretudo na nossa extrema pequenez relativa, considerando que o nosso pequeno planeta não passa de um “ponto azul” situado num vasto sistema solar.

Mais do que A Voz da Fátima

Pré-publicação

Mais do que A Voz da Fátima

Que fosse pedido a um incréu um texto de prefácio para um livro sobre A Voz da Fátima, criou-me alguma perplexidade e, ao mesmo tempo, uma vontade imediata de aceitar. Ainda bem, porque o livro tem imenso mérito do ponto de vista histórico, com o conjunto de estudos que contém sobre o jornal centenário, mas também sobre o impacto na sociedade portuguesa e na Igreja, das aparições e da constituição de Fátima e do seu Santuário como o centro religioso mais importante de Portugal. Dizer isto basta para se perceber que não é possível entender, no sentido weberiano, Portugal sem Fátima e, consequentemente, sem o seu jornal.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This