Estudo da Marktest

Maioria de portugueses apoia Rendimento Básico Incondicional

| 14 Out 21

Grafite numa rua de Valência (Espanha) alusivo aos pobres. Foto Joanbanjo/Wikimedia Commons

 

Três em cada quatro inquiridos de uma amostra de 1452 portugueses de idades entre os 18 e os 65 anos é favorável à possibilidade de atribuição de um Rendimento Básico Incondicional (RBI), anunciou a Marktest, que fez o estudo.

Solicitado pelo eurodeputado dos Verdes Francisco Guerreiro, o estudo pretendia saber a opinião dos portugueses sobre o RBI, que é garantido independentemente da situação de cada pessoa. Os dados indicam que 43 por cento entendem que o valor dessa prestação deveria ser equivalente ao salário mínimo.

Segundo o jornal Público que cita a empresa autora do estudo, a maioria dos inquiridos entende que deveria haver um período experimental na implementação da medida e que as respetivas verbas deveriam vir de um fundo soberano (46 por cento) ou de impostos sobre os 20 por cento mais ricos da população (31 por cento).

 

Investigação sobre Goa e catolicismo oriental distingue Ângela Xavier na Índia

Infosys premeia historiadora

Investigação sobre Goa e catolicismo oriental distingue Ângela Xavier na Índia novidade

O Prémio Infosys 2021 em Humanidades, da prestigiada fundação indiana Infosys Science Foundation, foi atribuído à historiadora portuguesa Ângela Barreto Xavier “pela sua profunda pesquisa e sofisticada análise da conversão e violência no Império Português na Índia, especialmente em Goa”. O júri destaca a contribuição significativa da galardoada para a “história social e cultural do colonialismo português”, concretizando uma voz “importante e original” no que à história colonial e imperial diz respeito.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Novo arcebispo de Braga quer “portas abertas” para todos novidade

O novo arcebispo de Braga, D. José Cordeiro, saudou a sua nova diocese manifestando a vontade de construir uma “Igreja em saída” missionária e “uma Igreja sinodal samaritana de portas abertas para todos”. O até agora bispo de Bragança-Miranda propõe as atitudes de escuta, conversão, confiança, comunhão, coragem criativa e oração como “caminhos sempre a percorrer no processo sinodal para uma Igreja de hoje”.

Dois terços dos jovens adultos católicos não vão à missa

EUA

Dois terços dos jovens adultos católicos não vão à missa novidade

Mais de um terço (36%) dos jovens adultos católicos americanos nunca frequentava a missa e quase um terço (31%) raramente o fazia, revela um inquérito realizado pelo centro de estudos CARA e divulgado esta quinta-feira, 2 de dezembro. Os dados recolhidos dizem respeito às práticas deste grupo anteriores à pandemia.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This