Estudo revela

Maioria dos padres da Igreja de Inglaterra apoia matrimónios homossexuais

| 31 Ago 2023

Padres, Igreja de Inglaterra. Foto © Church of England

O estudo, que analisou 1.200 respostas enviadas a 5.000 sacerdotes escolhidos aleatoriamente, revela também que três quartos consideram que a Grâ-Bretanha já não pode ser descrita como um país cristão. Foto © Church of England.

 

A maioria dos padres da Igreja de Inglaterra considera que a instituição deveria permitir os casamentos entre pessoas do mesmo sexo e abandonar a sua oposição ao sexo pré-marital, revela um estudo realizado pelo jornal britânico The Times [artigo exclusivo a assinantes].

Aquela que é a primeira sondagem realizada entre o clero anglicano em quase uma década e “a mais abrangente” de sempre mostra que mais de metade apoia uma mudança na lei para permitir que os padres possam conduzir o casamento de casais homossexuais, com 53,4% a favor, em comparação com 36,5% contra.

Na última vez que os padres anglicanos em Inglaterra haviam sido questionados, em 2014, pouco depois da legalização do casamento civil entre pessoas do mesmo sexo no país, 51% tinham respondido que o casamento entre pessoas do mesmo sexo era “errado”, em comparação com 39% que o aprovavam, refere a edição desta quarta-feira, 30, do jornal The Guardian.

A nova sondagem revela agora que 64,5% dos padres em Inglaterra apoiam o fim do ensino de que “a prática homossexual é incompatível com as Escrituras”, e conclui que 27,3% apoiam o fim de qualquer exigência de celibato para gays, enquanto 37,2% disseram estar dispostos a aceitar o sexo entre gays em relacionamentos “de compromisso”, como parcerias civis ou casamentos.

O estudo, que analisou 1.200 respostas enviadas a 5.000 sacerdotes escolhidos aleatoriamente, revela também que a esmagadora maioria dos padres (80%) apoiaria a nomeação de uma mulher para o cargo de arcebispo de Cantuária, e três quartos consideram que a Grâ-Bretanha já não pode ser descrita como um país cristão.

De acordo com a sondagem do Times, dois terços dos padres em Inglaterra pensam que as tentativas de travar a queda na frequência à igreja irá falhar, com apenas 10,1% a acreditar que será interrompida, e 10,5% a prever que as congregações voltarão a crescer.

 

Há uma “nova vaga de terror contra os cristãos” no Paquistão

Ataques sucedem-se

Há uma “nova vaga de terror contra os cristãos” no Paquistão novidade

O recente ataque a um cristão falsamente acusado de ter queimado páginas do Corão, por uma multidão muçulmana enfurecida, no Paquistão, desencadeou “uma nova vaga de terror” contra a minoria religiosa no país. Depois deste incidente, que aconteceu no passado sábado, 25 de maio, já foram registados outros dois ataques devido a alegados atos de “blasfémia” por parte de cristãos.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

A memória presente em pequenas tábuas

Museu Abade de Baçal

A memória presente em pequenas tábuas novidade

“Segundo uma Promessa” é o título da exposição inaugurada a 18 de maio no Museu Abade de Baçal, em Bragança, e composta por uma centena de pequenos ex-votos, registados em tábuas, que descrevem o autor e o recetor de vários milagres, ao longo dos séculos XVIII e XIX. “O museu tem a obrigação de divulgar e de mostrar ao público algum do património que está disperso pela diocese de Bragança-Miranda”, disse ao 7MONTES Jorge Costa, diretor do museu.

A cor do racismo

A cor do racismo novidade

O que espero de todos é que nos tornemos cada vez mais gente de bem. O que espero dos que tolamente se afirmam como “portugueses de bem” é que se deem conta do ridículo e da pobreza de espírito que ostentam. E que não se armem em cristãos, porque o Cristianismo está nas antípodas das ideias perigosas que propõem.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This