Esta segunda, 8 de julho

Uma surpresa e 1.700 pessoas a celebrar a fé “à noite na cidade”

| 4 Jul 2024

Iniciativa À Noite na Cidade. Foto CUPAV

A iniciativa, que vai na sua 12ª edição, já passou por diversos lugares emblemáticos de Lisboa, como o Estádio Nacional, o MAAT, a Sé de Lisboa, o Castelo de São Jorge, entre muitos outros. Foto © CUPAV

O ano pastoral do CUPAV – Centro Universitário Padre António Vieira, em Lisboa, termina na próxima segunda-feira, 8, com a iniciativa “À Noite na Cidade”: um encontro no centro da capital para “mostrar que a noite e a fé podem andar de mãos dadas”. O ponto de encontro está marcado para as 19h30, no Largo de São Domingos (Rossio), e o resto é surpresa. Já estão inscritas mais de 1.700 pessoas.

“Nesta noite, somos convidados a parar, abstrair das correrias do dia-a-dia e celebrar a fé no meio da cidade de Lisboa”, pode ler-se no sítio oficial do CUPAV. A iniciativa, que vai na sua 12ª edição, já passou por diversos lugares emblemáticos de Lisboa, como o Estádio Nacional, o MAAT, a Sé de Lisboa, o Castelo de São Jorge, entre muitos outros.

Apesar de a maioria das atividades do CUPAV serem destinadas a jovens universitários, esta dirige-se a todos, “dos 0 aos 99”, e a adesão é enorme, tanto que as inscrições já encerraram e há pessoas em lista de espera. “Começámos a perceber que aqueles que já não eram universitários queriam continuar a ligados ao CUPAV, por isso em 2012 sentiu-se a necessidade de criar um evento de final de ano, em que juntávamos toda a comunidade ligada ao CUPAV. Os universitários e os não universitários, aqueles que em tempos tiveram uma ligação ao CUPAV, e muitos outros que se foram ligando entretanto, podiam juntar-se no final do ano para celebrar a fé juntos no meio da cidade de Lisboa”, explica Miguel Louza Viana, da direção do centro, em entrevista à Renascença.

“Um grande objetivo deste evento, e do CUPAV em si, é criar uma comunidade cada vez maior, em que cada um se sinta parte e se sinta integrado. Para nós é o mais importante”, continua.

Quanto ao encontro deste ano, terá, como sempre, “uma parte de mistério” que não pode ainda ser revelada. “O que posso dizer é que vamos começar no largo de S. Domingos. Teremos um momento forte dentro da Igreja de S. Domingos, e depois o resto será surpresa. Teremos uma caminhada, uma missa final, mas os locais ficam surpresa”, partilha Miguel Louza Viana.

Criado pelos Jesuítas, o CUPAV iniciou as suas atividades em 1984 e desde então já envolveu mais de 100 mil pessoas. Atualmente, são impactadas diretamente pelo CUPAV, em cada mês, cerca de três mil.

Agosto será um mês de paragem nas atividades do centro, que regressa logo no início de setembro com a Academia de Verão, “uma semana para aprofundar o conhecimento teológico sobre a fé, através do imaginário de uma autêntica Universidade de Verão”. Destinada a universitários e jovens profissionais (dos 18 aos 30 anos), decorrerá de 1 a 8 de setembro, na Casa da Torre, em Soutelo, Braga. As inscrições abrem em breve.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Onde estão as mulheres na música litúrgica católica?

Onde estão as mulheres na música litúrgica católica? novidade

Na música, um dos ministérios mais estruturantes da liturgia católica, este paradigma mantém-se, embora com nuances particulares: salvo algumas (felizmente, cada vez mais) exceções, o ministério do canto, domingo a domingo, é, em Portugal, sustentado maioritariamente por mulheres e a regência dos coros é, preferencialmente, entregue a homens

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This