Mais de 19 mil desalojados devido às cheias no Gan

| 3 Out 2020

As cheias que atingiram o Gana nas últimas semanas já deixaram mais de 19 mil pessoas sem casa, incluindo perto de seis mil crianças. A Cáritas tem estado a socorrer as populações, através da distribuição de alimentos e outros bens, e voltou a apelar para que o problema, que se arrasta há já quase duas décadas, seja resolvido “na sua origem”, avançou esta quinta-feira, 1 de outubro, o Vatican News.

Mais de 2.500 casas foram destruídas, pelo menos sete pessoas perderam a vida e cerca de 4.500 hectares de plantações ficaram inutilizados devido às inundações. Mas “a dimensão total do desastre humanitário ainda não foi contabilizada, porque ainda existem possíveis consequências da poluição da água causada pelas cheias”, alertou o bispo Alfred Agyenta, da diocese de Navrongo-Bolgatanga, no norte do Gana, uma das mais afetadas pelas cheias.

Além das chuvas torrenciais, várias inundações neste país da África Ocidental, situado no Golfo da Guiné, têm sido provocadas por uma rutura da barragem de Bagrè, no Burkina Faso, que faz fronteira com o Gana. A barragem foi construída em 1992 e desde então que representa um risco acrescido para as populações do nordeste do Gana. O coordenador da Cáritas local, Zan Akologo, sublinhou a importância de se encontrar uma solução para o problema da barragem, que “atenuaria as consequências dos desastres naturais recorrentes”.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

"Nada cristãs"

Ministro russo repudia declarações do Papa novidade

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov, descreveu como “nada cristãs” as afirmações do Papa Francisco nas quais denunciou a “crueldade russa”, especialmente a dos chechenos, em relação aos ucranianos. Lavrov falava durante uma conferência de imprensa, esta quinta-feira, 1 de dezembro, e referia-se à entrevista que Francisco deu recentemente à revista America – The Jesuit Review.

Ministro russo repudia declarações do Papa

"Nada cristãs"

Ministro russo repudia declarações do Papa novidade

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov, descreveu como “nada cristãs” as afirmações do Papa Francisco nas quais denunciou a “crueldade russa”, especialmente a dos chechenos, em relação aos ucranianos. Lavrov falava durante uma conferência de imprensa, esta quinta-feira, 1 de dezembro, e referia-se à entrevista que Francisco deu recentemente à revista America – The Jesuit Review.

Desarmar-se

Desarmar-se novidade

Sinto-me um pouco embaraçada. Perguntam-me: como correu o encontro com os meus amigos no Porto e, afinal de contas: o que é isto de “Juntos pela Europa”? O que é que 166 pessoas de 19 países diferentes, de 45 movimentos e comunidades de oito igrejas, podem fazer em conjunto, quando “os semelhantes atraem os semelhantes” e a diversidade é raramente – ou talvez nunca – uma força de coesão? E sem falar das diferentes visões geopolíticas, culturais, históricas, confessionais e, além disso: o que farão agora os russos e os ucranianos, que também estiveram presentes?

Francisco pede “pessoas dispostas a comprometer-se com o bem comum”

O Vídeo do Papa

Francisco pede “pessoas dispostas a comprometer-se com o bem comum” novidade

A 12ª edição de “O Vídeo do Papa” de 2022 acaba de ser publicada e nela Francisco destaca as organizações de voluntariado, e todas as pessoas nelas envolvidas, pelo seu empenho na promoção humana e no bem comum. Na sua intenção de oração, o Papa exorta-os a continuar este trabalho, atuando “não só para as pessoas, mas com as pessoas”, sendo “artesãos da misericórdia”.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This