Alemanha

Mais de 250 crimes contra muçulmanos registados este ano

| 29 Ago 2023

grande mesquita de colónia © Raimond Spekking CC BY-SA 4.0 (via Wikimedia Commons)

Grande mesquita de Colónia, uma das cidades alemãs onde foram registados mais crimes contra muçulmanos em 2023. Foto © Raimond Spekking, via Wikimedia Commons.

 

Foram registados pela polícia alemã 258 crimes contra muçulmanos no primeiro semestre de 2023. Os dados, divulgados pelo Ministério do Interior daquele país e citados pelo jornal The Muslim Times desta terça-feira, 29 de agosto, revelam que mais de uma dúzia de mesquitas foram atacadas entre janeiro e junho, e dezenas de muçulmanos foram agredidos fisicamente ou assediados verbalmente na rua ou em locais públicos. Nesses ataques, 17 pessoas ficaram feridas.

De acordo com a informação disponibilizada pelo ministério, entre os casos incluem-se crimes de ódio, cartas ameaçadoras, agressões verbais e físicas, vandalismo ou danos materiais. Destes crimes, 124 verificaram-se entre janeiro e março deste ano, e outros 134 foram registados entre abril e junho.

A maioria dos crimes foi cometida nos estados da Alemanha Oriental, onde os partidos de extrema direita colhem mais apoio. Mas também foram registadas dezenas de crimes de ódio islamofóbicos na capital Berlim e nas cidades ocidentais de Colónia, Frankfurt e Munique.

Embora tenham sido abertas investigações criminais contra vários suspeitos, nenhuma prisão foi feita até agora, informou ainda o Ministério do Interior alemão.

Com mais de 84 milhões de habitantes, a Alemanha tem a segunda maior população muçulmana da Europa Ocidental, a seguir à França, sendo o lar de quase 5 milhões de muçulmanos, segundo dados oficiais citados pelo The Muslim Times.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Reunião do Conselho dos Cardeais com o Papa voltou a contar com três mulheres

Uma religiosa e duas leigas

Reunião do Conselho dos Cardeais com o Papa voltou a contar com três mulheres novidade

Pela quarta vez consecutiva, o papel das mulheres na Igreja voltou a estar no centro dos trabalhos do Papa e do seu Conselho de Cardeais – conhecido como C9 -, que se reuniu no Vaticano nos últimos dois dias, 17 e 18 de junho. Tratou-se de uma reflexão não apenas sobre as mulheres, mas com as mulheres, dado que – tal como nas reuniões anteriores – estiveram presentes três elementos femininos naquele que habitualmente era um encontro reservado aos prelados.

Liga Operária Católica apela aos trabalhadores que se sindicalizem

Reunida em Seminário Internacional

Liga Operária Católica apela aos trabalhadores que se sindicalizem novidade

“Precisamos que os sindicatos sejam mais fortes e tenham mais força nas negociações e apelamos a todos os os trabalhadores a unirem-se em volta das suas associações”. A afirmação é dos representantes da Liga Operária Católica/Movimento de Trabalhadores Cristãos (LOC/MTC), que estiveram reunidos no passado fim de semana no Museu da Central do Caldeirão, em Santarém, para o seu Seminário Internacional.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This