A nível mundial

Mais de 7,5 milhões de crianças órfãs da covid-19

| 17 Mai 2022

educacao escola covid pandemia UNICEF_UN0423792_Chris Farber

A “sala de aula da pandemia”, com 168 cadeiras vazias, cada uma delas simbolizando um milhão de crianças que estava a ficar para trás. Mas não foi só na educação que as crianças sofreram as consequências da pandemia. Foto © UNICEF/UN0423792/Chris Farber

 

Investigadores de todo o mundo acreditam que mais de 7,5 milhões de crianças sofreram até agora a perda de um progenitor ou cuidador principal por causa da Covid-19. E relatam que a orfandade associada à pandemia e a perda de cuidadores estão a crescer a uma velocidade estonteante.

Segundo o site America – The Jesuit Review, a responsável do gabinete dos Catholic Relief Services (CRS) em Chennai, Índia, e a equipa de Jomey Joseph, rastreiam “virtualmente” 1 200 crianças em risco, não pela internet, que muitas vezes não chega às comunidades que ela atende, mas através de telefonemas para familiares ou vizinhos — uma espécie de cuidado comunitário para crianças vulneráveis. Este acompanhamento frequente permitiu que o pessoal dos CRS interviesse em situações nas quais a fome, negligência ou tensões familiares ameaçava essas crianças.

Cerca de 200 das crianças perderam pais ou cuidadores para a Covid-19. Depois dessas perdas, os irmãos mais velhos, pouco mais crescidos do que aquelas crianças, foram muitas vezes forçados a cuidar dos seus irmãos e das suas irmãs. As crianças mais novas nestas famílias ficam extremamente vulneráveis ​​a situações de casamento infantil, trabalho infantil ou tráfico de pessoas, explicou Jomey Joseph. A responsável contou um episódio para ilustrar estas vulnerabilidades: uma criança de 2 anos foi negociada por cuidadores viciados em drogas para uma rede de tráfico humano.

Estas 200 crianças vulneráveis ​​de Chennai fazem parte daquilo que os investigadores apelidam de “crise oculta da era Covid-19”. Se a pandemia já custou mais de 6,25 milhões de vidas desde que se iniciou em março de 2020 – e outros milhões morreram indiretamente devido a sistemas de saúde sobrecarregados e outros fatores ­– estes números significam que a pandemia está a privar milhões de crianças dos seus pais e cuidadores.

 

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

"Nada cristãs"

Ministro russo repudia declarações do Papa

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov, descreveu como “nada cristãs” as afirmações do Papa Francisco nas quais denunciou a “crueldade russa”, especialmente a dos chechenos, em relação aos ucranianos. Lavrov falava durante uma conferência de imprensa, esta quinta-feira, 1 de dezembro, e referia-se à entrevista que Francisco deu recentemente à revista America – The Jesuit Review.

À espera

[Os dias da semana]

À espera novidade

Quase todos se apresentam voltados para o sítio onde estão Maria e José, que têm, mais por perto, a companhia de um burro e de uma vaca. Todos esperam. Ao centro, a manjedoura em que, em breve, será colocado o recém-nascido. É tempo agora de preparar a sua chegada, esse imenso acontecimento, afinal de todas as horas.

Bispo Carlos Azevedo passa da Cultura para as Ciências Históricas

Novo cargo no Vaticano

Bispo Carlos Azevedo passa da Cultura para as Ciências Históricas novidade

O bispo português Carlos Azevedo foi nomeado neste sábado para o lugar de delegado (“número dois”) do Comité Pontifício para as Ciências Históricas, deixando o cargo equivalente que desempenhava no Dicastério para a Cultura e a Educação, da Santa Sé, que há poucas semanas passou a ser dirigido pelo também português cardeal José Tolentino Mendonça.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This