Repressão contra cristãos em 2022

Mais de cinco mil mártires em meia centena de países

| 19 Jan 2023

catolicos cristaos cruz foto rawpixel

Nos 50 países em que a repressão sobre os cristãos é maior, vivem 312 milhões de pessoas que não podem professar a sua fé cristã em liberdade. Foto © Rawpixel.

 

Mais de 5.600 cristãos foram mortos em 2022 por causa da sua fé na meia centena de países cobertos pelo relatório World Watch List, divulgado no dia 18 de janeiro pela organização americana Open Doors, que sublinha o crescimento exponencial da violência religiosa na África subsaariana, com especial incidência na Nigéria.

Além das mortes, a Open Doors refere que 4.542 cristãos foram presos e 5.259 sequestrados, enquanto 2.110 igrejas foram alvo de ataques e pilhagens

Ainda que colocada em 16º lugar entre os países mais repressivos do mundo nesta matéria, a China, tem vindo a intensificar “o uso da tecnologia de vigilância digital, aumentando a perseguição e a intimidação” e permitindo ao governo ampliar “a censura, a desinformação e a vigilância constante para reforçar o controle de grupos religiosos”.

Por outro lado, refere o relatório, a Nicarágua entrou pela primeira vez no top 50, o que “reflete a repressão do Governo que aumentou desde os protestos de abril de 2018” e visou “como alvo especial” a Igreja pela “reputação de autoridade e legitimidade de que ela goza no país” [ver 7MARGENS].

Nos 50 países em que a repressão sobre os cristãos é maior, vivem 312 milhões de pessoas que não podem professar a sua fé cristã em liberdade. A África e a Ásia são os continentes em que é mais perigoso ser-se cristão. Se em média um em cada sete cristãos é objeto de perseguição em todo o mundo, este indicador sobe para um em cada cinco no continente africano e para dois em cada cinco na Ásia. Ou seja, 40 por cento dos cristãos asiáticos vive sob formas muito fortes ou extremas de perseguição.

O relatório World Watch List contém relatos, estatísticas e orações para cada um daqueles 50 países, e estabelece um ranking de repressão em que a Coreia do Norte surge à cabeça, seguida da Somália, Iémen, Eritreia e Líbia.

 

Uma Via-Sacra especial em Guimarães

23 de março

Uma Via-Sacra especial em Guimarães novidade

A música de artistas portugueses como Pedro Abrunhosa, Marisa Liz e Tiago Bettencourt integrará uma Via-Sacra especial organizada pela Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, em Guimarães, e cujas receitas reverterão para o restauro de uma capela. A iniciativa está marcada para o próximo dia 23 de março.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

23 de março

Uma Via-Sacra especial em Guimarães novidade

A música de artistas portugueses como Pedro Abrunhosa, Marisa Liz e Tiago Bettencourt integrará uma Via-Sacra especial organizada pela Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, em Guimarães, e cujas receitas reverterão para o restauro de uma capela. A iniciativa está marcada para o próximo dia 23 de março.

Iniciativa ecuménica

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo

O Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) lançou oficialmente esta semana a Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo, anunciou o Vatican News. Um dos principais responsáveis pela iniciativa é o cardeal Luís José Rueda Aparício, arcebispo de Bogotá e presidente da conferência episcopal da Colômbia, que pretende que a nova “pastoral de rua” leve a Igreja Católica a coordenar-se com outras religiões e instituições já envolvidas neste trabalho.

Uma ativista e uma catequista à conversa com uma teóloga e um padre

Uma ativista e uma catequista à conversa com uma teóloga e um padre novidade

Georgina perguntou-se sobre como explicar a dificuldade de relação dos bispos africanos com o mundo LGBTI+, Helena congratulou-se pela presença de leigos na aula sinodal, Serena sublinhou que a participação não se limita a “fazer parte”, inclui “tomar parte”. Aconteceu no Fórum Europeu de Grupos Cristãos LGBTI+, no qual participou Ana Carvalho.

O “Boletim Cinematográfico” na Igreja em Portugal – uma memória histórica

Os primórdios do movimento cinematográfico no seio da Igreja em Portugal

O “Boletim Cinematográfico” na Igreja em Portugal – uma memória histórica novidade

Este é o breve historial de uma publicação simples na sua forma de apresentação, mas que, ao durar persistentemente cerca de cinco décadas, prestou à cultura cinematográfica e à Igreja Católica em Portugal um serviço inestimável e indelevelmente ligado ao nome de Francisco Perestrello, agora falecido.

Lopes Morgado: um franciscano de corpo inteiro

Frade morreu aos 85 anos

Lopes Morgado: um franciscano de corpo inteiro novidade

O último alarme chegou-me no dia 10 de Fevereiro. No dia seguinte, pude vê-lo no IPO do Porto, em cuidados continuados. As memórias que tinha desse lugar não eram as melhores. Ali tinha assistido à morte de um meu irmão, a despedir-se da vida aos 50 anos… O padre Morgado, como o conheci, em Lisboa, há 47 anos, estava ali, preso a uma cama, incrivelmente curvado, cara de sofrimento, a dar sinais de conhecer-me. Foram 20 minutos de silêncios longos.

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This