Detidos desde 19 de agosto

Mais três padres condenados a dez anos de prisão na Nicarágua

| 8 Fev 2023

cerco policial igreja nicaragua foto direitos reservados retirada de confidencial.com (1200 × 900 px)

Cerco policial a igreja na Nicarágua. Foto: Direitos reservados.

 

Poucos dias após ter sido conhecida a pena do padre Óscar Benavidez, condenado a dez anos de prisão por “conspiração para minar a integridade nacional”, sabe-se agora que a mesma pena foi atribuída a mais três sacerdotes, um diácono, dois seminaristas e um leigo da diocese de Matagalpa, no norte da Nicarágua, por “traição à pátria”.

Os condenados são Ramiro Tijerino, reitor da Universidade Juan Pablo II e responsável pela paróquia de San Juan Bautista, José Luis Díaz e Sadiel Eugarrios, primeiro e segundo vigários da catedral de Matagalpa, o diácono Raúl Vega González, os seminaristas Darvin Leiva Mendoza e Melkin Centeno, e o leigo Sergio Cárdenas.

A sentença foi proferida pela juíza Nadia Camila Tardencilla, numa audiência realizada à porta fechada, tal como havia acontecido no caso do padre Óscar Benavidez [ver 7MARGENS].

Além de terem sido condenados a cinco anos de prisão pelo delito de conspiração e a outros cinco por propagação de notícias falsas, ambos os crimes “em prejuízo do Estado da Nicarágua e da sociedade”, os sentenciados ficarão também sujeitos a penas acessórias: “800 dias de multa, inabilitação de forma perpétua para exercer função pública em nome ou ao serviço do Estado da Nicarágua, assim como para exercer cargos de eleição popular e inabilitação perpétua dos seus direitos de cidadãos”.

O Centro Nicaraguense de Direitos Humanos (Cenidh) qualificou o caso de “aberração jurídica”. “Condenamos estas ações perversas do regime, que violam os direitos humanos. Exigimos liberdade imediata para eles e todas as pessoas presas políticas”, pediu a organização.

O grupo de religiosos e leigos, juntamente com o bispo Rolando Álvarez, tinha sido detido na madrugada de 19 de agosto por agentes policiais no palácio episcopal da diocese de Matagalpa, e encontrava-se na prisão “El Chipote”, com exceção do bispo, que se encontra em “prisão domiciliária”. O julgamento de Álvarez está agendado para o próximo dia 28 de março.

 

Hollerich pede “libertação imediata”

cardeal jean-claude hollerich foto Comece

“Faremos tudo o que estiver ao nosso alcance junto das Instituições Europeias a favor da libertação [dos cristãos presos e condenados]”, escreveu o cardeal Jean-Claude Hollerich numa carta aberta aos bispos nicaraguenses. Foto © Comece.

Perante a violenta e sistemática perseguição com que o governo do Presidente Daniel Ortega tem procurado paralisar a Igreja na Nicarágua, o presidente da Comissão das Conferências Episcopais Europeias (Comece), cardeal Jean-Claude Hollerich, enviou uma carta aberta de solidariedade ao Presidente da Conferência Episcopal de Nicarágua, o bispo Carlos Gutiérrez.

Na carta, datada de 6 de fevereiro e divulgada dois dias depois, Hollerich afirma: ”faremos tudo o que estiver ao nosso alcance junto das Instituições Europeias a favor da libertação [dos cristãos presos e condenados], da promoção da liberdade, do estado de direito, da justiça e da democracia” na Nicarágua.

O cardeal Hollerich garante ainda que “não passam despercebidos” os “testemunhos de compromisso com a nossa fé no Evangelho e com o bem dos outros da nossa amada Igreja na Nicarágua”, pelo que se junta “à voz que clama contra a injustiça a que estão a ser submetidos os nossos irmãos na Nicarágua e exigimos a sua libertação imediata”.

O Parlamento Europeu já votou, durante esta legislatura e em seis ocasiões diferentes, resoluções de condenação do regime de Ortega.

 

Patriarca de Lisboa convida “todos” para “momento raro” na Igreja

A um mês da ordenação de dois bispos

Patriarca de Lisboa convida “todos” para “momento raro” na Igreja novidade

O patriarca de Lisboa, Rui Valério, escreveu uma carta a convocar “todos – sacerdotes, diáconos, religiosos, religiosas e fiéis leigos” da diocese para estarem presentes naquele que será o “momento raro da ordenação episcopal de dois presbíteros”. A ordenação dos novos bispos auxiliares de Lisboa, Nuno Isidro e Alexandre Palma, está marcada para o próximo dia 21 de julho, às 16 horas, na Igreja de Santa Maria de Belém (Mosteiro dos Jerónimos).

O exemplo de Maria João Sande Lemos

O exemplo de Maria João Sande Lemos novidade

Se há exemplo de ativismo religioso e cívico enquanto impulso permanente em prol da solidariedade, da dignidade humana e das boas causas é o de Maria João Sande Lemos (1938-2024), que há pouco nos deixou. Conheci-a, por razões familiares, antes de nos encontrarmos no então PPD, sempre com o mesmo espírito de entrega total. [Texto de Guilherme d’Oliveira Martins]

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

“Sempre pensei envelhecer como queria viver”

Modos de envelhecer (19)

“Sempre pensei envelhecer como queria viver” novidade

O 7MARGENS iniciou a publicação de depoimentos de idosos recolhidos por José Pires, psicólogo e sócio fundador da Cooperativa de Solidariedade Social “Os Amigos de Sempre”. Publicamos hoje o décimo nono depoimento do total de vinte e cinco. Informamos que tanto o nome das pessoas como as fotografias que os ilustram são da inteira responsabilidade do 7MARGENS.

“O 7 de outubro, a guerra em Gaza e as sombras da Shoah e da Nakba”

“O 7 de outubro, a guerra em Gaza e as sombras da Shoah e da Nakba” novidade

O último dia de “Reflexos e Reflexões” prometia uma tarde bem preenchida: o debate sobre “o 7 de outubro, a guerra em Gaza e as sombras da Shoah e da Nakba”, e a peça de teatro “House”, de Amos Gitai, pelo teatro La Colline. Aqui deixo uma síntese do debate, que tentei fazer com a maior fidedignidade possível, a partir dos apontamentos que fui tomando (era proibido tirar fotografias ou fazer gravações, para garantir que todos se sentiam mais livres para falar). [Texto de Helena Araújo]

Sínodo, agora, é em Roma… que aqui já acabou

Sínodo, agora, é em Roma… que aqui já acabou novidade

Em que vai, afinal, desembocar o esforço reformador do atual Papa, sobretudo com o processo sinodal que lançou em 2021? Que se pode esperar daquela que já foi considerada a maior auscultação de pessoas alguma vez feita à escala do planeta? – A reflexão de Manuel Pinto, para ler no À Margem desta semana

Nada se perde: um antigo colégio dos Salesianos é o novo centro de acolhimento do Serviço Jesuíta aos Refugiados

Inaugurado em Vendas Novas

Nada se perde: um antigo colégio dos Salesianos é o novo centro de acolhimento do Serviço Jesuíta aos Refugiados novidade

O apelo foi feito pelo Papa Francisco: utilizar os espaços da Igreja Católica devolutos ou sem uso para respostas humanitárias. Os Salesianos e os Jesuítas em Portugal aceitaram o desafio e, do antigo colégio de uns, nasceu o novo centro de acolhimento de emergência para refugiados de outros. Fica em Vendas Novas, tem capacidade para 120 pessoas, e promete ser amigo das famílias, do ambiente, e da comunidade em que se insere.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This