Marcelo saúda muçulmanos pelo início do Ramadão

| 15 Abr 21

Mesquita de Lisboa

Mesquita de Lisboa: a oração mais intensa é uma das práticas do Ramadão. Foto © Khalid Jamal, cedida pelo autor.

 

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, saudou os muçulmanos portugueses, no momento em que a comunidades islâmica inicia o mês de Ramadão, o mais importante do calendário islâmico, de base lunar.

“O Ramadão é o tempo essencial do calendário islâmico, um tempo de disciplina espiritual e de vivência da fé.”, escreve Marcelo, na mensagem divulgada através da página oficial da Presidência da República.

“O Ramadão é também um momento privilegiado de reconciliação e de paz, de renovação da fé e de prática da caridade, da fraternidade e de valorização da família”, acrescenta, referindo-se às práticas da oração, do jejum, da caridade e das celebrações familiares e comunitárias a que o Ramadão apela, conforme xeque David Munir referiu, numa explicação que deu no 7MARGENS.

Essa prática da caridade e da fraternidade é a “mensagem essencial” que está inscrita no Alcorão, diz o Presidente, “e o ensinamento mais profundo que nos legou o profeta Maomé”. E é também “a mensagem que as comunidades islâmicas seguem e devem seguir em todo o mundo”.

O Presidente diz que, neste início do Ramadão, que começou segunda-feira à noite com o aparecimento da Lua e cujo primeiro jejum foi nesta terça, 13, saúda “muito calorosamente as comunidades islâmicas radicadas em Portugal e todos os seus membros”, enviando a “todos os nossos irmãos muçulmanos” as mais “fraternas saudações, na partilha dos valores universais da tolerância e da paz e no respeito pela diversidade e pelos outros, a quem estamos unidos em comunhão de humanidade”.

 

Jorge Sampaio, um laico cristão

Jorge Sampaio, um laico cristão novidade

Já tudo, ou quase tudo, foi dito e escrito sobre a figura do Jorge Sampaio. Assinalando a sua morte, foram, por muitos e de múltiplas formas, sublinhadas as diversas facetas definidoras da sua personalidade nos mais diversos aspetos. Permitam-me a ousadia de voltar a este tema, para sublinhar um aspeto que não vi, falha minha porventura, sublinhado como considero ser merecido.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Escutar todos, com horizontes para lá das “fronteiras” da Igreja

Inquérito sobre o Sínodo

Escutar todos, com horizontes para lá das “fronteiras” da Igreja novidade

O Papa observava, no encontro sinodal com a sua diocese de Roma, no último sábado, 18, que escutar não é inquirir nem recolher opiniões. Mas nada impede que se consultem os cristãos sobre as “caraterísticas e âmbito” que “entendem dever ter a escuta que as igrejas diocesanas são chamadas a realizar, desde 17 de outubro próximo até ao fim de março-abril de 2022. Era esse o terceiro ponto da consulta feita pelo 7Margens, cujas respostas damos hoje a conhecer.

Nova estratégia de combate ao antissemitismo será apresentada em outubro

União Europeia

Nova estratégia de combate ao antissemitismo será apresentada em outubro novidade

A União Europeia (UE) deverá divulgar, no próximo mês de outubro, uma “nova estratégia de combate ao antissemitismo e promoção da vida judaica”. A iniciativa surge na sequência da disseminação do racismo antissemita em inúmeros países da Europa, associada a teorias da conspiração que culpabilizam os judeus pela propagação da covid-19, avançou esta quarta-feira, 22, o Jewish News.

Livrai-nos do Astérix, Senhor!

Livrai-nos do Astérix, Senhor! novidade

A malfadada filosofia do politicamente correcto já vai no ponto de apedrejar a cultura e diabolizar a memória. A liberdade do saber e do saber com prazer está cada vez mais ameaçada. Algumas escolas católicas do Canadá retiraram cerca de cinco mil títulos do seu acervo por considerarem que continham matéria ofensiva para com os povos indígenas.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This