Presidente da AR a jornalistas árabes

Média têm papel “essencial” no combate aos “discursos e atos de ódio”

| 22 Dez 2023

Jornalistas árabes reúnem-se com Augusto Santos Silva na AR para discutir o papel da liberdade religiosa no jornalismo, 20 dezembro 2023. Foto © KAICIID

Augusto Santos Silva cumprimenta o embaixador António de Almeida Ribeiro, secretário-geral adjunto do KAICIID, que acompanhou o grupo de jornalistas árabes que integram a Bolsa de Jornalismo em Diálogo, no final do encontro em Lisboa. Foto © KAICIID

 

Reunido esta semana no Palácio de São Bento, em Lisboa, com 34 jornalistas árabes para discutir o papel da liberdade de religião e liberdade expressão na sociedade, o Presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, defendeu que os média são determinantes no combate aos discursos e atos de ódio. “A solução para o aumento dos discursos de ódio passa pela promoção da liberdade religiosa e do diálogo inter-religioso”, disse Augusto Santos Silva, sublinhando o “papel essencial dos meios de comunicação social numa democracia para desafiar o aumento dos discursos e atos de ódio, agravados pelo impacto negativo das redes sociais”.

O encontro, que decorreu na quarta-feira, 20 de dezembro, aconteceu no âmbito da Bolsa de Jornalismo em Diálogo, que vai já na sua segunda edição, e é promovida pelo Centro Internacional de Diálogo – KAICIID, com sede em Lisboa.

A bolsa conta com participantes de 15 países diferentes e diversas comunidades árabes, dando ênfase “aos valores fundamentais do jornalismo, como a precisão, a imparcialidade, o equilíbrio e o respeito pela diversidade, etnia e religião”, explica o KAICIID, em comunicado enviado ao 7MARGENS.

Durante o curso, os participantes recebem acompanhamento de mentores e uma bolsa para implementar iniciativas de diálogo nos seus respetivos campos, podendo assim contribuir para a prática do “jornalismo de diálogo”.

Zuhair Al Harthi, secretário-geral da KAICIID, que acompanhou este encontro, destacou também o “papel vital dos jornalistas na promoção do diálogo inter-religioso e intercultural”, considerando que estes dão “um contributo crítico para a promoção de narrativas objetivas” e para melhorar “a comunicação entre comunidades”.

A próxima edição da bolsa terá início em 2025, com o objetivo de chegar a mais jornalistas de outras regiões do mundo, adianta o KAICIID.

Jornalistas árabes reúnem-se com Augusto Santos Silva na AR para discutir o papel da liberdade religiosa no jornalismo, 20 dezembro 2023. Foto © KAICIID

A bolsa conta com participantes de 15 países diferentes e diversas comunidades árabes. Foto © KAICIID

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Clero de Angra pede “incremento da pastoral vocacional” assente no “testemunho do padre”

Face a "descredibilização" dos presbíteros

Clero de Angra pede “incremento da pastoral vocacional” assente no “testemunho do padre” novidade

Reconhecendo que o contexto da Igreja universal “é caracterizado pela descredibilização do clero provocada por diversas crises, pela redução do número de vocações ao sacerdócio ministerial e pela situação sociológica de individualismo e de crescente indiferença perante a questão vocacional”, os representantes do Clero diocesano de Angra (Açores) defendem o incremento da “pastoral vocacional assente na comunidade, sobretudo na família e no testemunho do padre”.

Por uma transumância outra

Por uma transumância outra novidade

Este texto do Padre Joaquim Félix corresponde à homilia do Domingo IV da Páscoa na liturgia católica – último dia da semana de oração pelas vocações – proferida nas celebrações eucarísticas das paróquias de Tabuaças (igreja das Cerdeirinhas), Vilar Chão e Eira Vedra (arciprestado de Vieira do Minho).  

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This