Médico responsável pelo nascimento de bebé sem rosto tem quatro processos na Ordem

| 17 Out 19

O obstetra que não detetou malformações graves num bebé que acabou por nascer sem rosto no início deste mês, em Setúbal, tem quatro processos em curso no conselho disciplinar da Ordem dos Médicos. A informação foi divulgada por fonte oficial da Ordem na sequência do nascimento, a 7 de outubro, no Hospital de São Bernardo, de um bebé sem olhos, nariz e parte do crânio.

De acordo com informação citada pela Renascença, a mãe do recém-nascido fez três ecografias com o obstetra Artur Carvalho, mas os exames não registaram indícios de malformações. Quando efectuaram uma ecografia 5D em outra clínica, os país foram avisados para a possibilidade de haver malformações. Quando o casal confrontou o médico que os seguia, ele garantiu que não havia razões para preocupação e que tudo estava bem, confirma a madrinha do bebé. Contactado pela Renascença, o médico disse que não podia fazer declarações sobre o assunto.

Artigos relacionados

Pin It on Pinterest

Share This