Agora que estão mais visíveis

“Melhorar as condições de trabalho” das “atividades socialmente relevantes”

| 25 Set 2022

Pessoa em regime de teletrabalho. Foto © Ian Harber | Unsplash

Pessoas em regime de teletrabalho não têm ainda todos os seus direitos assegurados. Foto © Ian Harber | Unsplash

 

Os participantes na Assembleia Geral do Movimento Europeu dos Trabalhadores Cristãos reunidos em Lisboa de 21 a 24 de setembro avisam que, em virtude da pandemia ter tornado mais visíveis as profissões “socialmente relevantes”, é preciso que agora se trabalhe para “melhorar de forma sustentáveis as condições trabalho” dessas pessoas.

Foram 35 participantes, vindos de 8 países europeus, onde se incluiu a LOC/MTC, que assinaram um pedido de “um mundo onde as pessoas estejam no centro”, onde lhes seja assegurado que “ninguém seja deixado de fora da solidariedade do Estado Providência”. “A pandemia mostrou-nos com toda a clareza que são necessárias mudanças sociais. Exigiremos estas mudanças e contribuiremos nós próprios para a solidariedade e a justiça. Como cristãos e como movimentos de trabalhadores cristãos, queremos contribuir para um mundo diferente e melhor”, refere o comunicado final enviado ao 7MARGENS.

A preocupação com o teletrabalho e a falta de “um quadro legal para assegurar os direitos destes trabalhadores nas formas de trabalho” em alguns países levantou preocupação, já que, segundo se lê no comunicado final, “continua em aberto a questão de como o trabalho com plataformas pode ser utilizado em benefício dos trabalhadores”.

Estas convicções existem “como uma expressão da nossa fé”. “Em Jesus Cristo somos considerados todos como filhos de Deus e por isso consideramos todas as pessoas como irmãs e irmãos”, defendem.

Para estes participantes, “a esperança é ousada”. “Localmente, onde trabalhamos, estamos atentos às injustiças estruturais globais. Acreditamos que todos podem contribuir para a mudança social de que necessitamos. Mesmo quando as coisas são difíceis – não perdemos a esperança”, concluem assim o comunicado.

A Assembleia Geral elegeu para novo mandato de dois anos Olinda Marques, membro da LOC/MTC de Portugal como copresidente, passando a comissão de coordenação a ser composta por copresidentes, Mulher e Homem, tendo sido eleito também para este cargo Karl Brunner do KVW do Sul de Tirol.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Irritações e sol na cara

Irritações e sol na cara novidade

“Todos os dias têm muito para correr mal, sim. Mas pode-se passar pela vida irritado? Apitos e palavras desagradáveis, respirações impacientes, sempre com o “não posso mais” na boca.” – A crónica de Inês Patrício, a partir de Berlim

A cor do racismo

A cor do racismo novidade

O que espero de todos é que nos tornemos cada vez mais gente de bem. O que espero dos que tolamente se afirmam como “portugueses de bem” é que se deem conta do ridículo e da pobreza de espírito que ostentam. E que não se armem em cristãos, porque o Cristianismo está nas antípodas das ideias perigosas que propõem.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This