500 pessoas salvas nas últimas horas

Migrações: Grécia apela à solidariedade europeia

| 22 Nov 2022

Barcos com refugiados no Mediterrâneo: a União Europeia terá mais uma reunião para resolver a crise que a atravessa a propósito deste tema, Foto © Flavio Gasperini/SOS Mediterranée

 

A Grécia lançou esta terça-feira, 22, um pedido de solidariedade e de ajuda aos seus parceiros da União Europeia, na sequência de uma operação de salvamento de cerca de 500 migrantes, ao largo da ilha de Creta.

O barco, disse o ministro grego das Migrações, encontrava-se em muito mau estado e sobrecarregado. Tinha lançado um pedido de socorro, ao qual respondeu um pesqueiro na zona, que o rebocou até uma localidade no sudoeste de Creta.

Os migrantes serão oriundos sobretudo da Síria e do Egito e, entre eles, conta-se cerca de uma centena de crianças, segundo a televisão pública grega, citada pelo jornal francês La Croix. A União Europeia foi solicitada a “reativar a colocação [dos migrantes salvos] nos outros Estados-membros, ao abrigo da solidariedade europeia”.

No entanto, os membros da União, que se devem reunir na próxima sexta-feira, 25, denotam tensões no seu seio, relativamente às políticas migratórias. Ainda recentemente, tornou-se evidente o confronto entre os governos da Itália e da França, devido ao facto de a primeira-ministra italiana, Giorgia Meloni, ter fechado os portos italianos à embarcação francesa de salvamento Ocean Viking, carregada de migrantes, argumentando que o acolhimento caberia ao país de matrícula do barco.

Os problemas estão, no entanto, longe de ser pontuais ou casuísticos. Segundo reconhece a Comissão Europeia, só no Mediterrâneo Central as chegadas de migrantes que “arriscaram as suas vidas em viagens perigosas” aumentaram, em 2022, mais de 50 por cento relativamente a 2021.

Perante esta pressão e as tensões existentes foi decidido, a pedido da França, realizar a reunião extraordinária de um Conselho de Justiça e Assuntos Internos nesta sexta, tendo a comissária com esse pelouro apresentado um plano de ação centrado no Mediterrâneo central. Trata-se de um conjunto de 20 decisões operacionais em torno de três pilares, em boa parte, reforçando ou aplicando de facto medidas já anteriormente tomadas.

 

Bispos católicos de França apelam à fraternidade e justiça, mas não se demarcam da extrema-direita

Com as eleições no horizonte

Bispos católicos de França apelam à fraternidade e justiça, mas não se demarcam da extrema-direita novidade

O conselho permanente dos bispos da Igreja Católica de França considera, num comunicado divulgado esta quinta-feira, 20 de junho, que o resultado das recentes eleições europeias, que deram a vitória à extrema-direita, “é mais um sintoma de uma sociedade ansiosa, dividida e em sofrimento”. Neste contexto, e em vésperas dos atos eleitorais para a Assembleia Nacional, apresentaram uma oração que deverá ser rezada por todas as comunidades nestes próximos dias.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

“Precisamos de trabalhar num projeto de sociedade que privilegie a ativação da esperança”

Tolentino recebeu Prémio Pessoa

“Precisamos de trabalhar num projeto de sociedade que privilegie a ativação da esperança” novidade

Na cerimónia em que recebeu o Prémio Pessoa 2023 – que decorreu esta quarta-feira, 19 de junho, na Culturgest, em Lisboa – o cardeal Tolentino Mendonça falou daquela que considera ser “talvez a construção mais extraordinária do nosso tempo”: a “ampliação da esperança de vida”. Mas deixou um alerta: “não basta alongar a esperança de vida, precisamos de trabalhar num projeto de sociedade que privilegie a ativação da esperança e a deseje fraternamente repartida, acessível a todos, protagonizada por todos”.

“O 7 de outubro, a guerra em Gaza e as sombras da Shoah e da Nakba”

“O 7 de outubro, a guerra em Gaza e as sombras da Shoah e da Nakba” novidade

O último dia de “Reflexos e Reflexões” prometia uma tarde bem preenchida: o debate sobre “o 7 de outubro, a guerra em Gaza e as sombras da Shoah e da Nakba”, e a peça de teatro “House”, de Amos Gitai, pelo teatro La Colline. Aqui deixo uma síntese do debate, que tentei fazer com a maior fidedignidade possível, a partir dos apontamentos que fui tomando (era proibido tirar fotografias ou fazer gravações, para garantir que todos se sentiam mais livres para falar). [Texto de Helena Araújo]

E Jesus, estaria ele no Tik Tok?

7MARGENS/Antena 1

E Jesus, estaria ele no Tik Tok? novidade

“Falar Piano e Tocar Francês” é o título do livro do maestro Martim Sousa Tavares. Arte, música, cultura, paixão e mediação são temas do livro e pretextos para a conversa no programa 7MARGENS, da Antena 1. Que começa por uma pergunta: e Jesus, estaria ele hoje no Tik Tok?

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This