Misereor lança campanha quaresmal dos católicos alemães em favor da Bolívia

| 21 Fev 21

Uma celebração da eucaristia numa comunidade indígena na Bolívia agradecendo os frutos da natureza que tornam possível uma boa vida. Foto © Patricio Crooker Baichuje-Reyes/Misereor.

Começou neste domingo, 21 de fevereiro, em Hildesheim (diocese a que pertence a cidade de Hannover, no centro da Alemanha) a campanha quaresmal da Misereor. Na missa a que presidiu o bispo local, Heiner Wilmer, foi apresentado o tema da campanha: “É possível! De outra maneira!”. Este tema sugestivo foi desenvolvido de modo muito claro e preciso pelo bispo Wilmer, na sua homilia: “Um outro mundo é possível! Depende de nós dar-lhe forma e rosto. Depende de nós treinarmo-nos para um outro estilo de vida, mais justo, mais sustentável, que deixe aos nossos filhos e netos ar para respirar.”

O director da Misereor, Pirmin Spiegel,  acentuava, no decorrer da mesma celebração, a relevância desta perspectiva de mudança em tempos de pandemia: “A pandemia do coronavírus interrompe a nossa vida, e faz-nos dar conta da vunerabilidade própria e da fragilidade dos outros. A crise exige de nós respostas a perguntas de amanhã.”

Todos os anos a Misereor coloca um país ou uma região do mundo no centro da sua campanha. Este ano, a Misereor foca-se num país em crise: a Bolívia, com todos os seus problemas sociais e políticos. A Igreja boliviana lançou a campanha “Uma vida boa para todos!”, que a Misereor se propõe apoiar.

Como organização, a Misereor não precisa de apresentação: é a maior das instituições de solidariedade da Igreja alemã, canalizando anualmente muitos milhões de euros para inúmeros projectos e iniciativas em todo o hemisfério sul. Em 2019, a agência movimentou 232 milhões de euros e há actualmente 2.900 projectos e iniciativas em todo o mundo a receber o seu apoio.

É à Misereor que a Igreja alemã confia desde há 62 anos (desde 1959) a animação da partilha e da solidariedade quaresmal a todos os níveis da Igreja deste país: dos grupos paroquiais aos movimentos, das pequenas comunidades à própria Conferência Episcopal. Em condições normais, as campanhas da Misereor são feitas de encontros e celebrações, de festas e actividades de rua… mas em tempos de pandemia, tudo é diferente. Por isso, a Misereor fez saber que continua a contar com o sentido de solidariedade dos cristãos alemães, agora mais que nunca.

 

A dança dos bispos continua em Leiria e Braga

João Lavrador deixa Açores para Viana

A dança dos bispos continua em Leiria e Braga novidade

Com a escolha de João Lavrador para a sede vacante de Viana fica agora Angra sem bispo. Mas Braga já está à espera de sucessor há dois anos, enquanto em Leiria se perspectiva a sucessão talvez até final do ano. Há bispos que querem sair de onde estão, outros não querem alguns para determinados sítios. “Com todas estas movimentações, é difícil acreditar que a nomeação de um bispo seja obra do Espírito Santo”, diz um padre.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Taizé dinamiza vigília para jovens em Glasgow

Cimeira do Clima

Taizé dinamiza vigília para jovens em Glasgow novidade

A Comunidade de Taizé foi convidada pelo Comité Coordenador da COP26 das Igrejas de Glasgow para preparar e liderar uma vigília para estudantes e jovens em Glasgow durante a Cimeira do Clima. Mais de sete mil pessoas passaram por Taizé, desde junho, semana após semana, apesar do contexto da pandemia que se vive.

O outro sou eu

O outro sou eu novidade

Há tanto que me vem à cabeça quando penso em Jorge Sampaio. Tantas ocasiões em que o seu percurso afetou e inspirou o meu, quando era só mais uma adolescente portuguesa da primeira geração do pós-25 de Abril à procura de referências. Agora, que sou só uma adulta que recusa desprender-se delas, as memórias confundem-se com valores e os factos com aspirações.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This