Aos 92 anos

Morreu Ioannis Zizioulas, um dos maiores teólogos ortodoxos

| 3 Fev 2023

Ioannis Zizioulas, foto Vatican Media

Ioannis Zizioulas, foto Vatican Media

 

Ioannis Zizioulas, bispo metropolita ortodoxo de Pérgamo do Patriarcado de Constantinopla e um dos maiores teólogos ortodoxos, morreu em Atenas esta sexta-feira, 2 de fevereiro. Tinha 92 anos e estava internado por ter contraído covid-19. Zizioulas foi um grande promotor do ecumenismo e era muito estimado pelo Papa Francisco, que o chamou a contribuir para a Encíclica Laudato Si’. O metropolita foi um dos que a apresentou, na conferência de imprensa de 18 de junho de 2015.

“Esta Encíclica é um acontecimento histórico, uma ocasião de alegria e de satisfação para os ortodoxos, que desde 1989 pedem com urgência um debate sobre a criação” – disse Zazioulas naquela apresentação –  “as implicações ecológicas na doutrina cristã da criação são muitas vezes ignoradas; ao invés, toda a criação está impregnada de Deus e o ser humano é sacerdote da criação e não o seu explorador.”

Na notícia que no dia 2 de fevereiro o Vatican News lhe dedica, é referido que o Papa citava Zazioulas com frequência, inclusive quanto ele gostava de brincar sobre o ecumenismo e o debate teológico, dizendo: “Sim, os teólogos acabarão por estar de acordo… um dia depois do juízo final!”.

Ioannis Zizioulas nasceu a 10 de janeiro de 1931, estudou nas Universidades de Salonica e Atenas, depois no Instituto Ecuménico de Bossey. Doutorou-se com uma tese sobre “A unidade da Igreja na Divina Eucaristia durante os primeiros três séculos”. Completou os estudos teológicos na Universidade de Harvard. Foi professor de Teologia Dogmática na Universidade de Edimburgo e de Teologia Sistemática na Universidade de Glasgow (1973-1987), de Salonica (1984-1998), no King’s College e na Gregoriana em Roma e Genebra. Em 1986, foi eleito metropolita de Pérgamo. Representou o Patriarcado de Constantinopla na comissão mista internacional para o Diálogo Teológico entre a Igreja Católica e a Igreja Ortodoxa.

 

A humildade do arcebispo

A humildade do arcebispo novidade

Chegou a estender a mão e a cumprimentar, olhos nos olhos, todos os presentes, um a um. É o líder da Igreja Anglicana, mas aqui apresentou-se com um ligeiro “Hi! I’m Justin” — “Olá, sou o Justin!” — deixando cair títulos e questões hierárquicas. [O texto de Margarida Rocha e Melo]

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Catarina Pazes: “Sem cuidados paliativos, não há futuro para o SNS”

Entrevista à presidente da Associação Portuguesa

Catarina Pazes: “Sem cuidados paliativos, não há futuro para o SNS” novidade

“Se não prepararmos melhor o nosso Serviço Nacional de Saúde do ponto de vista de cuidados paliativos, não há maneira de ter futuro no SNS”, pois estaremos a gastar “muitos recursos” sem “tratar bem os doentes”. Quem é o diz é Catarina Pazes, presidente da Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos (APCP) que alerta ainda para a necessidade de formação de todos os profissionais de saúde nesta área e para a importância de haver mais cuidados de saúde pediátricos.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This