Projeto polémico

Movimento cívico organiza cordão humano pela não destruição do património da Sé de Lisboa

| 24 Jun 2022

se de lisboa foto direitos reservados

Sé de Lisboa. Foto: direitos reservados.

 

O movimento cívico “Apoiar a Sé de Lisboa 2022” promove este sábado, 25 de junho, um cordão humano pela preservação e musealização adequada dos vestígios arqueológicos da Sé Patriarcal. A concentração está marcada para as 11h, em frente à catedral.

De acordo com este grupo de cidadãos, o projeto previsto para a criação de um núcleo arqueológico nos claustros, que vai já na sua terceira versão, continua a ser destrutivo do património. O movimento 
reclama a preservação integral das estruturas medievais, islâmicas e romanas que ainda se encontram nos seus lugares; pretende que os promotores do projeto desistam de construir o piso -1 sob a ala sul do chamado claustro dionisino (medieval) e respetivos acessos; e exige, ainda, que se encontrem novas soluções que garantam a estabilidade estrutural do conjunto patrimonial da Sé de Lisboa sem que sejam afetados os vestígios arqueológicos, que deverão ficar visíveis.

“Não vamos aqui esconder objetivos – queremos que o projeto seja revisto e que a obra seja suspensa até que se encontre uma solução não destrutiva. Tem de ser possível encontrar outra maneira de garantir a segurança do conjunto da Sé, que é um monumento importantíssimo, sem se sacrificar a arqueologia e o que ela pode ensinar a quem visitar a Sé”, afirma em declarações ao Público Jacinta Bugalhão, arqueóloga e e uma das organizadoras desta ação.

O dono de obra é o Cabido da Sé de Lisboa, mas a obra é dirigida direta e exclusivamente pela Direção-Geral do Património Cultural, entidade tutelar da Arqueologia em Portugal.

 

Uma tarde para aprender a “estar neste mundo como num grande templo”

Na Casa de Oração Santa Rafaela Maria

Uma tarde para aprender a “estar neste mundo como num grande templo” novidade

Estamos neste mundo, não há dúvida. Mas como nos relacionamos com ele? E qual o nosso papel nele? “Estou neste mundo como num grande templo”, disse Santa Rafaela Maria, fundadora das Escravas do Sagrado Coração de Jesus, em 1905. A frase continua a inspirar as religiosas da congregação e, neste ano em que assinalam o centenário da sua morte, “a mensagem não podia ser mais atual”, garante a irmã Irene Guia ao 7MARGENS. Por isso, foi escolhida para servir de mote a uma tarde de reflexão para a qual todos estão convidados. Será este sábado, às 15 horas, na Casa de Oração Santa Rafaela Maria, em Palmela, e as inscrições ainda estão abertas.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Patriarca de Lisboa convida “todos” para “momento raro” na Igreja

A um mês da ordenação de dois bispos

Patriarca de Lisboa convida “todos” para “momento raro” na Igreja novidade

O patriarca de Lisboa, Rui Valério, escreveu uma carta a convocar “todos – sacerdotes, diáconos, religiosos, religiosas e fiéis leigos” da diocese para estarem presentes naquele que será o “momento raro da ordenação episcopal de dois presbíteros”. A ordenação dos novos bispos auxiliares de Lisboa, Nuno Isidro e Alexandre Palma, está marcada para o próximo dia 21 de julho, às 16 horas, na Igreja de Santa Maria de Belém (Mosteiro dos Jerónimos).

O exemplo de Maria João Sande Lemos

O exemplo de Maria João Sande Lemos novidade

Se há exemplo de ativismo religioso e cívico enquanto impulso permanente em prol da solidariedade, da dignidade humana e das boas causas é o de Maria João Sande Lemos (1938-2024), que há pouco nos deixou. Conheci-a, por razões familiares, antes de nos encontrarmos no então PPD, sempre com o mesmo espírito de entrega total. [Texto de Guilherme d’Oliveira Martins]

“Sempre pensei envelhecer como queria viver”

Modos de envelhecer (19)

“Sempre pensei envelhecer como queria viver” novidade

O 7MARGENS iniciou a publicação de depoimentos de idosos recolhidos por José Pires, psicólogo e sócio fundador da Cooperativa de Solidariedade Social “Os Amigos de Sempre”. Publicamos hoje o décimo nono depoimento do total de vinte e cinco. Informamos que tanto o nome das pessoas como as fotografias que os ilustram são da inteira responsabilidade do 7MARGENS.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This