Contra conteúdo de ódio

Muçulmanos australianos processam Twitter

| 26 Jun 2022

rede social twitter foto c roman okopny

Foto © Roman Okopny

 

A Australian Muslim Advocacy Network (AMAN), um grupo de defesa dos muçulmanos australianos, apresentou uma queixa contra o Twitter na Comissão de Direitos Humanos de Queensland, acusando o site de não tomar medidas contra contas que incitam ao ódio, noticiou The Guardian na sua edição de dia 26 de junho.

Uma das contas contra as quais o AMAN protesta foi citada no manifesto do extremista que matou 77 pessoas na Noruega em 2011, mas apesar de vários pedidos, o Twitter recusou-se a excluir a conta e os comentários sobre os posts que “difamam e denigrem” os muçulmanos. Os comentários referidos na queixa referem-se ao Alcorão como “esta memória satânica” e ao Islão como “o culto mais violento e sexualmente perverso”. Outros escrevem que “o Ramadão significa matar infiéis” e que o Alcorão deve ser referido como “manual terrorista”.

A AMAN acusou o Twitter evocando a Lei Antidiscriminação de Queensland, acusando-o de incitar o ódio enquanto editor de contas de terceiros, bem como de discriminação por se recusar a agir contra conteúdo de ódio. Entre julho de 2020 e julho de 2021, a AMAN diz ter apresentado reclamações ao Twitter sobre 445 itens, incluindo 29 tweets que alega incitar ao ódio e 416 comentários e citações nesses tweets. O Twitter não excluiu esses comentários e confirmou por escrito em julho de 2021 que as contas foram avaliadas como sendo “consistentes com suas políticas”.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

"Nada cristãs"

Ministro russo repudia declarações do Papa novidade

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov, descreveu como “nada cristãs” as afirmações do Papa Francisco nas quais denunciou a “crueldade russa”, especialmente a dos chechenos, em relação aos ucranianos. Lavrov falava durante uma conferência de imprensa, esta quinta-feira, 1 de dezembro, e referia-se à entrevista que Francisco deu recentemente à revista America – The Jesuit Review.

O que têm dito os papas sobre a paz

Debate e oração no Rato, em Lisboa

O que têm dito os papas sobre a paz novidade

As mensagens dos Papas para o Dia Mundial da Paz é o tema da intervenção do padre Peter Stilwell neste sábado, 3 de Dezembro (Capela do Rato, em Lisboa, 19h), numa iniciativa integrada nas celebrações dos 50 anos da vigília de oração pela paz que teve lugar naquela capela, quando um grupo de católicos quis permanecer em oração durante 48 horas, em reflexão sobre a paz e contra a guerra colonial.

Ministro russo repudia declarações do Papa

"Nada cristãs"

Ministro russo repudia declarações do Papa novidade

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov, descreveu como “nada cristãs” as afirmações do Papa Francisco nas quais denunciou a “crueldade russa”, especialmente a dos chechenos, em relação aos ucranianos. Lavrov falava durante uma conferência de imprensa, esta quinta-feira, 1 de dezembro, e referia-se à entrevista que Francisco deu recentemente à revista America – The Jesuit Review.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This