Mulher de Chicago pagou 30 quartos de hotel a sem-abrigo em risco de morrerem de frio

| 4 Fev 19

Gesto desencadeou uma onda de solidariedade na comunidade local, proporcionando cuidados a mais de uma centena de pessoas.

Candice Payne: o seu impulso inicial levou à mobilização de dezenas de pessoas; a imagem (tal como a foto inicial) é reproduzida de uma reportagem da CBS

 

Há pessoas que, quando as temperaturas descem muitos graus abaixo de zero, não cuidam apenas de se agasalhar. Ocorre-lhes pensar que não é justo que aqueles que não têm casa possam morrer de frio. Foi o que se passou com Candice Payne, uma corretora imobiliária de Chicago, quando viu, na semana passada, tudo a congelar à sua volta.

Naquela cidade, junto à saída da autoestrada, acumulam-se há anos tendas onde vivem aqueles que ficaram sem casa ou que nunca a tiveram. Foi lá o ponto de encontro. Daí saiu um primeiro grupo, que ocupou os 30 quartos que ela reservou e pagou do seu bolso numa estalagem da região, para que uma parte deles pudessem abrigar-se e dormir numa cama. Entre estes, estavam duas mulheres grávidas e uma família de cinco pessoas.

Candice recorreu à sua conta no Instagram para apelar a quem tivesse meios de transporte para ajudarem na recolha dos sem-teto. No dizer do New York Times, que entrevistou a autora deste gesto, formou-se uma caravana de carrinhas, carros e veículos utilitários conduzidos por voluntários.

A iniciativa de Candice acabou por contagiar muitas pessoas e instituições da comunidade: “A senhora Payne – relata o Times– comprou produtos de higiene pessoal, alimentos, vitaminas pré-natal, loções, desodorizantes e lanches e fez cabazes para ajudar as pessoas a sentirem-se confortáveis. Houve restaurantes que deram bandejas de comida, e muitas pessoas telefonaram para a estalagem” a oferecer-se para contribuir.

A solidariedade comoveu a própria gestora da estalagem que baixou o preço dos quartos e abriu outros 30, para além dos que já tinha ocupados, para novos sem-abrigo. O dinheiro recolhido por Payne permitiu que estes hóspedes especiais ficassem ali alojados e alimentados até este domingo, em vez de quinta-feira, como tinha sido inicialmente previsto.

Payne confessou que foi um impulso que a levou a agir. “Sou uma pessoa normal. Deu-se a ideia de que foi uma pessoa rica que fez isto, mas eu sou apenas uma moça negra da zona sul. [Ao princípio] pareceu-me que seria difícil de conseguir, mas depois de ver isso e ver pessoas de todo o mundo, isso mostrou-me que não é tão inatingível. Juntos podemos fazer tudo.”

Tão importante como este movimento circunstancial foi a decisão da jovem de continuar a dedicar-se aos sem-abrigo. Isto, observou, “inspirou-me a encontrar uma solução mais permanente”. E um sinal de que algo pode vir a acontecer a partir daqui foi o apoio que recebeu do governador do estado do Illinois. “Ele agradeceu-me”, disse Payne. “Disse que foi um dos maiores atos de bondade que temos visto desde há muito tempo.”

Segundo informação do National Weather Service, as temperaturas naquela zona dos Estados Unidos da América chegaram a 26º negativos na passada quarta-feira, começando a subir no final da semana.

Breves

Anselmo Borges e a eutanásia: “Quem mata?”

“Se algum dia se avançasse por esta via da legalização da eutanásia, o Estado ficaria com mais uma obrigação: satisfazer o direito ao pedido da eutanásia e seria confrontado com esta pergunta terrível: quem mata?”, escreve Anselmo Borges, professor de filosofia e padre, na sua última crónica no Diário de Notícias.

Boas notícias

É notícia

Cultura e artes

São Pessoas. Histórias com gente dentro

Há um tanque de lavar roupa. Há uma cozinha. Há o poço e as mãos que lançam um balde. Há uma sombra que foge. Há o poste de eletricidade que ilumina as casas frágeis. Há o quadro pendurado em que um coração pede “Deus te ajude”. Há a campa e a eterna saudade. E há uns tapetes gastos. Em cada uma destas fotos só se adivinham os rostos, os olhos, as rugas, as mãos rugosas, as bocas, as pessoas que habitam estes lugares.

“2 Dedos de Conversa” num blogue para alargar horizontes

Um dia, uma leitora do blogue “2 Dedos de Conversa” escreveu-lhe: “Este blogue é um momento de luz no meu dia”. A partir daí, Helena Araújo, autora daquela página digital, sentiu a responsabilidade de pensar, de manhã, o que poderia “escrever para animar o dia” daquela rapariga. Sente que a escrita do blogue pode ajudar pessoas que não conhece, além de lhe ter alargado os horizontes, no debate com outros pontos de vista.

Arte de rua no selo do Vaticano para a Páscoa

Um selo para celebrar a Páscoa com arte de rua. Essa será a escolha do Vaticano, segundo a jornalista Cindy Wooden, para este ano, reproduzindo uma Ascensão pintada por Heinrich Hofmann, que se pode ver na Ponte Vittorio Vittorio Emanuele II, em Roma, a poucas centenas de metros da Praça de São Pedro.

Pessoas

Abiy Ahmed Ali, o Nobel da Paz para um cristão pentecostal

Abiy Ahmed Ali, o Nobel da Paz para um cristão pentecostal

O primeiro-ministro da Etiópia, Abiy Ahmed Ali, receberá nesta terça-feira o Nobel da Paz de 2019, numa cerimónia em Oslo. O Comité Nobel não o disse, mas várias das atitudes e propostas do mais jovem líder da África, com 43 anos, radicam na sua fé cristã de matriz pentecostal.

Sete Partidas

Sankt Andreas Kirke, Copenhaga – Uma igreja nómada

Gothersgade 148, 1123 København K, Igreja de Skt. Andreas. Era este o sítio a que nos devíamos dirigir quando nos interessámos por um concerto de música clássica, de entrada gratuita, por altura do Natal de 2009. Estávamos em fase de descoberta daquela que seria a nossa casa por 10 anos – Copenhaga, Dinamarca.

Visto e Ouvido

Agenda

Entre margens

Hanau: isto não foi o Capuchinho Vermelho novidade

De vez em quando, a morte passa-nos por perto. Hanau fica a trinta quilómetros de onde moro e é conhecida por ser a cidade natal dos irmãos Grimm, aqueles que compilaram contos populares alemães como o Capuchinho Vermelho ou a Branca de Neve. Muitos deles são histórias terríveis que eram contadas às crianças para ganharem a noção da maldade humana e não serem enganadas facilmente.

A lição de Merkel

As eleições de Outubro de 2019 na Turíngia, estado da antiga República Democrática Alemã, ditaram um resultado que se vislumbraria difícil de solucionar. A esquerda do Die Linke ganhou as eleições, seguida da direita radical da Alternativa para a Alemanha (AfD) e da União Democrata Cristã (CDU), de Angela Merkel. O Partido Social-Democrata (SPD), não foi além dos 8,2% e os Verdes e os Liberais (FDP) ficaram na casa dos 5%.

Maria e Marta – como compreender dois nomes num congresso mundial

Foi nesse congresso que, pela primeira vez, tive a explicação relativa a dois nomes, Maria e Marta, cujo significado fiquei de procurar, desde 1983, ano no qual nasceram as minhas primas Maria e Marta. O facto é que, quando elas nasceram, o meu avô materno, impôs que fossem chamadas por esses nomes. Despertou-me curiosidade a insistência, uma vez que já as chamávamos por outros nomes.

Fale connosco