Mulheres jornalistas asseguram 48% das notícias televisivas

| 10 Mar 21

Global Media Monitoring Report mulheres nas notícias. Foto © Equipa do GMMP no Zimbabué

A equipa de voluntários do Global Media Monitoring Report a verificar a representação das mulheres nas notícias (29 de setembro de 2020). Foto © Equipa do GMMP no Zimbabué.

As mulheres jornalistas são autoras de quase metade (48%) das notícias e reportagens apresentadas nas estações televisivas de todo o mundo, revelam os dados preliminares do estudo internacional conduzido pelo Projeto de Monitorização Global dos Media (GMMP, na sua sigla inglesa).

Mas a paridade de género surge desequilibrada quando se analisa a presença das mulheres nas notícias sobre a covid-19: elas estão presentes, enquanto sujeito ou fonte, em apenas 28% das peças informativas difundidas pelas televisões.
O estudo analisou edições de rádios, jornais, sítios noticiosos e televisões difundidos ao longo do dia 19 de setembro de 2020 e os seus resultados finais serão apresentados ainda antes do final deste semestre.

Desde 1995 que um levantamento deste tipo é realizado de cinco em cinco anos pela organização Who Makes The News.

 

Jornada Nacional Memória & Esperança 2021 já tem site

Homenagem às vítimas da pandemia

Jornada Nacional Memória & Esperança 2021 já tem site novidade

O site oficial da Jornada Nacional Memória & Esperança 2021, iniciativa que visa homenagear as vítimas da pandemia com ações em todo o país entre 22 e 24 de outubro, ficou disponível online esta sexta-feira, 17. Nele, é possível subscrever o manifesto redigido pela comissão promotora da iniciativa e será também neste espaço que irão sendo anunciadas as diferentes iniciativas a nível nacional e local para assinalar a jornada.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Novo ano letivo: regressar ao normal?

Novo ano letivo: regressar ao normal? novidade

Após dois conturbados anos letivos, devido à pandemia, as escolas preparam-se para um terceiro ano ainda bastante incerto, mas que desejam que seja o mais normal possível. O regresso à normalidade domina as declarações públicas de diretores escolares e de pais, alunos e professores. Este desejo de regresso à normalidade, sendo lógico e compreensível, após dois anos de imensa instabilidade, incerteza e experimentação, constitui ao mesmo tempo um sério problema.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This