Vaticano

Mundo não pode ignorar sofrimento de haitianos

| 19 Out 2021

O arcebispo Vincenzo Paglia no Haiti. Foto do Twitter da Pontifícia Academia da Vida.

 

O mundo não pode mais ignorar o sofrimento do povo do Haiti, uma ilha que há séculos é explorada e pilhada por nações mais ricas, apontou o arcebispo Vincenzo Paglia, presidente da Pontifícia Academia para a Vida.

Num artigo publicado depois de ter visitado o país caribenho, de 17 a 19 de outubro, Paglia sublinhou, citado pelo Catholic News Service, que espera que os países, inclusive os europeus, consigam “voltar a caminhar juntamente com este povo, abandonando o terrível papel de colonizadores e assumindo o papel amigo de companheiros de viagem”.

“O grito de ajuda de uma nação não pode passar despercebido, especialmente pela Europa, que ao longo dos séculos dividiu, saqueou e finalmente abandonou esta ilha maravilhosa”, disse ele.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

“Ucrânia tem direito à defesa, mas só meios militares é um risco”

Comissões Justiça e Paz da Europa

“Ucrânia tem direito à defesa, mas só meios militares é um risco” novidade

“O direito da Ucrânia a defender-se é indiscutível e todos os fornecimentos de armas que permitam a sua defesa no quadro dos imperativos da proporcionalidade e do direito humanitário internacional são legítimos”, diz a plataforma católica Justiça e Paz Europa. No entanto, “os meios militares, por si só, não podem trazer uma paz duradoura”.

A hermenêutica de Jesus (3): Jesus e as Parábolas

A hermenêutica de Jesus (3): Jesus e as Parábolas novidade

O ensino das sagradas escrituras na época de Jesus era uma prática comum entre o povo judeu. Desde cedo, os rabinos ensinavam às crianças a leitura e escrita da Torá e a memorizar grandes porções da mesma. Entre as várias técnicas de ensino, estava a utilização de parábolas.

Agenda

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This