Igualdade de Género

Mural e vídeo representam a diversidade no Bairro do Zambujal

| 23 Abr 2024

Mural no Bairro do Zambujal, alusivo à Igualdade de Género. Foto © Zambujal 360

Um jogo de xadez célebre é a inspiração deste mural no Bairro do Zambujal, alusivo à igualdade de género. Foto © Zambujal 360

A igualdade de género como um jogo de xadrez. Foi essa a inspiração da artista Mariana Duarte Santos para uma pintura mural no Bairro do Zambujal que pretende celebrar a diversidade e a igualdade de género, na linha do 5º princípio dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) proclamados pelas Nações Unidas.

Soraia e Pedro das Neves, um casal residente no Zambujal (Alfragide), serviram de modelo à artista que, naquele bairro do concelho da Amadora, pintou um enorme mural a celebrar a diversidade. A razão da escolha é simples: o casal representa as duas comunidades diferentes dominantes no bairro, a cigana e a cabo-verdiana.

Essa diversidade está no mural executado em agosto do ano passado e cuja execução é agora contada num vídeo entretanto realizado. A pintura mostra duas personagens a jogar xadrez, que remetem para o jogo entre Judit Polgar e Garry Kasparov, em 2002, em que a campeã húngara ganhou ao famoso jogador russo. Mas há outros pormenores, como a presença de vários livros escritos por mulheres e homens que lutaram pela igualdade de género. Entre eles, um da juíza (entre 1993-2020) do Supremo dos EUA, Ruth Bader Ginsburg, bem como a capa de um disco da famosa cantora cabo-verdiana Cesária Évora. Pode, também, ver-se uma folha de papel com carateres Nushu, forma de escrita inventada e utlizada apenas por mulheres de uma localidade chinesa, Jiangyon, numa época em que não lhes era permitido aprender a ler ou a escrever, entre outras imagens que se podem ver.

Esta obra de arte contou com o apoio da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento e faz parte do projeto Zambujal 360. Prevê-se que este seja “o primeiro bairro embaixador dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”: os seus prédios estão a servir de tela para uma série de murais que pretendem ilustrar os ODS. Já se encontram concluídas oito pinturas. Até final de maio, previsivelmente, estarão prontas mais duas. As obras de arte podem ser vistas em visitas guiadas mediante marcação para geral@adgentes.org.pt

 

Patriarca de Lisboa convida “todos” para “momento raro” na Igreja

A um mês da ordenação de dois bispos

Patriarca de Lisboa convida “todos” para “momento raro” na Igreja novidade

O patriarca de Lisboa, Rui Valério, escreveu uma carta a convocar “todos – sacerdotes, diáconos, religiosos, religiosas e fiéis leigos” da diocese para estarem presentes naquele que será o “momento raro da ordenação episcopal de dois presbíteros”. A ordenação dos novos bispos auxiliares de Lisboa, Nuno Isidro e Alexandre Palma, está marcada para o próximo dia 21 de julho, às 16 horas, na Igreja de Santa Maria de Belém (Mosteiro dos Jerónimos).

O exemplo de Maria João Sande Lemos

O exemplo de Maria João Sande Lemos novidade

Se há exemplo de ativismo religioso e cívico enquanto impulso permanente em prol da solidariedade, da dignidade humana e das boas causas é o de Maria João Sande Lemos (1938-2024), que há pouco nos deixou. Conheci-a, por razões familiares, antes de nos encontrarmos no então PPD, sempre com o mesmo espírito de entrega total. [Texto de Guilherme d’Oliveira Martins]

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

“Sempre pensei envelhecer como queria viver”

Modos de envelhecer (19)

“Sempre pensei envelhecer como queria viver” novidade

O 7MARGENS iniciou a publicação de depoimentos de idosos recolhidos por José Pires, psicólogo e sócio fundador da Cooperativa de Solidariedade Social “Os Amigos de Sempre”. Publicamos hoje o décimo nono depoimento do total de vinte e cinco. Informamos que tanto o nome das pessoas como as fotografias que os ilustram são da inteira responsabilidade do 7MARGENS.

“O 7 de outubro, a guerra em Gaza e as sombras da Shoah e da Nakba”

“O 7 de outubro, a guerra em Gaza e as sombras da Shoah e da Nakba” novidade

O último dia de “Reflexos e Reflexões” prometia uma tarde bem preenchida: o debate sobre “o 7 de outubro, a guerra em Gaza e as sombras da Shoah e da Nakba”, e a peça de teatro “House”, de Amos Gitai, pelo teatro La Colline. Aqui deixo uma síntese do debate, que tentei fazer com a maior fidedignidade possível, a partir dos apontamentos que fui tomando (era proibido tirar fotografias ou fazer gravações, para garantir que todos se sentiam mais livres para falar). [Texto de Helena Araújo]

Sínodo, agora, é em Roma… que aqui já acabou

Sínodo, agora, é em Roma… que aqui já acabou novidade

Em que vai, afinal, desembocar o esforço reformador do atual Papa, sobretudo com o processo sinodal que lançou em 2021? Que se pode esperar daquela que já foi considerada a maior auscultação de pessoas alguma vez feita à escala do planeta? – A reflexão de Manuel Pinto, para ler no À Margem desta semana

Nada se perde: um antigo colégio dos Salesianos é o novo centro de acolhimento do Serviço Jesuíta aos Refugiados

Inaugurado em Vendas Novas

Nada se perde: um antigo colégio dos Salesianos é o novo centro de acolhimento do Serviço Jesuíta aos Refugiados novidade

O apelo foi feito pelo Papa Francisco: utilizar os espaços da Igreja Católica devolutos ou sem uso para respostas humanitárias. Os Salesianos e os Jesuítas em Portugal aceitaram o desafio e, do antigo colégio de uns, nasceu o novo centro de acolhimento de emergência para refugiados de outros. Fica em Vendas Novas, tem capacidade para 120 pessoas, e promete ser amigo das famílias, do ambiente, e da comunidade em que se insere.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This