Porto

Museu do Holocausto reabre e Museu Judaico exibe filme português “1618”

| 30 Mar 2022

MUSEU DO HOLOCAUSTO PORTO

O museu foi inaugurado em 2021. Foto © CIP.

 

O Museu do Holocausto do Porto reabre ao público esta quinta-feira, 31, depois de vários meses de encerramento, devido à pandemia.

Inaugurado em 2021, no final de janeiro, o museu é tutelado por membros da comunidade judaica do Porto cujos pais, avós e familiares foram vítimas do Holocausto.

No primeiro ano recebeu 40 mil visitantes, essencialmente visitas de escolas que, apesar da pandemia, continuaram a fazer-se.

A entrada mantém-se gratuita para todas as idades, segundo informa a instituição.

Também nesta quinta-feira, 31, às 19h, o Museu Judaico do Porto exibe o filme português “1618”, que já venceu mais de meia centena de prémios em festivais internacionais, mas ainda não estreou em Portugal. A iniciativa é uma forma de evocar o Dia Nacional da Memória das Vítimas da Inquisição.

O filme retrata o episódio, baseado em factos verídicos, da chegada ao Porto de um visitador da Inquisição, para investigar práticas heréticas de pendor judaizante. O argumento coloca em cena um caso, considerado único, de resistência à Inquisição por parte das autoridades municipais, judiciárias e religiosas de uma cidade.

A película faz parte de um projeto inter-religioso e de combate ao antissemitismo que envolve a Comunidade Judaica do Porto (detentora dos direitos sobre o filme) e a Diocese do Porto (católica).

A entrada é gratuita, mas limitada a 50 lugares. O Museu Judaico localiza-se na rua Guerra Junqueiro, n.º 325.

O trailer do filme pode ser visto a seguir:

Santuário de São João Paulo II, nos EUA, vai tapar obras de arte de Rupnik

Para "dar prioridade às vítimas"

Santuário de São João Paulo II, nos EUA, vai tapar obras de arte de Rupnik novidade

Os Cavaleiros de Colombo, maior organização leiga católica do mundo, anunciaram esta quinta-feira,11 de julho, que irão cobrir os mosaicos da autoria do padre Marko Rupnik, acusado de abusos sexuais e de poder, que decoram as duas capelas do Santuário Nacional de São João Paulo II, em Washington, e a capela da sede da organização em New Haven, Connecticut (EUA). A decisão, inédita na Igreja, surge uma semana depois de o bispo de Lourdes ter admitido considerar que os mosaicos do padre e artista esloveno que decoram o santuário mariano francês acabarão por ter de ser retirados.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

“E tu, falas com Jesus?”

“E tu, falas com Jesus?” novidade

Em matéria de teologia, tendo a sentir-me mais próxima do meu neto X, 6 anos, do que da minha neta F, de 4. Ambos vivem com os pais e uma irmã mais nova em Londres. Conto dois episódios, para perceberem onde quero chegar. Um dia, à hora de deitar, o X contou à mãe que estava “desapontado” com o seu dia. Porquê? Porque não encontrara o cromo do Viktor Gyokeres, jogador do Sporting, um dos seus ídolos do futebol; procurou por todo o lado, desaparecera. Até pedira “a Jesus” para o cromo aparecer, mas não resultou. [Texto de Ana Nunes de Almeida]

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This