Porto

Museu do Holocausto reabre e Museu Judaico exibe filme português “1618”

| 30 Mar 2022

MUSEU DO HOLOCAUSTO PORTO

O museu foi inaugurado em 2021. Foto © CIP.

 

O Museu do Holocausto do Porto reabre ao público esta quinta-feira, 31, depois de vários meses de encerramento, devido à pandemia.

Inaugurado em 2021, no final de janeiro, o museu é tutelado por membros da comunidade judaica do Porto cujos pais, avós e familiares foram vítimas do Holocausto.

No primeiro ano recebeu 40 mil visitantes, essencialmente visitas de escolas que, apesar da pandemia, continuaram a fazer-se.

A entrada mantém-se gratuita para todas as idades, segundo informa a instituição.

Também nesta quinta-feira, 31, às 19h, o Museu Judaico do Porto exibe o filme português “1618”, que já venceu mais de meia centena de prémios em festivais internacionais, mas ainda não estreou em Portugal. A iniciativa é uma forma de evocar o Dia Nacional da Memória das Vítimas da Inquisição.

O filme retrata o episódio, baseado em factos verídicos, da chegada ao Porto de um visitador da Inquisição, para investigar práticas heréticas de pendor judaizante. O argumento coloca em cena um caso, considerado único, de resistência à Inquisição por parte das autoridades municipais, judiciárias e religiosas de uma cidade.

A película faz parte de um projeto inter-religioso e de combate ao antissemitismo que envolve a Comunidade Judaica do Porto (detentora dos direitos sobre o filme) e a Diocese do Porto (católica).

A entrada é gratuita, mas limitada a 50 lugares. O Museu Judaico localiza-se na rua Guerra Junqueiro, n.º 325.

O trailer do filme pode ser visto a seguir:

Católicos temem ausência de liberdade no debate de temas cruciais

Contributo dos Bispos Alemães para o Sínodo

Católicos temem ausência de liberdade no debate de temas cruciais novidade

As sínteses das dioceses referem a existência de “dúvidas de que uma reflexão aberta possa ocorrer dentro da igreja” num clima “livre de ansiedade” sobre “os assuntos tabus relacionado com a sexualidade (contraceção, aborto, casamento entre pessoas do mesmo sexo…)”, lê-se no relatório final que a Conferência dos Bispos Alemães (GBC, no acrónimo em língua inglesa) enviou para Roma como contributo para o Sínodo dos Bispos de 2023.

Talibãs governam Afeganistão “sem respeito pelos direitos humanos”

Um ano depois

Talibãs governam Afeganistão “sem respeito pelos direitos humanos” novidade

Há um ano, o mundo ficava em choque com as imagens que acompanhavam a saída das tropas da NATO do Afeganistão. Os receios de toda aquela população que fugia para o aeroporto a tentar apanhar um avião que os levasse para fora do país parecem ser bem fundados, segundo o relatório “O governo talibã: Um ano de violência, impunidade e falsas promessas”, publicado hoje pela Amnistia Internacional.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Evento "importantíssimo" para o país

Governo assume despesas da JMJ que Moedas recusou

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, chegou a acordo com o presidente da Câmara de Lisboa sobre as Jornadas Mundiais da Juventude, comprometendo-se a – tal como exigia agora Carlos Moedas – assumir mais despesa do evento do que aquela que estava inicialmente prevista, noticiou o Expresso esta quarta-feira, 3.

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This