Para "antecipar conflitos"

Nasce o Conselho Inter-religioso para a Paz no Senegal e na África Ocidental

| 19 Jun 2024

Conselho Inter-religioso para a Paz no Senegal. Foto

O novo organismo reúne líderes das diferentes comunidades religiosas existentes no Senegal. Foto © CIRSP

Acaba de ser criado no Senegal um Conselho Inter-religioso para a Paz. Reunindo representantes do Islão, da Igreja Católica, da Igreja Protestante e das religiões tradicionais, a sua missão é antecipar os conflitos, agir em prol da coesão social e do cuidado da casa comum.

“Nós não queremos ser bombeiros que vêm apenas para apagar o fogo. Para nós, é uma questão de antecipar os conflitos, defendendo a não-violência”, sublinha Dénis Ndour, leigo católico e coordenador do organismo, em declarações ao Vatican News.

“Durante vários anos, funcionámos num quadro informal, realizando iniciativas pontuais. Agora, este Conselho Inter-Religioso é uma estrutura formal que funciona num quadro oficial, reunindo líderes religiosos muçulmanos, cristãos e os das religiões tradicionais”, explica. “A inauguração oficial do Conselho marca uma etapa importante nos nossos esforços coletivos para promover a paz, a justiça e sociedades harmoniosas no Senegal”.

Filiado no Conselho Africano de Líderes Religiosos, com sede em Nairobi, no Quénia, este novo organismo tenciona dinamizar uma série de atividades, incluindo caravanas e semanas de oração pela paz, e encontros regulares e ações de formação em mediação para os diferentes líderes religiosos.

Está também já em marcha um projeto de horticultura comercial no Senegal, no Mali e no Burkina Faso, para apoiar economicamente as populações destes países.

Sublinhando que a construção da paz no Senegal é uma missão de todos, Dénis Ndour exorta os seus compatriotas a demonstrarem amor. “Todos nós somos feitos para amar e devemos cultivar este amor diariamente para a paz no nosso país”, conclui.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Onde estão as mulheres na música litúrgica católica?

Onde estão as mulheres na música litúrgica católica? novidade

Na música, um dos ministérios mais estruturantes da liturgia católica, este paradigma mantém-se, embora com nuances particulares: salvo algumas (felizmente, cada vez mais) exceções, o ministério do canto, domingo a domingo, é, em Portugal, sustentado maioritariamente por mulheres e a regência dos coros é, preferencialmente, entregue a homens

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This