Escolha da BBC para 2022

Nathalie Bécquart, uma das 100 mulheres mais inspiradoras do mundo

| 9 Dez 2022

Nathalie Becquart foto c antonio marujo tirada em lisboa a 13 marco 2022

Nathalie Bécquart “é uma das várias líderes que aconselham o Papa em assuntos importantes para a Igreja Católica, além de ser a única mulher com direito a voto [durante o próximo Sínodo dos Bispos]”, escreveu a BBC. Foto © António Marujo.

A BBC incluiu a irmã Nathalie Bécquart entre as 100 mulheres mais inspiradores e influentes do mundo em 2022. A lista foi anunciada pela cadeia televisiva no dia 6 de dezembro e integra numerosas mulheres que se tornaram conhecidas por encabeçarem protesto e lutas pelos direitos humanos em situações críticas, como a primeira-dama da Ucrânia, Olena Zelenska, ou Alice Pataxó, ativista climática, defensora dos direitos do povo Pataxó (Brasil).

Justificando a inclusão da freira francesa da Congregação de Xavières (uma ordem do universo jesuíta inspirada na figura de São Francisco Xavier), a BBC escreve: “a sua nomeação pelo Papa Francisco como subsecretária do Sínodo dos Bispos fez dela a primeira mulher a ocupar esse cargo. Ela é uma das várias líderes que aconselham o Papa em assuntos importantes para a Igreja Católica, além de ser a única mulher com direito a voto [durante o próximo Sínodo dos Bispos]. (…) Bécquart foi a primeira mulher diretora do Serviço Nacional de Evangelização de Jovens e Vocações em França”.

Nathalie Bécquart disse ao 7MARGENS em entrevista em junho deste ano, já depois de ter sido nomeada pelo Papa Francisco: “Este sínodo é o acontecimento eclesial mais importante desde o [Concílio] Vaticano II. Não é sobre um tema como outros – tivemos o sínodo sobre a família, o sínodo sobre os jovens… –, é um sínodo sobre a identidade mais profunda da Igreja, que não o será sem redescobrir a natureza constitutiva da sinodalidade que faz parte de si própria, enquanto comunhão missionária.”.

A lista que a BBC divulgou é dominada por mulheres de relevo da Ucrânia e do Irão, mas dela fazem também parte figuras como Úrsula Van der Leiden, presidente da Comissão Europeia, ou a atleta recordista do triplo salto Yulimar Rojas (Venezuela), ou ainda a estrela pop russa Alla Pugacheva. Pugacheva, que já vendeu mais de 250 milhões de cópias das suas mais de 500 canções e 100 álbuns, teve a coragem de denunciar a invasão da Ucrânia na sua conta de Instagram que é seguida por 3,6 milhões pessoas. Entre os cem nomes, não existe nenhuma portuguesa.

 

De uma tragédia no mediterrâneo nasceu um presente para o Papa… e um apelo à esperança

Um ano depois do naufrágio

De uma tragédia no mediterrâneo nasceu um presente para o Papa… e um apelo à esperança novidade

Passou precisamente um ano desde aquela trágica noite em Cutro, no sul de Itália, em que um barco que saíra da Turquia com cerca de 200 migrantes a bordo colidiu com um banco de areia a cem metros da praia. O acidente custou a vida a 94 pessoas, 35 delas crianças. “Que o Senhor nos dê a força para entender e chorar”, disse então o Papa. E das lágrimas derramadas no luto surgiu uma ideia: transformar um pedaço daquele barco, símbolo de morte, num apelo à esperança. Assim nasceu o genuflexório que esta semana foi oferecido a Francisco.

As Fotografias de Maria Lamas

Fundação Gulbenkian: Exposição comemorações 50 anos do 25 de Abril

As Fotografias de Maria Lamas novidade

Mais uma exposição comemorando os 50 anos do 25 de Abril: na Fundação Gulbenkian As Mulheres de Maria Lamas mostra Maria Lamas (1893-1983) no seu esplendor: como fotógrafa-antropóloga, como tradutora, jornalista e articulista, investigadora, bem como outras dimensões do trabalho e ação desta mulher exemplar. Poderá ver a exposição até 28 maio 2024, diariamente das 10:00 às 18:00. [Texto de Teresa Vasconcelos]

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Iniciativa ecuménica

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo novidade

O Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) lançou oficialmente esta semana a Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo, anunciou o Vatican News. Um dos principais responsáveis pela iniciativa é o cardeal Luís José Rueda Aparício, arcebispo de Bogotá e presidente da conferência episcopal da Colômbia, que pretende que a nova “pastoral de rua” leve a Igreja Católica a coordenar-se com outras religiões e instituições já envolvidas neste trabalho.

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo

Iniciativa ecuménica

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo novidade

O Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) lançou oficialmente esta semana a Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo, anunciou o Vatican News. Um dos principais responsáveis pela iniciativa é o cardeal Luís José Rueda Aparício, arcebispo de Bogotá e presidente da conferência episcopal da Colômbia, que pretende que a nova “pastoral de rua” leve a Igreja Católica a coordenar-se com outras religiões e instituições já envolvidas neste trabalho.

Número de voluntários na Misericórdia de Lisboa ultrapassa os 500… e mais serão bem-vindos

Inscrições abertas

Número de voluntários na Misericórdia de Lisboa ultrapassa os 500… e mais serão bem-vindos novidade

No último ano, o “número de voluntários na Misericórdia de Lisboa chegou aos 507”, refere a organização num comunicado divulgado recentemente, adiantando que o “objetivo é continuar a crescer”. “Os voluntários, ao realizarem uma atividade voluntária regular e sistemática, estão a contribuir para um mundo mais fraterno e solidário, estão a deixar a sua marca, aumentando capacidades e conhecimentos, diminuindo a solidão, promovendo diversão e alegria, e contribuindo para uma sociedade mais inclusiva”, realça Luísa Godinho, diretora da Unidade de Promoção do Voluntariado da Santa Casa.

Mais de 1.000 tibetanos detidos pelas autoridades chinesas após protestos pacíficos

Grupo de Apoio ao Tibete denuncia

Mais de 1.000 tibetanos detidos pelas autoridades chinesas após protestos pacíficos novidade

A polícia chinesa deteve mais de 1.000 pessoas tibetanas, incluindo monges de pelo menos dois mosteiros, na localidade de Dege (Tibete), na sequência da realização de protestos pacíficos contra a construção de uma barragem hidroelétrica, que implicará a destruição de seis mosteiros e obrigará ao realojamento dos moradores de duas aldeias. As detenções aconteceram na semana passada e têm sido denunciadas nos últimos dias por várias organizações de defesa dos direitos humanos, incluindo o Grupo de Apoio ao Tibete-Portugal.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This