Negros católicos americanos não se sentem acolhidos na Igreja

| 27 Fev 2021

El Paso. Bispo. Racismo

O bispo de El Paso ajoelhando em protesto contra o racismo e a morte de George Floyd, em Junho 2020: apesar de gestos como este, muitos negros não se sentem acolhidos na Igreja Católica. Foto da página da diocese no Facebook.

 

“Durante anos, os negros tiveram de lutar sozinhos por uma presença nas comunidades católicas, porque o conjunto da Igreja tratou-os como inexistentes ou, pior ainda, agiu ativamente para reprimir a sua presença mostrando uma total falta de interesse quanto a existirem, ou não, católicos negros” afirmou o padre Bryan Massingale da arquidiocese de Milwaukee (Wisconsin, EUA), na intervenção com que esta semana comentou uma sondagem do Pew Research Center (PRC), intitulada “A fé e os americanos negros”, publicada no dia 16 de fevereiro.

Massingale falava numa videoconferência do Centro Religião e Cultura da Universidade de Fordham (Nova Iorque) e, citado pelo jornal digital Crux, acrescentou: “O problema não é a Igreja ser branca. A questão é a indisponibilidade da comunidade branca para acolher e dar importância aos temas e assuntos que são realmente significativos para os crentes negros e afro-americanos.”

O inquérito do PRC realizado durante os primeiros cinco meses de 2020 (antes da vaga de protestos causados pelo assassinato de George Floyd, a 25 de maio), refere que 75% dos protestantes negros e 77% dos católicos negros consideram que só se pode ser cristão lutando contra o racismo. Contudo, de acordo com a sondagem, 60% dos crentes negros frequentam comunidades exclusivamente negras, um facto que revela o grau de segregação existente. Mas esta percentagem difere muito entre protestantes e católicos: enquanto apenas 17% destes frequentam igrejas totalmente constituídas por negros, 66% dos protestantes negros inserem-se em comunidades cujos membros e líderes são exclusivamente negros, ou afro-americanos.

Por outro lado, dando conta da “perda de credibilidade da Igreja Católica” junto da população negra, o padre Massingale citou os números da sondagem, segundo os quais “54% dos negros adultos educados na fé católica continuam a identificar-se hoje como católicos”, enquanto “81% dos negros adultos educados como protestantes, identificam-se como protestantes.”

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Índia

Carnataca é o décimo Estado a aprovar lei anticonversão

O Estado de Carnataca, no sudoeste da Índia, tornou-se, no passado dia 15 de setembro, o décimo estado daquele país a adotar leis anticonversão no âmbito das quais cristãos e muçulmanos e outras minorias têm sido alvo de duras perseguições, noticiou nesta sexta-feira, 23, o Vatican News, portal de notícias do Vaticano.

Neste sábado, em Lisboa

“Famílias naturais” em convívio contra a ideologia de género

Prometem uma “tarde de convívio e proximidade”, um concerto, diversão e “múltiplas actividades para crianças e adultos: o “Encontro da Família no Parque” decorre esta tarde de sábado, 24 de Setembro, no Parque Eduardo VII (Lisboa), a partir das 15h45, e “pretende demonstrar um apoio incondicional à família natural e pela defesa das crianças”.

Gratuito e universal

Documentário sobre a Laudato Si’ é lançado a 4 de outubro

O filme A Carta (The Letter) será lançado no YouTube Originals no dia 4 de outubro, anunciou, hoje, 21 de setembro, o Movimento Laudato Si’. O documentário relata a história da encíclica Laudato Si’, recolhe depoimentos de vários ativistas do clima e defensores da sustentabilidade do planeta e tem como estrela principal o próprio Papa Francisco.

Promessa cumprida, pacto assinado, e agora… “esperamos por ti em Lisboa”, Papa Francisco

Terminou o encontro em Assis

Promessa cumprida, pacto assinado, e agora… “esperamos por ti em Lisboa”, Papa Francisco novidade

“Espero por vocês em Assis.” Assim terminava a carta que o Papa escreveu aos jovens em maio de 2019, convidando-os a participar na Economia de Francisco. Apesar de uma pandemia o ter obrigado a adiar dois anos este encontro, e ainda que as dores no joelho o tenham impedido de vir pelo seu próprio pé, Francisco cumpriu a sua promessa, como só os verdadeiros amigos sabem fazer. Este sábado, 24, logo pela manhã, chegou à cidade de Assis para se juntar aos mil participantes do encontro A Economia de Francisco. Escutou atentamente os seus testemunhos e preocupações, deu-lhes os conselhos que só um verdadeiro amigo sabe dar, selou com eles um pacto e até reclamou por não terem trazido cachaça (bem sabemos que é próprio dos amigos rabujar e fazer-nos rir). Mas sobretudo provou-lhes que acredita neles e que é com eles que conta para fazer do mundo um lugar melhor.

Agenda

Fale connosco

Autores