Detido em parte incerta

Nicarágua: Bispo de Matagalpa formalmente acusado de conspiração

| 15 Dez 2022

bispo de matagalpa, rolando alvarez, presente a tribunal, a 13 dezembro 2022, foto direitos resrevados

Rolando Álvarez foi presente a tribunal e formalmente acusado do crime de conspiração, “por atentar contra a integridade nacional e propagar notícias falsas”. Foto: Direitos reservados.

 

O bispo de Matagalpa (Nicarágua), Rolando Álvarez, detido pela polícia estatal do país no passado mês de agosto, foi agora formalmente acusado do crime de conspiração, “por atentar contra a integridade nacional e propagar notícias falsas” e forçado a permanecer em prisão domiciliária, numa “casa administrada pelo governo” e cuja localização não foi revelada, avançou esta terça-feira, 13 de dezembro, a plataforma online de jornalismo de investigação Divergentes.

Fontes judiciais e religiosas terão confirmado àquela plataforma que o bispo foi transferido, há um mês, da casa de familiares, em Manágua, onde se encontrava a aguardar os resultados de uma suposta “investigação”, para uma nova residência administrada pelo governo de Daniel Ortega, estando marcada “uma primeira audiência para 10 de janeiro de 2023”.

Pelos mesmos motivos, foi também acusado o padre Uriel Antonio Vallejos, cujo paradeiro é desconhecido, pelo que “a autoridade judiciária enviou um ofício à INTERPOL para a sua captura”.

Este é o mais recente capítulo da repressão imposta à Igreja Católica por parte do Governo de Daniel Ortega, que incluiu, além da detenção de diversos padres e bispos, a expulsão do núncio apostólico do país, e o silenciamento de diversos média católicos.

No passado mês de agosto, o Papa manifestou a sua “preocupação e tristeza” pela situação vivida na Nicarágua, e em setembro, os provinciais dos jesuítas da América Latina e Caribe escreveram uma carta aberta a pedir o fim da repressão no país. O Parlamento Europeu exigiu a libertação do bispo Rolando Álvarez, bem como uma investigação formal por parte da ONU ao Presidente Daniel Ortega por crimes contra a humanidade.

 

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo

Iniciativa ecuménica

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo novidade

O Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) lançou oficialmente esta semana a Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo, anunciou o Vatican News. Um dos principais responsáveis pela iniciativa é o cardeal Luís José Rueda Aparício, arcebispo de Bogotá e presidente da conferência episcopal da Colômbia, que pretende que a nova “pastoral de rua” leve a Igreja Católica a coordenar-se com outras religiões e instituições já envolvidas neste trabalho.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Iniciativa ecuménica

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo novidade

O Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) lançou oficialmente esta semana a Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo, anunciou o Vatican News. Um dos principais responsáveis pela iniciativa é o cardeal Luís José Rueda Aparício, arcebispo de Bogotá e presidente da conferência episcopal da Colômbia, que pretende que a nova “pastoral de rua” leve a Igreja Católica a coordenar-se com outras religiões e instituições já envolvidas neste trabalho.

Número de voluntários na Misericórdia de Lisboa ultrapassa os 500… e mais serão bem-vindos

Inscrições abertas

Número de voluntários na Misericórdia de Lisboa ultrapassa os 500… e mais serão bem-vindos novidade

No último ano, o “número de voluntários na Misericórdia de Lisboa chegou aos 507”, refere a organização num comunicado divulgado recentemente, adiantando que o “objetivo é continuar a crescer”. “Os voluntários, ao realizarem uma atividade voluntária regular e sistemática, estão a contribuir para um mundo mais fraterno e solidário, estão a deixar a sua marca, aumentando capacidades e conhecimentos, diminuindo a solidão, promovendo diversão e alegria, e contribuindo para uma sociedade mais inclusiva”, realça Luísa Godinho, diretora da Unidade de Promoção do Voluntariado da Santa Casa.

Mais de 1.000 tibetanos detidos pelas autoridades chinesas após protestos pacíficos

Grupo de Apoio ao Tibete denuncia

Mais de 1.000 tibetanos detidos pelas autoridades chinesas após protestos pacíficos novidade

A polícia chinesa deteve mais de 1.000 pessoas tibetanas, incluindo monges de pelo menos dois mosteiros, na localidade de Dege (Tibete), na sequência da realização de protestos pacíficos contra a construção de uma barragem hidroelétrica, que implicará a destruição de seis mosteiros e obrigará ao realojamento dos moradores de duas aldeias. As detenções aconteceram na semana passada e têm sido denunciadas nos últimos dias por várias organizações de defesa dos direitos humanos, incluindo o Grupo de Apoio ao Tibete-Portugal.

E o Seminário, terá responsabilidade?

E o Seminário, terá responsabilidade? novidade

Atravessei a década de 80 entre os muros de seminários. Três, ao todo. Dar-me-á esta circunstância a legitimidade para falar abertamente do meu susto? O meu susto é este: conheço pelo menos dois políticos portugueses (que os leitores facilmente identificarão) formados em seminários, cuja opção política está do lado daqueles que, na História, pensaram o povo como um rebanho de gente acéfala e incapaz. [Texto de Paulo Pereira de Carvalho]

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This