Decisão do governo local

No Punjab, limpar esgotos deixa de ser tarefa das minorias

| 13 Jun 2022

Na região do Punjab, os cristãos deixarão de ser os únicos a fazer limpeza de esgotos. Foto © Ajuda à Igreja que Sofre

Na região do Punjab, os cristãos deixarão de ser os únicos a fazer limpeza de esgotos. Foto © Ajuda à Igreja que Sofre

 

O governo provincial do Punjab, no Paquistão, emitiu uma notificação oficial proibindo que nos anúncios oficiais de trabalho seja feita alguma referência exigindo que, para determinadas funções, mais humilhantes, como a limpezas das ruas ou dos esgotos, apenas possam candidatar-se indivíduos pertencentes à religião cristã ou a outras minorias religiosas no país. Peter Jacob, presidente do “Centro para a Justiça Social”, uma organização não-governamental de defesa dos direitos humanos, mostrou-se satisfeito que, “finalmente, após mais de 30 anos de esforço, conseguimos um resultado. Esta prática é uma flagrante violação dos direitos humanos fundamentais das minorias religiosas que vivem no Paquistão”, disse, citado pela Agência Fides.

Esta decisão vem ao encontro de uma aspiração antiga da comunidade cristã pois representava não só uma clara violação dos direitos humanos como uma discriminação social intolerável num país que na sua própria Constituição reclama igualdade de direitos para todos independentemente da religião que possam professar. Em comunicado, a Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) acredita que “a decisão do governo regional do Punjab é muito significativa”. “Na verdade, calcula-se que os cristãos, que representam apenas cerca de 2% da população do Paquistão, sejam responsáveis por mais de 80% do trabalho relacionado com a higiene do espaço público, seja como varredores de ruas ou na limpeza de esgotos, tarefas que muitas vezes são realizadas sem medidas de proteção, o que as torna potencialmente perigosas. São inúmeros os riscos associados a estes trabalhos, nomeadamente intoxicações por inalação de gases tóxicos, infeções, doenças de pele e dos olhos”, explica a organização.

A importância da “formação universitária dos jovens cristãos” foi também sublinhada por D. Sebastian Shaw, Arcebispo de Lahore que no passado mês de Maio esteve em Portugal, tendo participado numa jornada de oração e de partilha organizada pela Fundação AIS no Santuário do Cristo-Rei, em Almada, Diocese de Setúbal. Em entrevista à Ajuda à Igreja que Sofre, o prelado reconheceu que “os empregos de baixo nível estão sempre disponíveis” para os cristãos e que é preciso, por isso, apostar na formação. “Para os cargos mais elevados, levantou-se recentemente o problema que a maioria dos jovens Cristãos não são tão qualificados academicamente para preencher aquelas posições. Nesse sentido, apelamos muitas vezes ao governo para que as Universidades concedessem especiais subsídios aos Cristãos e estudantes das minorias para estudos superiores”, disse D. Sebastian Shaw, sem resposta prática.

 

Mais do que A Voz da Fátima

Pré-publicação

Mais do que A Voz da Fátima novidade

Que fosse pedido a um incréu um texto de prefácio para um livro sobre A Voz da Fátima, criou-me alguma perplexidade e, ao mesmo tempo, uma vontade imediata de aceitar. Ainda bem, porque o livro tem imenso mérito do ponto de vista histórico, com o conjunto de estudos que contém sobre o jornal centenário, mas também sobre o impacto na sociedade portuguesa e na Igreja, das aparições e da constituição de Fátima e do seu Santuário como o centro religioso mais importante de Portugal. Dizer isto basta para se perceber que não é possível entender, no sentido weberiano, Portugal sem Fátima e, consequentemente, sem o seu jornal.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Bahrein

Descoberto mosteiro cristão sob as ruínas de uma mesquita novidade

Há quem diga que este é o “primeiro fruto milagroso” da viagem apostólica que o Papa Francisco fez ao Bahrein, no início de novembro. Na verdade, resulta de três anos de trabalho de uma equipa de arqueólogos locais e britânicos, que acaba de descobrir, sob as ruínas de uma antiga mesquita, partes de um ainda mais antigo mosteiro cristão.

Manhã desta quinta-feira, 24

“As piores formas de trabalho infantil” em conferência

Uma conferência sobre “As piores formas de trabalho infantil” decorre na manhã desta quinta-feira, 24 de Novembro (entre as 9h30-13h), no auditório da Polícia Judiciária (Rua Gomes Freire 174, na zona das Picoas, em Lisboa), podendo assistir-se também por videoconferência. Iniciativa da Confederação Nacional de Ação Sobre o Trabalho Infantil (CNASTI), em parceria com o Instituto de Apoio à Criança (IAC), a conferência pretende “ter uma noção do que acontece não só em Portugal, mas também no mundo acerca deste tipo de exploração de crianças”.

Cardeal Zen condenado a pagar multa por ter defendido manifestantes

Hong Kong

Cardeal Zen condenado a pagar multa por ter defendido manifestantes novidade

O cardeal Joseph Zen, bispo emérito de Hong Kong, foi condenado esta sexta-feira, 25 de novembro, a pagar uma multa de cerca de 500 euros pela sua colaboração com o 612 Humanitarian Relief Fund, que apoiou manifestantes pró-democracia a pagar multas e fianças em 2019. Sobre ele, recai ainda a acusação de conluio com forças estrangeiras, pelo que poderá vir a enfrentar penas mais graves.

Freiras italianas gritam “basta!” à violência contra a mulher

Dia Internacional contra a Violência de Género

Freiras italianas gritam “basta!” à violência contra a mulher novidade

“Sentimos o dever de manifestar abertamente a solidariedade com as mulheres que sofrem todo o tipo de violência.” Quem o diz são as irmãs salesianas Filhas de Maria Auxiliadora, da Província de São João Bosco, em Roma, que pela primeira vez decidiram associar-se pessoalmente a uma campanha de prevenção, a propósito do Dia Internacional Contra a Violência de Género, assinalado esta sexta-feira, 25 de novembro.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This