Um século depois

Nomeado rabi das Forças Armadas alemãs

| 23 Jun 21

Zsolt Balla foto facebook (1)

Zsolt Balla tem 48 anos e foi proposto pelo Conselho Central Judeu. Foto retirada da página de Facebook do rabi.

 

Depois de um século sem assistência religiosa, os militares alemães judeus podem contar com Zsolt Balla, nomeado esta semana rabi das Forças Armadas alemãs. O rabi Balla, de 48 anos, foi proposto pelo Conselho Central Judeu e retoma uma tradição que havia sido interrompida com a ascensão de Hitler ao poder.

De acordo com a agência de notícias alemã DPA, há cerca de 300 judeus entre os 180.000 membros das Forças Armadas daquele país, dos quais metade pertencem a uma denominação cristã e 3.000 são muçulmanos. O exército alemão já tinha capelães católicos e luteranos. A introdução de acompanhamento religioso muçulmano nas fileiras militares está a ser equacionada.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

“Caminhada pela Vida” contra regresso do aborto e da eutanásia

Neste sábado, em dez cidades

“Caminhada pela Vida” contra regresso do aborto e da eutanásia novidade

Uma “caminhada pela vida” em dez cidades portuguesas é a proposta da Federação Portuguesa pela Vida e da Plataforma Caminhadas pela Vida para este sábado, 22, à tarde, com o objectivo de contrariar o regresso do debate da eutanásia e os projectos de lei de alargamento de prazos no aborto apresentados entretanto no Parlamento pelas duas deputadas não inscritas.

Sínodo em demanda de mudanças

Sínodo em demanda de mudanças novidade

Falo-vos da reflexão feita pelo Papa Francisco, como bispo de Roma, no início do Sínodo, cuja primeira etapa agora começa, de outubro de 2021 a abril de 2022, respeitando às dioceses individuais. Devemos lembrar que o “tema da sinodalidade não é o capítulo de um tratado de eclesiologia, muito menos uma moda, um slogan ou novo termo a ser usado ou instrumentalizado nos nossos encontros. Não! A sinodalidade exprime a natureza da Igreja, a sua forma, o seu estilo, a sua missão”.

Um inusitado toque de sinos, um minuto de silêncio, uma árvore plantada pelo Presidente

Memória e Esperança mobiliza gestos

Um inusitado toque de sinos, um minuto de silêncio, uma árvore plantada pelo Presidente novidade

Um voto no Parlamento, uma árvore a plantar pelo Presidente da República domingo à tarde no fecho da Jornada e um minuto de silêncio para ser cumprido também domingo, às 14h, por quem assim o entenda. Gestos da Jornada de Memória e Esperança que mobiliza neste fim-de-semana milhares de crianças, jovens e adultos por todo o país.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This