Páscoa ortodoxa

Novo apelo a Cirilo para cessar-fogo de “algumas horas”

| 19 Abr 2022

Páscoa ortodoxa é celebrada no dia 24 de abril. Foto © Ivars Kupcis/WCC-CMI.

 

É mais uma carta a insistir junto do patriarca Cirilo para que este inteceda pela paz na Ucrânia, nomeadamente pedindo um cessar-fogo. Escrita de novo pelo secretário-geral interino do Conselho Mundial das Igrejas (CMI), Ioan Sauca, também ortodoxo, com data de 19 de abril, Sauca exortou o patriarca de Moscovo a “intervir e pedir publicamente um cessar-fogo por, pelo menos, algumas horas durante o serviço da Ressurreição”, no domingo, dia 24 de abril.

“Estou ciente de que não está no seu poder e autoridade parar a guerra ou influenciar aqueles que têm tais poderes de decisão. Mas os fiéis esperam uma palavra de conforto de Vossa Santidade. Eles acham que se fizer uma declaração pública e um pedido, como pai espiritual de tantos milhões de ortodoxos na Rússia e na Ucrânia, isso pode ter impacto”, escreveu o responsável do CMI.

Numa primeira carta, Sauca tinha exortado Cirilo a ser uma voz de mediação e ajudar a parar a guerra. 

“Os fiéis ortodoxos e greco-católicos na Ucrânia, na Rússia e em todo o mundo estão a preparar-se para celebrar no final desta semana a festa mais importante do ano, o Dia da Ressurreição”, escreveu Sauca, referindo-se à Páscoa ortodoxa, que se celebra domingo, dia 24 de abril. “É bem sabido que para o cristianismo oriental este dia tem uma ressonância e importância especiais”, notou o responsável. Falta uma palavra de Cirilo.

 

Luigino Bruni: “Se organizarmos a JMJ Lisboa como há dez anos, será um falhanço total”

Diretor d'A Economia de Francisco, ao 7M

Luigino Bruni: “Se organizarmos a JMJ Lisboa como há dez anos, será um falhanço total” novidade

Professor de Economia Política da Universidade Lumsa de Roma, e consultor do Dicastério para os Leigos, Luigino Bruni é um apaixonado pela Bíblia e pelo cruzamento entre disciplinas como a Ética e a Economia. No final do encontro global d’A Economia de Francisco, que decorreu entre os passados dias 22 e 24 de setembro em Assis, falou ao 7MARGENS sobre o balanço que faz desta iniciativa, e deixou alguns conselhos aos organizadores da Jornada Mundial da Juventude 2023, que irá realizar-se em Lisboa.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Índia

Carnataca é o décimo Estado a aprovar lei anticonversão

O Estado de Carnataca, no sudoeste da Índia, tornou-se, no passado dia 15 de setembro, o décimo estado daquele país a adotar leis anticonversão no âmbito das quais cristãos e muçulmanos e outras minorias têm sido alvo de duras perseguições, noticiou nesta sexta-feira, 23, o Vatican News, portal de notícias do Vaticano.

Neste sábado, em Lisboa

“Famílias naturais” em convívio contra a ideologia de género

Prometem uma “tarde de convívio e proximidade”, um concerto, diversão e “múltiplas actividades para crianças e adultos: o “Encontro da Família no Parque” decorre esta tarde de sábado, 24 de Setembro, no Parque Eduardo VII (Lisboa), a partir das 15h45, e “pretende demonstrar um apoio incondicional à família natural e pela defesa das crianças”.

Gratuito e universal

Documentário sobre a Laudato Si’ é lançado a 4 de outubro

O filme A Carta (The Letter) será lançado no YouTube Originals no dia 4 de outubro, anunciou, hoje, 21 de setembro, o Movimento Laudato Si’. O documentário relata a história da encíclica Laudato Si’, recolhe depoimentos de vários ativistas do clima e defensores da sustentabilidade do planeta e tem como estrela principal o próprio Papa Francisco.

Prémio D. António Francisco homenageou pediatria e Serviço Nacional de Saúde

São João e Centro Materno Infantil

Prémio D. António Francisco homenageou pediatria e Serviço Nacional de Saúde novidade

A ala pediátrica do Centro Hospitalar Universitário de São João e o Centro Materno Infantil do Norte (CMIN) receberam, ao início da tarde desta segunda-feira, o Prémio D. António Francisco correspondente à edição deste galardão para o ano de 2020. Em virtude da pandemia, o prémio só agora foi entregue, em cerimónia que decorreu no Palácio da Bolsa, no Porto. Ambas as entidades foram consideradas pelo júri como cumprindo “de forma exemplar os valores do Prémio”, que com esta atribuição fqaz também um “reconhecimento público ao Serviço Nacional de Saúde, pelo esforço desenvolvido na resposta à pandemia”.

Agenda

Fale connosco

Autores