Pereira de Almeida

Novo veto presidencial à eutanásia “é muito provável”

| 26 Jun 2022

José Manuel Pereira de Almeida é coordenador nacional da Pastoral da Saúde. Foto © Agência Ecclesia

José Manuel Pereira de Almeida é coordenador nacional da Pastoral da Saúde. Foto © Agência Ecclesia

 

O coordenador nacional da Pastoral da Saúde, José Manuel Pereira de Almeida, entende que “é muito provável” um novo veto presidencial à eutanásia, por entender que os deputados não responderam às questões que o Tribunal Constitucional tinha colocado.

Numa entrevista à Rádio Renascença e à Agência Ecclesia, o padre e também médico nota que, “para responder às questões que o Tribunal Constitucional tinha aberto, os senhores deputados fizeram pequeníssimas alterações”, acreditando por isso “que não respondem às questões que o tribunal tinha colocado”. Pereira de Almeida refere que “está disponível” o parecer do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida, “que vai neste sentido” — recomendando a sua leitura e a de quatro declarações de voto “muito interessantes”: umas de concordância, outras de discordância.

Na referida entrevista, o padre da diocese de Lisboa admite que há um risco de o Serviço Nacional de Saúde (SNS) vir a transformar-se num serviço para pobres. “Parece que, afinal, os que podem pagar têm uma medicina melhor”, critica. Defendendo que “é bom não termos uma medicina a dois ritmos”, Pereira de Almeida diz recordar-se de um antigo “slogan” atribuído aos anarquistas: “Os ricos com médicos privados e os pobres privados de médicos.” E, acrescenta, “isso continua a existir como risco”.

Para o coordenador da Pastoral da Saúde é necessário ter uma medicina “particularmente atenta a todos e não aos que podem pagar”, garantindo cuidados de saúde de forma universal. “Parece que afinal os que podem pagar têm uma medicina melhor. Era uma coisa que não acontecia quando eu estava nos hospitais, porque o sector privado era pequeníssimo”, aponta.

Neste ponto, o responsável critica a atual organização do SNS, visível na crise vivida nas urgências hospitalares. Para José Manuel Pereira de Almeida é “evidente” que não se pode “culpar os cidadãos que vão às urgências” nem os médicos que trabalham no SNS, defendendo que é preciso antes organizar melhor, com um amplo debate entre todos sobre a saúde. “Ouvirmo-nos uns aos outros” para se encontrar as melhores soluções.

 

As Fotografias de Maria Lamas

Fundação Gulbenkian: Exposição comemorações 50 anos do 25 de Abril

As Fotografias de Maria Lamas novidade

Mais uma exposição comemorando os 50 anos do 25 de Abril: na Fundação Gulbenkian As Mulheres de Maria Lamas mostra Maria Lamas (1893-1983) no seu esplendor: como fotógrafa-antropóloga, como tradutora, jornalista e articulista, investigadora, bem como outras dimensões do trabalho e ação desta mulher exemplar. Poderá ver a exposição até 28 maio 2024, diariamente das 10:00 às 18:00. [Texto de Teresa Vasconcelos]

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo

Iniciativa ecuménica

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo novidade

O Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) lançou oficialmente esta semana a Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo, anunciou o Vatican News. Um dos principais responsáveis pela iniciativa é o cardeal Luís José Rueda Aparício, arcebispo de Bogotá e presidente da conferência episcopal da Colômbia, que pretende que a nova “pastoral de rua” leve a Igreja Católica a coordenar-se com outras religiões e instituições já envolvidas neste trabalho.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Iniciativa ecuménica

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo novidade

O Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) lançou oficialmente esta semana a Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo, anunciou o Vatican News. Um dos principais responsáveis pela iniciativa é o cardeal Luís José Rueda Aparício, arcebispo de Bogotá e presidente da conferência episcopal da Colômbia, que pretende que a nova “pastoral de rua” leve a Igreja Católica a coordenar-se com outras religiões e instituições já envolvidas neste trabalho.

Número de voluntários na Misericórdia de Lisboa ultrapassa os 500… e mais serão bem-vindos

Inscrições abertas

Número de voluntários na Misericórdia de Lisboa ultrapassa os 500… e mais serão bem-vindos novidade

No último ano, o “número de voluntários na Misericórdia de Lisboa chegou aos 507”, refere a organização num comunicado divulgado recentemente, adiantando que o “objetivo é continuar a crescer”. “Os voluntários, ao realizarem uma atividade voluntária regular e sistemática, estão a contribuir para um mundo mais fraterno e solidário, estão a deixar a sua marca, aumentando capacidades e conhecimentos, diminuindo a solidão, promovendo diversão e alegria, e contribuindo para uma sociedade mais inclusiva”, realça Luísa Godinho, diretora da Unidade de Promoção do Voluntariado da Santa Casa.

Mais de 1.000 tibetanos detidos pelas autoridades chinesas após protestos pacíficos

Grupo de Apoio ao Tibete denuncia

Mais de 1.000 tibetanos detidos pelas autoridades chinesas após protestos pacíficos novidade

A polícia chinesa deteve mais de 1.000 pessoas tibetanas, incluindo monges de pelo menos dois mosteiros, na localidade de Dege (Tibete), na sequência da realização de protestos pacíficos contra a construção de uma barragem hidroelétrica, que implicará a destruição de seis mosteiros e obrigará ao realojamento dos moradores de duas aldeias. As detenções aconteceram na semana passada e têm sido denunciadas nos últimos dias por várias organizações de defesa dos direitos humanos, incluindo o Grupo de Apoio ao Tibete-Portugal.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This