Artes e sustentabilidade em destaque

Num “tempo de transformação da Igreja”, jovens de Aveiro preparam JMJ com “ousadia”

| 10 Mar 2023

aria

aguardando a chegada dos simbolos da JMJ a estacao de aveiro, 3 marco 2023, foto FB COD Aveiro

Duas jovens aguardando a chegada dos símbolos da Jornada à Estação ferroviária de Aveiro, no passado dia 3 março de 2023. Foto © COD Aveiro.

 

A cinco meses da Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023, chegou a vez da diocese de Aveiro acolher os símbolos da iniciativa, que têm viajado por todo o país e além fronteiras. O Comité Organizador Diocesano (COD) promete “ousadia” ao longo dos dias de passagem da cruz e ícone peregrinos pelas 101 paróquias aveirenses, pois acredita que “este é um tempo de transformação da Igreja” e que os jovens devem ter nele um papel essencial. Assim, chegou o momento de serem “aventureiros, audazes e também muito corajosos”, afirma o COD em comunicado enviado esta sexta-feira, 10 de março, ao 7MARGENS.

Aveiro conta neste momento com 800 voluntários envolvidos na preparação da JMJ e um total de 920 jovens inscritos para participar na iniciativa, mas o COD assume que o seu objetivo é que nenhum dos sete mil jovens que há na diocese possa dizer que não ouviu falar da Jornada. Foi para conseguir chegar a todos eles que a organização aveirense decidiu apostar na ousadia e criatividade.

Essa ousadia começou por se revelar desde logo, a 3 de março, na viagem inédita que os símbolos fizeram de comboio a partir de Braga, e na forma como foram recebidos em Aveiro, com declamação de poesia e vários momentos de música e dança protagonizados pelos jovens, enquanto a cruz e o ícone era transportados desde o Largo da Estação até à Sé da cidade.

A primeira semana de presença dos símbolos na diocese ficou marcada pela “Noite Mariana”, a 8 de março, que contou com um concerto da cantora católica Claudine Pinheiro no Cine-Teatro Alba, em Albergaria-a-Velha. Os espetáculos musicais são também apostas fortes para os próximos dias: este domingo, 12, em Águeda, irá atuar a banda Missio, e no domingo seguinte, 19, em Anadia, sobem ao palco os Figo Maduro.

 

Debate, plantação de 1000 árvores e um espetáculo original

noite de rececao dos simbolos da JMJ em aveiro, declamacao de poesia, 3 marco 2023, foto FB COD Aveiro

Os símbolos foram recebidos com declamação de poesia e momentos de música e dança protagonizados pelos jovens. O COD Aveiro pretende continuar a despertar talentos no caminho de preparação para a JMJ. Foto © COD Aveiro.

 

Entre as iniciativas agendadas, o COD de Aveiro destaca ainda o “encontro da juventude” que acontecerá a 17 de março no Quartel das Artes de Oliveira do Bairro, e que incluirá uma “Talk de Fé”. “Numa conversa moderada por António Marujo, do jornal digital 7MARGENS, são convidados o historiador Pedro Silva Rei, Lisandra Rodrigues e Isabel Martins da Silva, ambas empenhadas em trabalho social, para falar de fé e dos seus desafios nos dias que correm, estando todos os jovens da Diocese convidados a participar e a interagir com esta ação”, refere a organização no comunicado.

Outro dos pontos altos da peregrinação dos símbolos pela diocese será a “Tarde Verde JMJ”, que terá lugar no arcipestrado de Estarreja/Murtosa e coincide com a celebração do Dia Mundial da Árvore, a 21 de março. “Num terreno afetado pelos incêndios ocorridos no ano passado, em Estarreja, será realizada a plantação de 1000 árvores”, sublinha o COD na sua nota, acrescentando que esta ação irá mobilizar centenas de jovens da escola secundária local.

Mas a ousadia não terminará com a partida dos símbolos para a diocese de Coimbra, no início de abril, assegura o COD de Aveiro. “Despertar talento é o que o COD quer desenvolver durante o mês de maio e junho com a criação de um espetáculo onde seja despertado o talento dos jovens aveirenses. Para isso, convidámos uma coreógrafa para desenvolver esta criação”, adiantam.

 

Jovens desafiados a partilhar talentos na JMJ

cartaz de divulgação_JMJ_Ensemble23

O Ensemble23 será composto por cerca de 300 jovens artistas, nacionais e não só, entre os 18 e os 35 anos.

“Põe o teu talento a render e junta-te a nós” é também o mote lançado esta semana pela organização da JMJ. O Comité Organizador Local (COL) abriu no passado dia 7 de março candidaturas nacionais e internacionais para o Ensemble23, “um grupo multicultural de artistas voluntários que vai integrar o elenco oficial dos eventos centrais ao longo de todo o encontro, quer na área da dança como no canto ou no teatro”.

O Ensemble, que pretende mobilizar cerca de 300 jovens entre os 18 e os 35 anos, já faz parte da história da Jornada Mundial da Juventude, tendo existido nas várias edições anteriores. No entanto, pela primeira vez, este grupo de artistas vai ser aberto aos jovens de todo o mundo e não apenas do país organizador da JMJ.

“O objetivo do Ensemble23 passará por ter jovens de diversas nacionalidades de forma a unir culturas, partilhar a paixão pelo palco e criar um ambiente saudável para a diversidade, já que Ensemble significa ‘semelhante’ e ‘união de todas as partes numa performance'”, explica o COL numa nota de imprensa enviada às redações.

As pré-inscrições para o Ensemble23 devem ser submetidas via formulário online. Para participar, é necessário ter alguma formação artística e ser fluente em inglês.

Talento também não faltará certamente na Orquestra Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023, que vai realizar o seu primeiro ensaio este sábado, 11 de março, na Sala de Ensaio da Banda do Exército, em Queluz.

A orquestra é formada por cerca de 90 músicos maioritariamente profissionais e estudantes do ensino superior. Provenientes de várias escolas, universidades, orquestras e bandas de todo o país, os músicos juntam-se pela primeira vez neste ensaio, que será dirigido pela maestrina Rita Blanco, assistente da Joana Carneiro, maestrina do projeto.

Com um reportório extenso para abranger as cinco celebrações que vão marcar a JMJ Lisboa 2023, a Orquestra e o Coro irão interpretar cerca de 50 cânticos e outras obras musicais, incluindo o hino do encontro “Há pressa no ar”.

 

Desfazendo três equívocos sobre Deus

Desfazendo três equívocos sobre Deus novidade

Existem três dificuldades ou equívocos religiosos sobre o carácter de Deus, e que revelam algum desconhecimento sobre Ele. Por isso convém reflectir no assunto. Esses três equívocos sobre os quais nos vamos debruçar de seguida são muito comuns, infelizmente. [Texto de José Brissos-Lino]

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

sobre as águas

sobre as águas novidade

Breve comentário do p. António Pedro Monteiro aos textos bíblicos lidos em comunidade, no Domingo XII do Tempo Comum B. ⁠Hospital de Santa Marta⁠, Lisboa, 22 de Junho de 2024.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This