Dia Martin Luther King

O homem que sonhou um mundo de justiça, de igualdade e de liberdade 

| 17 Jan 2022

Martin Luther King a discursar. Foto © Direitos Reservados

 

Um dos mais aclamados sonhos do século XX foi revelado no dia 28 de Agosto de 1963, em Washington, capital federal dos Estados Unidos. O sonhador era Martin Luther King que anunciou às 250 mil pessoas que o escutavam atentamente o ressoar “o sino da liberdade” nas encostas de todas as montanhas. “Quando o deixarmos tocar nas aldeias e lugarejos, em cada Estado e cidade, ficamos em condições de apressar a chegada do dia em que todos os filhos de Deus, os pretos e os brancos, os judeus e os gentios, os protestantes e os católicos, poderão dar-se as mãos e cantar este velho cântico negro: ‘Livres enfim! Finalmente livres! Graças ao Todo-Poderoso, finalmente livres!”

Este sonho pode ecoar mais vibrantemente nos Estados Unidos da América em cada terceira segunda-feira de Janeiro nos EUA – o feriado em que se celebra o Dia de Martin Luther King, um visionário que tentou edificar um mundo de justiça, de igualdade e de liberdade.

Em Força para amar, ofereceu um poderoso testemunho das adversidades que foi chamado a enfrentar: “O telefone tocou e disse uma voz encolerizada: ‘Escuta, negro, estamos fartos de ti. Antes da próxima semana, estarás arrependido de teres vindo a Montgomery…’ Tinha atingido o ponto de saturação… Estava quase a abandonar… Havia decidido entregar o problema a Deus… Mas nesse momento tive consciência da presença divina como nunca. Era como se pudesse ouvir a tranquilidade e segurança de uma voz interior: ‘De pé para a justiça. De pé para a verdade! Deus estará sempre a teu lado’. A minha incerteza desapareceu e estarei pronto para a luta.”

Depois de, no início de Dezembro de 1955, Rosa Parks ter sido detida por não ceder o seu lugar a um branco, Martin Luther King liderou um prolongado boicote aos autocarros de Montegomery para denunciar o racismo que obrigava os negros a cederem o lugar aos brancos. Terá sido esta acção a empurrar Luther King para a primeira linha do combate contra a discriminação racial. Embora tenha sido sempre um activista não violento, reconhecido com o Prémio Nobel da Paz em 1964, Martin Luther King foi assassinado por um segregacionista branco em Memphis, no Tennessee, no dia 4 de Abril de 1968.

Uma campanha nacional de reconhecimento do papel de Martin Luther King na luta pela igualdade levou o Presidente Ronald Reagan a assinar em 1983 a lei que estabelece um feriado nacional para o homenagear. Calha na terceira segunda-feira de Janeiro, pela proximidade com a dia de aniversário de nascimento, a 15 de Janeiro. Vários Estados, de distintos modos, sabotaram a iniciativa e apenas a partir do ano 2000, o Martin Luther King Day passou a ser comemorado oficialmente em todos os Estados Unidos da América.

Os ensinamentos de Martin Luther King devem merecer mais atenção, particularmente o que explica que “todos os juízos apressados são nefastos, mas o de rejeitar um homem por causa da cor da pele é o mais desprezível de todos”.

 

Humanizar não é isolar

Humanizar não é isolar novidade

É incontestável que as circunstâncias de vida das pessoas são as mais diversas e, em algumas situações, assumem contornos improváveis e, muitas vezes, indesejáveis. À medida que se instalam limitações resultantes ou não de envelhecimento, alguns têm de habitar residências sénior, lares de idosos, casas de repouso,…

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Pena de morte volta a matar em 2021

Relatório da Amnistia Internacional

Pena de morte volta a matar em 2021 novidade

Em 2021 a Amnistia Internacional (AI) confirmou 579 execuções de pessoas condenadas à morte pelo sistema judicial de 18 países. De acordo com a documentação da AI enviada ao 7MARGENS no dia 23 de maio, aquele número representa um crescimento de 20 por cento em relação ao registado no ano anterior. Contudo, graças à pandemia, em 2021 o número de execuções certificadas continua baixo, sendo o segundo menor desde 2010.

Agenda

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This