O papel da mulher nas tradições cristãs, num debate entre Portugal e Brasil

| 22 Abr 2021

Giovanni Battista da Sassoferrato (1609–1685), A Virgem em Oração.

Reflectir sobre o papel das mulheres na história da fé e nas várias tradições cristãs, assim como debater os actuais desafios das igrejas cristãs no feminino são as ideias centrais das VI Jornadas de Cristianismo Contemporâneo, que se realizam neste sábado, 24, através de meios digitais.

Tendo como tema A mulher no universo da fé cristã, as jornadas pretendem “reflectir sobre o lugar da mulher no âmbito da fé, não apenas na história e na tradição, mas sobretudo na actualidade”, dizem os organizadores, do Instituto de Cristianismo Contemporâneo (ICC)/Ciência das Religiões, da Universidade Lusófona.

Contando com a participação de especialistas portugueses e brasileiros, o horário é adaptado aos dois países: o primeiro painel decorre entre as 12h e as 14h (hora de Lisboa), e o segundo está previsto para o intervalo entre as 16h e as 18h30.

As duas portuguesas intervêm no segundo painel: sobre “Maria Madalena na fé cristã” falará Maria Julieta Mendes Dias, das Religiosas do Sagrado Coração de Maria, que cursou Teologia na Universidade Pontifícia de Salamanca e é coautora de um livro sobre aquela figura dos evangelhos, entre outros estudos sobre o papel e o lugar das mulheres no cristianismo primitivo; acerca das “mães do deserto” intervém Teresa Vasconcelos, que já escreveu dois textos no 7MARGENS acerca do tema, procurando trazer a público o papel que várias místicas tiveram no cristianismo primitivo.

Professora da Escola Superior de Educação (Instituto Politécnico de Lisboa), doutorada em educação de infância nos EUA, e antiga directora-geral da Educação Básica (1996-1999), entre outras funções públicas, Teresa Vasconceloes integra também o movimento de mulheres católicas Graal.

Na mesa que se inicia ao meio-dia, intervêm as três especialistas brasileiras: Lidice Meyer Pinto Ribeiro, com especializações em Ciências Biológicas, Antropologia e História, que tem estudado o papel das mulheres na Bíblia e no cristianismo; Luiza Etsuko Tomita, especializada em Teologia e Filosofia, com investigação nas áreas de movimentos populares, mulheres, teologia feminista, práticas do quotidiano, sexualidade e corpo; e Sandra Duarte de Souza, com formação em Serviço Social e Ciências da Religião, e investigação nas áreas de religião, género e política.

As jornadas, que podem ser acompanhadas através desta ligação do Facebook, incluem um debate final com a participação de todas as cinco oradoras. Mais detalhes sobre o programa e notas biográficas completas das intervenientes podem ser lidos na página do ICC.

 

Os confins da fenomenologia

Emmanuel Falque na Universidade de Coimbra novidade

Reflectir sobre os confins da fenomenologia a partir do projecto filosófico de Emmanuel Falque é o propósito da Jornada Internacional de Estudos Filosóficos, “O im-pensável: Nos confins da fenomenalidade”, que decorrerá quinta-feira, dia 26 de Maio, na Universidade de Coimbra (FLUC – Sala Vítor Matos), das 14.00 às 19.00. O filósofo francês intervirá no encerramento da iniciativa.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

“A grande substituição”

[Os dias da semana]

“A grande substituição” novidade

Outras teorias da conspiração não têm um balanço igualmente inócuo para apresentar. Uma delas defende que estamos perante uma “grande substituição”; não ornitológica, mas humana. No Ocidente, sustentam, a raça branca, cristã, está a ser substituída por asiáticos, hispânicos, negros ou muçulmanos e judeus. A ideia é velha.

Humanizar não é isolar

Humanizar não é isolar novidade

É incontestável que as circunstâncias de vida das pessoas são as mais diversas e, em algumas situações, assumem contornos improváveis e, muitas vezes, indesejáveis. À medida que se instalam limitações resultantes ou não de envelhecimento, alguns têm de habitar residências sénior, lares de idosos, casas de repouso,…

Agenda

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This