O sonho de Mohamed Zakaria, morto por um camião quando fugia da polícia em Calais

| 30 Nov 2020

” …os países de acolhimento não garantem passagens seguras para a Europa e, neste caso, dentro da própria Europa“.Refugiados cristãos sírios a chegar à Grécia. Foto © Paul Jeffrey/WCC-CMI

 

O mundo chora mais uma morte de um refugiado, uma morte sem sentido, uma morte não necessária, apenas porque os países de acolhimento não garantem passagens seguras para a Europa e, neste caso, dentro da própria Europa.

Esta é a carta escrita pelos amigos de um jovem que partiu para Deus e que estão na mesma situação em que ele se encontrava: na fronteira em Calais (França), esperando a oportunidade de passar, através do Canal da Mancha (em barcos ou camiões), para o Reino Unido, para aí pedirem asilo.

 

A 19 de Novembro de 2020, na autoestrada A16, um jovem sudanês de 20 anos, perdeu a vida e os seus sonhos. Ele era nosso compatriota, irmão, amigo.

Morreu atropelado por um carro enquanto tentava fugir do gás policial pela parte de trás do camião, veículo em que se encontrava para cumprir o desejo de chegar a Inglaterra o mais rapidamente possível. Tal como os amigos do seu país, Mohamed deixou a sua família presa no campo de refugiados de Darfur, no Sudão, e tentou com bravura a sua sorte na Europa. Procurar asilo em França, quando todos os seus compatriotas se sentem aí rejeitados, era inimaginável para ele. Trilhou assim um destino que se veio a tornar triste.

Mohamed Khamisse Zakaria é chorado pelos seus pais no Sudão e por nós, seus amigos, aqui na fronteira com o Reino Unido. Tivemos de contactar os seus pais para os informar da sua morte, ouvimos o desespero da sua mãe. As associações estão do nosso lado. Mohamed uniu-nos. Todos nós somos habitados pelo mesmo desejo de viver o sonho que era o seu.

Os seus 20 anos de vida gritam no nosso coração, nas nossas consciências e na consciência da humanidade. Eis o eco do nosso grito, dos exilados em Calais:

Não sabemos o que fazer, gostaríamos de entrar legalmente no Reino Unido, sonhamos com uma vida digna, humana. As circunstâncias enfraquecem-nos, mas os nossos corações mantêm-se fortes e a esperança impele-nos a atravessar fronteiras.

“Vocês sabem-no bem, o nosso país conhece a guerra e a injustiça dos governos. Vocês sabem que estamos aqui por necessidade depois de termos passado por tanto sofrimento para aqui chegar. Que a polícia e o governo percebam: por que nos perseguem na autoestrada se detetores e agentes de segurança, com os seus cães, passam a pente fino todos os camiões aquando da entrada em Inglaterra?

Oh Ausente, tão Presente
Damos Graças à tua Voz, à Grandeza da tua Alma
O Sopro de teus lábios vem até nós,
Das nossas mãos nasceram estas linhas
Preenchidas com as Cores da Liberdade, da Paz e da Justiça.

Os companheiros de estrada do Mohamed

 

 Catarina Sá Couto é missionária leiga da Igreja Lusitana – Comunhão Anglicana, “jovem líder” da Carta da Terra e representante em Portugal dos Green Anglicans – Rede Lusófona

 

Judeus do Partido Trabalhista atacam política de Israel

Reino Unido

Judeus do Partido Trabalhista atacam política de Israel novidade

Glyn Secker, secretário da Jewish Voice For Labor – uma organização que reúne judeus membros do Partido Trabalhista ­–, lançou um violento ataque aos “judeus que colocam Israel no centro da sua identidade” e classificou o sionismo como “uma obscenidade” ao discursar no dia 10 diante de Downing Street, durante um protesto contra os ataques de Israel na faixa de Gaza.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Evento "importantíssimo" para o país

Governo assume despesas da JMJ que Moedas recusou

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, chegou a acordo com o presidente da Câmara de Lisboa sobre as Jornadas Mundiais da Juventude, comprometendo-se a – tal como exigia agora Carlos Moedas – assumir mais despesa do evento do que aquela que estava inicialmente prevista, noticiou o Expresso esta quarta-feira, 3.

Multiplicar o número de leitores do 7MARGENS

Em 15 dias, 90 novos assinantes

Durante o mês de julho o 7MARGENS registou 90 novos leitores-assinantes, em resultado do nosso apelo para que cada leitor trouxesse outro assinante. Deste modo, a Newsletter diária passou a ser enviada a 2.863 pessoas. Estamos ainda muto longe de duplicar o número de assinantes e chegar aos 5.000, pelo que mantemos o apelo feito a 18 de julho: que cada leitor consiga trazer outro.

Parceria com Global Tree

JMJ promove plantação de árvores

A Fundação Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 e a Global Tree Initiative estabeleceram uma parceria com o objectivo de levar os participantes e responsáveis da organização da jornada a plantar árvores. A iniciativa pretende ser uma forma de assinalar o Dia Mundial da Conservação da Natureza, que se assinala nesta quinta-feira, 28 de julho.

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia

Nos 77 anos do ataque atómico

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia

“Apelo a todos os membros” do Parlamento japonês, “bem como aos membros dos conselhos municipais e provinciais” para que se “encontrem com os hibakusha (sobreviventes da bomba atómica), ouçam como eles sofreram, aprendam a verdade sobre o bombardeio atómico e transmitam o que aprenderem ao mundo”, escreve, numa carta lida nas cerimónias dos 77 anos do ataque atómico sobre Nagasaki, por um dos seus sobreviventes, Takashi Miyata.

Mar Egeu: dezenas de pessoas desaparecidas em naufrágio

Resgatadas 29 pessoas

Mar Egeu: dezenas de pessoas desaparecidas em naufrágio

Dezenas de pessoas estão desaparecidas depois de um barco ter naufragado no mar Egeu, na quarta-feira, ao largo da ilha grega de Cárpatos, divulgou a ACNUR. A embarcação afundou-se ao amanhecer, depois de da costa sul da vizinha Turquia, em direção a Itália. “Uma grande operação de busca e resgate está em curso.”

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This