OCDE prevê menos 700 milhões de euros e “segunda vaga de pobreza” nos países mais pobres

| 26 Jun 20

Pobreza. Covid-19

Uma mulher sem-abrigo, numa aldeia da California evacuada por causa do coronavírus, a 13 de Abril, um dia depois da Páscoa. Foto © Russ Allison Loar/Wikimedia Commons

 

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) alerta para o risco de a pandemia poder vir a pôr em risco as ajudas ao desenvolvimento. Num estudo publicado esta sexta-feira, 26 de Junho, a OCDE diz que a ajuda aos países mais pobres pode cair 700 milhões de euros, o que significa que eles “não escaparão a uma segunda vaga de pobreza”.

O estudo, de acordo com uma informação citada pela RTP, avisa que, pela primeira vez em mais de 30 anos, o número de pobres no mundo pode aumentar de forma drástica já este ano: cerca de 500 milhões de novos pobres, dos quais mais de 100 milhões em situação de pobreza extrema.

Antes da crise provocada pela covid-19, a situação já era “igualmente sombria” e as receitas existentes já seriam insuficientes para apoiar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Agora, se a quebra atingir os 700 milhões de euros, significa mais 60 por cento que o sucedido após a crise financeira de 2008/2009.

“A crise não apenas exige grandes financiamentos para amortecer as consequências negativas na saúde, sociais e económicas, como também provavelmente aumentará o défice de financiamento dos ODS nos próximos anos, quando o progresso anterior para alcançar o desenvolvimento sustentável for revertido e o financiamento disponível diminuir”, acrescenta a investigação da OCDE.

 

Artigos relacionados

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

Depois de Angola e Polónia

Símbolos da JMJ iniciam peregrinação pelas dioceses de Espanha

Dez jovens da diocese da Guarda irão entregar este domingo, 5 de setembro, os símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) aos jovens da diocese de Ciudad Rodrigo (Espanha), local onde terá início a peregrinação dos mesmos pelas dioceses espanholas. O encontro acontecerá na fronteira de Vilar Formoso, pelas 11h, e será seguido de uma celebração de acolhimento na Paróquia de Maria Auxiliadora, em Fuentes de Oñoro, divulgou o gabinete de imprensa da JMJ Lisboa 2023, em comunicado enviado às redações.

Inscreva-se aqui
e receba as nossas notícias

Boas notícias

É notícia

Entre margens

A palavra que falta explicitar no “cuidar da criação” novidade

No dia 1 de setembro começou o Tempo da Criação para diversas Igrejas Cristãs. Nesse dia, o Papa Francisco, o Patriarca Bartolomeu e o Arcebispo de Canterbury Justin assinaram uma “Mensagem Conjunta para a Protecção da Criação” (não existe – ainda – tradução em português). Talvez tenha passado despercebida, mas vale a pena ler.

Cultura e artes

Cinema

Às vezes, nem o amor consegue salvar-nos novidade

Falling, que em Portugal teve o subtítulo Um Homem Só, é a história de um pai (Willis) e de um filho (John) desavindos e (quase) sempre em rota de colisão, quer dizer, de agressão, de constante provocação unilateral da parte do pai, sempre contra tudo e contra todos.

Edgar Morin em entrevista

Só a capacidade de nos maravilharmos sustenta a resistência à crueldade e ao horror novidade

“Se formos capazes de nos maravilhar, extraímos forças para nos revoltarmos contra essas crueldades, esses horrores. Não podemos perder a capacidade de maravilhamento e encantamento” se queremos lutar contra a crise, contra as crises, afirmou Edgar Morin à Rádio Vaticano em entrevista conduzida pela jornalista Hélène Destombes e citada ontem, dia 18 de setembro, pela agência de notícias ZENIT

Sete Partidas

Aquele que habita os céus sorri

Agenda

[ai1ec view=”agenda” events_limit=”3″]

Ver todas as datas

Parceiros

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This