Em risco alguns “celeiros do mundo”

Oceanos podem subir de 8 a 29 cm até 2030

| 23 Set 2023

O oceano. Foto © Joseph Barrientos / Unsplash

O crescimento dos oceanos são uma fonte de preocupação nos próximos anos. Foto © Joseph Barrientos / Unsplash

 

“Os deltas de rios férteis como o Mississipi, o Mekong e o Nilo – os celeiros do mundo – estão a afundar-se” e ninguém estará imune ás potenciais consequências, alertou há dias o presidente da Assembleia Geral da ONU, Dennis Francis, numa cimeira especial, em Nova Iorque.

Francis, que é um diplomata originário de Trinidad e Tobago, nação das Caraíbas, situada ao largo da costa venezuelana, manifestou o propósito de assegurar que o problema dos efeitos da subida do nível do mar nos pequenos estados insulares receba maior atenção durante o período em que exerce a presidência.

Trata-se de “uma ameaça existencial”, sobretudo quando se tem em conta que o nível médio global do mar deverá subir entre oito e 29 centímetros até 2030, com subida mais acentuada nas regiões equatoriais as que mais sofrerão. Esses dados são do Painel Intergovernamental sobre Alterações Climáticas (IPCC), cujos especialistas avisam que a questão existencial “não é uma especulação ou exagero”.
Segundo esses peritos, o aumento “é impulsionado principalmente pela expansão térmica, agravada pelo derretimento dos glaciares das montanhas e da calota polar, prevendo-se um novo aumento de até 70 cm até 2070”.
Segundo afirmações de Dennis Francis, citados pela UN News, os efeitos da entrada do mar em terrenos até agora aproveitados para p cultivo ou para a habitação far-se-á sentir não apenas nas zonas costeiras, podendo vir a afetar, em conjugação com outros eleitos climáticos, 900 milhões de pessoas.

Ninguém está imune a uma catástrofe potencial, disse o diplomata presidente da Assembleia Geralda ONU: “deltas de rios férteis como o Mississipi, o Mekong e o Nilo – os celeiros do mundo – estão a afundar-se”.

Para além de apelar aos líderes mundiais a que façam subir esta questão nas prioridades da próxima Cimeira do Clima, a ter lugar no Dubai, em final de novembro e primeiros 12 dias de dezembro, Francis fez ver que além das terras, se irá erder o patrimónioc cutural e histórico que confere identidade ás zonas em rico, caso ações decisivas não sejam tomadas.

Eventos extremos ao nível do mar, que costumavam ocorrer uma vez por século, poderão tornar-se um fenómeno anual no final deste século.

Vaticano não identificou “má conduta ou abuso” por parte de cardeal Lacroix

Investigação suspensa

Vaticano não identificou “má conduta ou abuso” por parte de cardeal Lacroix novidade

A Sala de Imprensa da Santa Sé anunciou esta terça-feira, 21 de maio, que a investigação canónica preliminar solicitada pelo Papa Francisco para averiguar as acusações de agressão sexual contra o cardeal canadiano Gérald Cyprien Lacroix não prosseguirá, visto que “não foi identificada qualquer ação como má conduta ou abuso” da parte do mesmo. O nome do prelado, que pertence ao Conselho dos Cardeais (C9), foi um dos apontados numa grande ação coletiva a decorrer no Canadá, listando supostas agressões sexuais que terão ocorrido na diocese do Quebeque, nos anos 1980.

Prémio de direitos humanos para marroquina Amina Bouayach é “instrumento de propaganda”

AAPSO denuncia

Prémio de direitos humanos para marroquina Amina Bouayach é “instrumento de propaganda” novidade

Amina Bouayach, Presidente do Conselho Nacional dos Direitos Humanos (CNDH) de Marrocos, recebeu esta terça-feira, 21 de maio, na Assembleia da República, em Lisboa, o Prémio de Direitos Humanos do Centro Norte-Sul do Conselho da Europa 2023. Mas a Associação de Amizade Portugal – Sahara Ocidental (AAPSO) considera, no mínimo, “estranha” a atribuição do galardão à marroquina.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Senhora do Rosário: Que batalhas há para vencer?

Senhora do Rosário: Que batalhas há para vencer? novidade

A exposição, intitulada «Mês de Maio. Mês de Maria», que tem por curador o Prof. José Abílio Coelho, historiador, da Universidade do Minho, conta com as principais ‘apresentações’ de Nossa Senhora do Rosário, sobretudo em escultura e pintura, que se encontram dispersas por igrejas e capelas do arciprestado de Póvoa de Lanhoso. Divulgamos o texto, da autoria do Padre Joaquim Félix, publicado no catálogo da exposição  «A Senhora do Rosário no Arciprestado Povoense».

Igreja portuguesa precisa de “abertura de horizontes” no âmbito da evangelização

Bispos após encontro com Secretaria do Sínodo

Igreja portuguesa precisa de “abertura de horizontes” no âmbito da evangelização novidade

O vice-presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, Virgílio Antunes, reconheceu que a Igreja Católica em Portugal tem necessidade de uma “abertura de horizontes” no âmbito da evangelização, nomeadamente no “acolhimento das pessoas”. Para o bispo de Coimbra, – que falou aos jornalistas após o encontro com a Secretaria Geral do Sínodo, que decorreu esta segunda-feira, 20 de maio, em Roma – é preciso fomentar “uma relação mais eficaz e mais eclesial entre os membros da hierarquia, a generalidade dos cristãos leigos, dos consagrados do povo de Deus”.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This