Cabo Delgado

Oito professores mortos e 120 mil alunos sem aulas

| 14 Jan 2022

Durante o ano de 2021, não houve aulas em 385 escolas. No último trimestre, 166 conseguiram retomar a leccionação. Foto © António Marujo/Arquivo 7MARGENS.

 

Pelo menos oito professores foram mortos e 123.433 alunos do ensino geral foram afectados em 2021 no conflito armado em Cabo Delgado, no norte de Moçambique, noticiou a Lusa, citada pela revista Visão, a partir de dados do Ministério da Educação moçambicano.

Das vítimas, quatro professores eram de Muidumbe e os restantes dos distritos de Nangade, Palma e Macomia, disse Gina Guibunda, porta-voz do Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano de Moçambique.

A situação afectou sobretudo os distritos do norte da província, onde ocorreram os ataques. “Nos outros distritos as aulas decorreram normalmente”, referiu a porta-voz. Além dos professores mortos, outros 2.074 foram afectados pela violência armada, tendo sido obrigados a abandonar as suas regiões de origem. Ao mesmo tempo, 46 escolas, 104 salas de aulas, 30 blocos administrativos e cinco edifícios dos serviços distritais de educação, juventude e tecnologia foram destruídos na sequência dos ataques.

Durante o ano de 2021, não houve aulas em 385 escolas. No último trimestre, 166 conseguiram retomar a leccionação, acrescentou Gina Guibunda. E 1.600 professores foram reintegrados no sistema de educação nas regiões e províncias para onde fugiram.

A mesma responsável diz que se prevê, durante este ano, a construção e reabilitação de escolas primárias e secundárias, no âmbito do Projeto de Reconstrução de Cabo Delgado. Não avança, no entanto, quaisquer detalhes, referindo apenas que as escolas primárias foram as mais afetadas.

Cabo Delgado é uma província rica em gás natural, que desde 2017 tem sido palco de violência terrorista, reclamada por grupos que se apresentam como do autoproclamado Estado Islâmico. A violência já fez mais de 3.100 mortes e mais de 817 mil deslocados, de acordo com as autoridades moçambicanas. Desde julho, com apoio de tropas do Ruanda e dos países da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral, as tropas moçambicanas recuperaram o controlo de várias localidades, nomeadamente a vila de Mocímboa da Praia, ocupada desde agosto de 2020.

 

Judeus do Partido Trabalhista atacam política de Israel

Reino Unido

Judeus do Partido Trabalhista atacam política de Israel novidade

Glyn Secker, secretário da Jewish Voice For Labor – uma organização que reúne judeus membros do Partido Trabalhista ­–, lançou um violento ataque aos “judeus que colocam Israel no centro da sua identidade” e classificou o sionismo como “uma obscenidade” ao discursar no dia 10 diante de Downing Street, durante um protesto contra os ataques de Israel na faixa de Gaza.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Evento "importantíssimo" para o país

Governo assume despesas da JMJ que Moedas recusou

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, chegou a acordo com o presidente da Câmara de Lisboa sobre as Jornadas Mundiais da Juventude, comprometendo-se a – tal como exigia agora Carlos Moedas – assumir mais despesa do evento do que aquela que estava inicialmente prevista, noticiou o Expresso esta quarta-feira, 3.

Multiplicar o número de leitores do 7MARGENS

Em 15 dias, 90 novos assinantes

Durante o mês de julho o 7MARGENS registou 90 novos leitores-assinantes, em resultado do nosso apelo para que cada leitor trouxesse outro assinante. Deste modo, a Newsletter diária passou a ser enviada a 2.863 pessoas. Estamos ainda muto longe de duplicar o número de assinantes e chegar aos 5.000, pelo que mantemos o apelo feito a 18 de julho: que cada leitor consiga trazer outro.

Parceria com Global Tree

JMJ promove plantação de árvores

A Fundação Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 e a Global Tree Initiative estabeleceram uma parceria com o objectivo de levar os participantes e responsáveis da organização da jornada a plantar árvores. A iniciativa pretende ser uma forma de assinalar o Dia Mundial da Conservação da Natureza, que se assinala nesta quinta-feira, 28 de julho.

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia

Nos 77 anos do ataque atómico

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia

“Apelo a todos os membros” do Parlamento japonês, “bem como aos membros dos conselhos municipais e provinciais” para que se “encontrem com os hibakusha (sobreviventes da bomba atómica), ouçam como eles sofreram, aprendam a verdade sobre o bombardeio atómico e transmitam o que aprenderem ao mundo”, escreve, numa carta lida nas cerimónias dos 77 anos do ataque atómico sobre Nagasaki, por um dos seus sobreviventes, Takashi Miyata.

Mar Egeu: dezenas de pessoas desaparecidas em naufrágio

Resgatadas 29 pessoas

Mar Egeu: dezenas de pessoas desaparecidas em naufrágio

Dezenas de pessoas estão desaparecidas depois de um barco ter naufragado no mar Egeu, na quarta-feira, ao largo da ilha grega de Cárpatos, divulgou a ACNUR. A embarcação afundou-se ao amanhecer, depois de da costa sul da vizinha Turquia, em direção a Itália. “Uma grande operação de busca e resgate está em curso.”

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This