Cabo Delgado

Oito professores mortos e 120 mil alunos sem aulas

| 14 Jan 22

Durante o ano de 2021, não houve aulas em 385 escolas. No último trimestre, 166 conseguiram retomar a leccionação. Foto © António Marujo/Arquivo 7MARGENS.

 

Pelo menos oito professores foram mortos e 123.433 alunos do ensino geral foram afectados em 2021 no conflito armado em Cabo Delgado, no norte de Moçambique, noticiou a Lusa, citada pela revista Visão, a partir de dados do Ministério da Educação moçambicano.

Das vítimas, quatro professores eram de Muidumbe e os restantes dos distritos de Nangade, Palma e Macomia, disse Gina Guibunda, porta-voz do Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano de Moçambique.

A situação afectou sobretudo os distritos do norte da província, onde ocorreram os ataques. “Nos outros distritos as aulas decorreram normalmente”, referiu a porta-voz. Além dos professores mortos, outros 2.074 foram afectados pela violência armada, tendo sido obrigados a abandonar as suas regiões de origem. Ao mesmo tempo, 46 escolas, 104 salas de aulas, 30 blocos administrativos e cinco edifícios dos serviços distritais de educação, juventude e tecnologia foram destruídos na sequência dos ataques.

Durante o ano de 2021, não houve aulas em 385 escolas. No último trimestre, 166 conseguiram retomar a leccionação, acrescentou Gina Guibunda. E 1.600 professores foram reintegrados no sistema de educação nas regiões e províncias para onde fugiram.

A mesma responsável diz que se prevê, durante este ano, a construção e reabilitação de escolas primárias e secundárias, no âmbito do Projeto de Reconstrução de Cabo Delgado. Não avança, no entanto, quaisquer detalhes, referindo apenas que as escolas primárias foram as mais afetadas.

Cabo Delgado é uma província rica em gás natural, que desde 2017 tem sido palco de violência terrorista, reclamada por grupos que se apresentam como do autoproclamado Estado Islâmico. A violência já fez mais de 3.100 mortes e mais de 817 mil deslocados, de acordo com as autoridades moçambicanas. Desde julho, com apoio de tropas do Ruanda e dos países da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral, as tropas moçambicanas recuperaram o controlo de várias localidades, nomeadamente a vila de Mocímboa da Praia, ocupada desde agosto de 2020.

 

Abusos na Igreja e Vaticano: “Fazer o que ainda não foi feito”

Análise

Abusos na Igreja e Vaticano: “Fazer o que ainda não foi feito” novidade

Sobre as leituras e as consequências do estudo divulgado há precisamente uma semana relativamente aos abusos na Arquidiocese de Munique, umas das principais da Alemanha, o mundo católico encontra-se em suspenso. Já esta sexta-feira, 28, espera-se o pronunciamento da diocese visada e tanto o Vaticano como Bento XVI anunciaram ir estudar atentamente o documento, tendo o Papa Emérito prometido responder.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Centro de Formação Cristã inaugura disciplina sobre ecologia integral

Diocese de Leiria-Fátima

Centro de Formação Cristã inaugura disciplina sobre ecologia integral novidade

A partir do próximo dia 8 de fevereiro, a Escola Diocesana Razões da Esperança (EDRE), do Centro de Cultura e Formação Cristã da Diocese de Leiria-Fátima, contará com uma novidade na sua oferta formativa: pela primeira vez e de forma mais sistematizada, será dada atenção às questões ambientais e ecológicas, na linha do que o Papa Francisco propõe na Encíclica Laudato Si’. A disciplina terá a designação de “Cuidar da Terra, cuidar do outros” e será lecionada por elementos da Rede Cuidar da Casa Comum, noticia a diocese no seu site.

Thich Nhat Hanh: Buda e Jesus são irmãos

Thich Nhat Hanh: Buda e Jesus são irmãos novidade

Regressei ao cristianismo. Mas fui budista zen cerca de quinze anos, integrada na orientação budista zen do mestre japonês Taisen Deshimaru (Associação Zen Internacional); tendo como mestre um dos seus discípulos, Raphael Doko Triet. Gostaria de lhe prestar aqui a minha homenagem pois aprendi muito com ele, ligando-nos ainda – embora à distância – uma profunda amizade.

Fale connosco

Abusos na Igreja
Dar voz ao silêncio

Contactos da Comissão Independente

https://darvozaosilencio.org/

E-mail: geral@darvozaosilencio.org

Telefone: (+351) 91 711 00 00

You have Successfully Subscribed!

Pin It on Pinterest

Share This