ONGs lançam atlas dos conflitos na Pan-Amazónia

| 22 Set 2020

Manifestação pela Amazónia. Foto © Forum Social Pan-amazónico

 

Resultado do trabalho conjunto de Organizações Não Governamentais (ONGs) de quatro países, o Atlas Pan-Amazónico de Conflitos Socioterritoriais será lançado esta quarta-feira, 23 de setembro, e irá revelar os casos mais graves de violação dos direitos dos povos da região, anunciou a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.

A publicação reuniu dados de 2017 e 2018, relativos aos indígenas, comunidades tradicionais (como os ribeirinhos e seringueiros), quilombolas e colonos, e inclui textos de análise sobre a conjuntura dos nove países que compõem a Pan-Amazónia.

O lançamento do Atlas será transmitido em direto, através da página de Facebook da Comissão Pastoral da Terra e inclui-se na programação da nona edição do Fórum Social Pan-amazónico, inicialmente previsto para os dias 22 a 25 de março deste ano, e que, devido à pandemia, foi adiado e substituído por uma versão virtual.

 

A humildade do arcebispo

A humildade do arcebispo novidade

Chegou a estender a mão e a cumprimentar, olhos nos olhos, todos os presentes, um a um. É o líder da Igreja Anglicana, mas aqui apresentou-se com um ligeiro “Hi! I’m Justin” — “Olá, sou o Justin!” — deixando cair títulos e questões hierárquicas. [O texto de Margarida Rocha e Melo]

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Catarina Pazes: “Sem cuidados paliativos, não há futuro para o SNS”

Entrevista à presidente da Associação Portuguesa

Catarina Pazes: “Sem cuidados paliativos, não há futuro para o SNS” novidade

“Se não prepararmos melhor o nosso Serviço Nacional de Saúde do ponto de vista de cuidados paliativos, não há maneira de ter futuro no SNS”, pois estaremos a gastar “muitos recursos” sem “tratar bem os doentes”. Quem é o diz é Catarina Pazes, presidente da Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos (APCP) que alerta ainda para a necessidade de formação de todos os profissionais de saúde nesta área e para a importância de haver mais cuidados de saúde pediátricos.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This