Oração pelo clima teve lugar em todo o mundo

| 12 Mar 21

Reserva Piranha, na região de Manaus, Amazónia: “”Não há mais tempo para adiar ou encontrar desculpas para não agir.” Foto © António Marujo

 

“Uma liderança climática guiada pela compaixão, pelo amor e pela justiça” é o lema da oração inter-religiosa e global pelo clima convocada pela GreenFaith International que decorreu ao longo desta quinta-feira, 11 de março, com diversas manifestações em vários países do mundo. “Nos lugares de culto e nas casas de todo o mundo, pessoas de diferentes credos e tradições espirituais unem-se virtualmente em oração e fazem alguns minutos de silêncio para a proteção da Criação”, afirma o comunicado da organização em cujo sítio se pode conhecer em tempo real algumas das ações a decorrerem. O mapa mostra que nenhuma iniciativa foi inscrita e realizada a partir de Portugal.

“As pessoas de fé devem fazer ouvir sua voz e mobilizarem-se” – este é o imperativo moral que presidiu à convocatória deste dia mundial de oração, convocado para as 11h00 de cada longitude, vistas como símbolo: “Chegámos à décima primeira hora, a última hora antes do fim”, aquela hora em que “não há mais tempo para adiar ou encontrar desculpas para não agir. São necessárias medidas fortes, rápidas e abrangentes para limitar efetivamente os efeitos do aquecimento global”.

“Os nossos corações estão preocupados ao ver milhões de comunidades, entre as mais vulneráveis do mundo, afetadas pelo aumento da temperatura e do nível do mar, incêndios florestais, secas e tempestades violentas”, lê-se no comunicado da iniciativa.

A GreenFaith International lançou também uma declaração intitulada “Povo sagrado, terra sagrada” que pode ser lida e assinada na página da organização.

 

novidade

O Papa Francisco mostrou hoje a sua preocupação com o aumenta da tensão na Ucrânia ao convocar para a próxima quarta-feira uma jornada de oração pela paz.

A roseira que defende a vinha: ainda a eutanásia

A roseira que defende a vinha: ainda a eutanásia novidade

Há tempos, numa visita a uma adega nacional conhecida, em turismo, ouvi uma curiosa explicação da nossa guia que me relembrou imediatamente da vida de fé e das questões dos tempos modernos. Dizia-nos a guia que é hábito encontrar roseiras ao redor das vinhas como salvaguarda: quando os vitivinicultores encontravam algum tipo de doença nas roseiras, algum fungo, sabiam que era hora de proteger a vinha, de a tratar, porque a doença estava próxima.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Um caderno para imprimir e usar

Sínodo 2021-23

Um caderno para imprimir e usar novidade

Depois de ter promovido a realização de dois inquéritos sobre o sínodo católico 2021-23, o 7MARGENS decidiu reunir o conjunto de textos publicados a esse propósito num caderno que permita uma visão abrangente e uma utilização autónoma do conjunto. A partir de agora, esse caderno está disponível em ligação própria.

Esta é a Igreja que eu amo!

Esta é a Igreja que eu amo! novidade

Fui um dos que, convictamente e pelo amor que tenho à Igreja Católica, subscrevi a carta que 276 católicas e católicos dirigiram ao episcopado português para que, em consonância e decididamente, tomassem “a iniciativa de organizar uma investigação independente sobre os crimes de abuso sexual na Igreja”.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This