Ortodoxos do Montenegro contra lei que permite “tirar” propriedades da Igreja

| 2 Dez 20

Mapa Montenegro com a capital assinalada. Imagem reproduzida do Google Maps

 

A Igreja Ortodoxa Sérvia organizou no último fim de semana em Podgorica, capital do Montenegro, uma grande manifestação para protestar contra legislação deste país, que teme venha a ser utilizada para minar o estatuto e os bens da Igreja.

Esta foi mais uma iniciativa de várias que decorrem desde há um ano no país, na sequência da adoção de uma lei que permite ao Estado tomar conta de propriedades de comunidades religiosas, se estas não provarem que os bens lhes pertenciam antes de 1918, ano em que o Reino do Montenegro se juntou ao Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos, dando origem à Jugoslávia.

A Igreja Ortodoxa Sérvia é a confissão maioritária do Montenegro, país com pouco mais de 600 mil habitantes. Contando com a Bósnia e a Sérvia, tem cerca de 12 milhões de membros. Segundo a Reuters, o líder da Igreja Ortodoxa Ucraniana, leal ao Patriarcado de Moscovo, participou também na manifestação.

Enquanto os crentes e clérigos consideram estar em causa a liberdade de movimentos da Igreja, a sua dignidade e os seus bens, o Presidente do Montenegro sustenta que a Sérvia e a Rússia estão a utilizar a Igreja Ortodoxa para minar a independência do país, a sua pertença à Nato e a intenção de vir a integrar a União Europeia.

A situação complica-se pelo facto de um terço dos montenegrinos serem de etnia sérvia e dezenas de milhares de outros residirem na vizinha Sérvia.

 

Inquérito 7M sobre o Sínodo: entre as “baixas expectativas” e a “oportunidade de uma Igreja aberta”

Católicos portugueses pouco entusiasmados?

Inquérito 7M sobre o Sínodo: entre as “baixas expectativas” e a “oportunidade de uma Igreja aberta” novidade

O 7MARGENS entendeu auscultar um conjunto de 63 movimentos e associações católicas, procurando contemplar diversidade de carismas e de setores e mesmo de atitudes perante o futuro. A auscultação decorreu na segunda metade de julho, num momento em que já se conhecia o cronograma e dinâmica do Sínodo.

Líbano: Siro-católicos dizem-se marginalizados

Líbano tem novo Governo

Líbano: Siro-católicos dizem-se marginalizados novidade

O novo Governo do Líbano, liderado pelo muçulmano sunita Najib Mikati, obteve nesta segunda-feira, 20 de setembro, o voto de confiança do Parlamento. A nova estrutura de Governo reflete na sua composição a variedade do “mosaico” libanês, nomeadamente do ponto de vista das diversas religiões e confissões religiosas, mas os siro-católicos dizem ter sido marginalizados.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Às vezes, nem o amor consegue salvar-nos

Cinema

Às vezes, nem o amor consegue salvar-nos novidade

Falling, que em Portugal teve o subtítulo Um Homem Só, é a história de um pai (Willis) e de um filho (John) desavindos e (quase) sempre em rota de colisão, quer dizer, de agressão, de constante provocação unilateral da parte do pai, sempre contra tudo e contra todos.

A palavra que falta explicitar no “cuidar da criação”

A palavra que falta explicitar no “cuidar da criação” novidade

No dia 1 de setembro começou o Tempo da Criação para diversas Igrejas Cristãs. Nesse dia, o Papa Francisco, o Patriarca Bartolomeu e o Arcebispo de Canterbury Justin assinaram uma “Mensagem Conjunta para a Protecção da Criação” (não existe – ainda – tradução em português). Talvez tenha passado despercebida, mas vale a pena ler.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This