Jornada Mundial da Juventude

Os cinco dias do Papa Francisco em Portugal: programa

| 6 Jun 2023

Papa Francisco. Foto © JMJ Lisboa 2023

“Francisco chega a Portugal às 10h do dia 2 de agosto. Esse dia será reservado a encontros com as autoridades políticas e um encontro com autoridades civis e representantes da sociedade civil.” Foto © JMJ Lisboa 2023

 

Oito discursos, duas homilias e uma saudação, além de conversas privadas várias estão na agenda apertada que o Papa cumprirá na visita que vai fazer a Portugal, para participar na Jornada Mundial da Juventude. No programa esta terça-feira divulgado em Roma, os pontos altos são a via-sacra (no dia 4), a vigília com os jovens (no dia 5 de agosto) e a Eucaristia de envio da Jornada, no domingo, dia 6.

Francisco chega a Portugal às 10h do dia 2 de agosto. Esse dia será reservado a encontros com as autoridades políticas e um encontro com autoridades civis e representantes da sociedade civil. O Mosteiro dos Jerónimos será o cenário para uma celebração de vésperas, com bispos, clero, religiosas, diáconos, seminaristas e agentes de pastoral.

No dia seguinte, já haverá, ao fim da tarde, no Parque Eduardo VII, a cerimónia de acolhimento, inscrita no programa da JMJ. Antes disso, e tal como o 7MARGENS divulgou, o Papa irá à Universidade Católica, para se encontrar com universitários, e a Cascais, para contactar com o projeto de que é fundador, o Scholas Occurrentes.

Na sexta, dia 4, será sobretudo com jovens que Francisco passará o dia: confessará alguns logo de manhã, na Praça do Império, almoçará com outros e, como referido, estará presente ao fim da tarde, na via-sacra, no Parque Eduardo VII. Na segunda metade da manhã, dará um salto ao Bairro da Serafina, para se encontrar com representantes de centros de assistência sócio-caritativa.

A vigília, ao cair da noite de sábado, é a única participação que o Papa tem agendada. De manhã o Papa começa o dia com a deslocação a Fátima, onde o programa regista apenas, por agora, a recitação do terço com um grupo de doentes, na Capelinha das Aparições. Mas, como é tradição nestas visitas papais, esse é o dia em que Francisco se vai encontrar com os seus irmãos membros da Companhia de Jesus que exercem o ministério em Portugal. Será no Colégio de S. João de Brito, às 18h.

Domingo, último dia da Jornada, a celebração da Eucaristia decorre no Parque Tejo, logo a partir das 9h, presidida pelo Papa. À tarde, Francisco vai encontrar-se, no Passeio Marítimo de Algés, com os milhares de voluntários que, durante a Jornada e muitos deles, antes, se dedicaram a apoiar a realização deste acontecimento. A viagem de regresso a Roma está prevista para as 18h15.

 

Sínodo, agora, é em Roma… que aqui já acabou

Sínodo, agora, é em Roma… que aqui já acabou novidade

Em que vai, afinal, desembocar o esforço reformador do atual Papa, sobretudo com o processo sinodal que lançou em 2021? Que se pode esperar daquela que já foi considerada a maior auscultação de pessoas alguma vez feita à escala do planeta? – A reflexão de Manuel Pinto, para ler no À Margem desta semana

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Nada se perde: um antigo colégio dos Salesianos é o novo centro de acolhimento do Serviço Jesuíta aos Refugiados

Inaugurado em Vendas Novas

Nada se perde: um antigo colégio dos Salesianos é o novo centro de acolhimento do Serviço Jesuíta aos Refugiados novidade

O apelo foi feito pelo Papa Francisco: utilizar os espaços da Igreja Católica devolutos ou sem uso para respostas humanitárias. Os Salesianos e os Jesuítas em Portugal aceitaram o desafio e, do antigo colégio de uns, nasceu o novo centro de acolhimento de emergência para refugiados de outros. Fica em Vendas Novas, tem capacidade para 120 pessoas, e promete ser amigo das famílias, do ambiente, e da comunidade em que se insere.

Bispos católicos de França apelam à fraternidade e justiça, mas não se demarcam da extrema-direita

Com as eleições no horizonte

Bispos católicos de França apelam à fraternidade e justiça, mas não se demarcam da extrema-direita novidade

O conselho permanente dos bispos da Igreja Católica de França considera, num comunicado divulgado esta quinta-feira, 20 de junho, que o resultado das recentes eleições europeias, que deram a vitória à extrema-direita, “é mais um sintoma de uma sociedade ansiosa, dividida e em sofrimento”. Neste contexto, e em vésperas dos atos eleitorais para a Assembleia Nacional, apresentaram uma oração que deverá ser rezada por todas as comunidades nestes próximos dias.

“Precisamos de trabalhar num projeto de sociedade que privilegie a ativação da esperança”

Tolentino recebeu Prémio Pessoa

“Precisamos de trabalhar num projeto de sociedade que privilegie a ativação da esperança” novidade

Na cerimónia em que recebeu o Prémio Pessoa 2023 – que decorreu esta quarta-feira, 19 de junho, na Culturgest, em Lisboa – o cardeal Tolentino Mendonça falou daquela que considera ser “talvez a construção mais extraordinária do nosso tempo”: a “ampliação da esperança de vida”. Mas deixou um alerta: “não basta alongar a esperança de vida, precisamos de trabalhar num projeto de sociedade que privilegie a ativação da esperança e a deseje fraternamente repartida, acessível a todos, protagonizada por todos”.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This