“Scholas Occurrentes”

Pacto Educativo para a Água junta escolas de vários continentes

| 13 Jul 2021

Projeto procura soluções concretas para problemas locais de falta de água, água insegura e contaminada. Cafunfo, Lunda Norte, Angola. Foto: Mosaiko

 

A Scholas Occurrentes, projecto escolar apoiado pelo Papa, lançou um Pacto Educativo para a Água, que pretende articular o trabalho dos sectores público, privado e académico para “unir esforços e alcançar soluções concretas para os problemas locais de falta de água, água insegura e água contaminada, denunciados por jovens de várias comunidades Scholas de todo o mundo”.

O projecto conta com um espaço físico para promover, acompanhar e auditar as várias iniciativas, como o início do trabalho de equipas técnicas permanentes nas margens do Riachuelo, na província de Buenos Aires, diz um comunicado da organização, citado pela agência Ecclesia.

A iniciativa do Pacto foi apresentada durante o VI Congresso Internacional das Scholas Cátedras’, que decorreu de 5 a 8 de Julho na Universidade CEU de San Pablo, em Madrid (Espanha). 

Os quatro dias do encontro uniram, de forma presencial e em teleconferência, 250 investigadores e académicos de 118 universidades públicas e privadas de vários países, incluindo Portugal.

O congresso sublinhou “a recuperação do sentido nos processos educativos”, com experiências da Índia, Guatemala, Moçambique, Quénia, Argentina e Brasil.

A Scholas Occurrentes é uma organização internacional de direito pontifício presente em 190 países dos cinco continentes que, através da sua rede, integra meio milhão de redes educativas. O projecto do Pacto Educativo para a Água será lançado em colaboração com a MAOF (Mexican American Opportunity Foundation), que se dedica à promoção de populações de origem latina que vivem nos EUA. 

 

Quando os padres não abusadores são as vítimas colaterais dos abusos do clero

Encontro “Cuidar” em Lisboa

Quando os padres não abusadores são as vítimas colaterais dos abusos do clero novidade

“O que encontramos assusta-me: desilusão, depressão, crise existencial, perda de identidade, fim da relação entre presbíteros, perda de confiança na instituição e na hierarquia.” O diagnóstico cáustico é feito ao 7MARGENS pelo padre inglês Barry O’Sullivan, 61 anos, da diocese de Manchester, que estudou o impacto dos abusos sexuais entre os padres não abusadores.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

De 1 a 31 de Julho

Helpo promove oficina de voluntariado internacional

  Encerram nesta sexta-feira, 24 de Junho, as inscrições para a Oficina de Voluntariado Internacional da Helpo, que decorre entre 1 e 3 de Julho. A iniciativa é aberta a quem se pretenda candidatar ao Programa de Voluntariado da Organização Não Governamental para...

Luz e negrume

Luz e negrume novidade

As obras de Pedro Costa, cineasta, Rui Chafes, escultor, e Paulo Nozolino, fotógrafo, e de Simon Hantaï, artista plástico, estão expostas em Paris, respectivamente no Centre Georges Pompidou e na Fundação Louis Vitton. Um autor, identificado como Anonymous, estabelece com elas um diálogo em dois poemas traduzidos por João Paulo Costa, investigador na área de filosofia e autor de À sombra do invisível (Documenta, 2020).

Paróquia de Nossa Senhora da Hora: Ouvir os leigos na nomeação de padres e bispos

Contributos para o Sínodo (23)

Paróquia de Nossa Senhora da Hora: Ouvir os leigos na nomeação de padres e bispos novidade

Os leigos devem ser ouvidos nos processos de nomeação de párocos e de escolha dos bispos e a Igreja deve ter uma lógica de reparação da situação criada pelos abusos de menores. Evitar o clericalismo e converter os padres a uma Igreja minoritária, pobre, simples, dialogante, sinodal é outra das propostas do Conselho Paroquial de Pastoral da Paróquia de Nossa Senhora da Hora (Matosinhos).

Saúde mental dos jovens: a urgência de um novo paradigma

Saúde mental dos jovens: a urgência de um novo paradigma novidade

A saúde mental dos jovens tem-se vindo a tornar, aos poucos, num tema com particular relevância nas reflexões da sociedade hodierna, ainda que se verifique que estas possam, muitas das vezes, não resultar em concretizações visíveis e materializar em soluções para os problemas que afetam os membros desta mesma sociedade. A verdade é que, apesar de todos os esforços por parte dos profissionais de saúde e também das pessoas, toda a temática é, ainda, envolvida por uma “bolha de estigmas”, o que a transforma numa temática-tabu.

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This