Papa escolheu tema da JMJ de Lisboa e patriarca diz que “urgência evangélica é o cerne”

| 24 Jun 19

“Maria levantou-se e partiu apressadamente” será o tema da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de Lisboa, a realizar no Verão de 2022. O anúncio foi feito pelo Papa no sábado, no discurso aos jovens participantes no XI Fórum Internacional da Juventude dedicado à sequência do Sínodo dos Bispos sobre os jovens e a exortação apostólica Cristo Vive.

“A urgência evangélica é o cerne da questão: muitas vezes somos mais espectadores do que actores”, afirmou o cardeal-patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, reagindo ao anúncio. O tema traduz também “a prontidão com que os jovens estão disponíveis para fazer da sua vida algo muito bonito, não só para si mas para todos”, porque “a caridade é isso mesmo: a prontidão para irmos ao encontro do outro”, acrescentou.

O Sínodo, a exortação do Papa, as jornadas da Juventude e as diferentes propostas de Francisco vão todas no mesmo sentido: a de afirmar que “a Igreja não existe para si mas para todos”, comentou ainda o patriarca de Lisboa, em declarações à agência Ecclesia. “Nada melhor e mais sugestivo do que esta ordem de nos levantarmos e fazermos com que todas as nossas realidades juvenis católicas ganhem mais sentido de missão, olhem mais à sua volta e vão ao encontro de todos aqueles que nos esperam.”

Notando que a recente JMJ, que decorreu no Panamá no final de Janeiro, tinha o tema “Eis-me aqui”, Manuel Clemente acrescentou que o tema de Lisboa é o “episódio seguinte” relativo à figura da mãe de Jesus na Bíblia: “Maria levanta-se e vai apressadamente ao encontro de Isabel”, para cuidar da prima, que entretanto ficara grávida.

No caminho preparatório, o Papa indicou que serão tomadas outras duas frases bíblicas como referência temática: a 5 de Abril de 2020, o tema é “Jovem, eu te digo, levanta-te!”, frase referida por Jesus na história da ressurreição do único filho de uma viúva; em 28 de Março de 2021, o título será a frase do texto bíblico do livro dos Actos dos Apóstolos sobre a conversão de São Paulo: “Levanta-te! Eu te constituo testemunha do que viste!” Em ambos os casos, a Jornada da Juventude será, nesses anos, celebrada em cada diocese.

“Desejo que haja uma grande sintonia entre o itinerário para a JMJ de Lisboa e o caminho pós-sinodal. Não ignorem a voz de Deus, que impele a levantar e seguir os caminhos que Ele preparou para vocês. Como Maria, e junto com ela, sejam portadores da sua alegria e do seu amor, todos os dias”, disse o Papa.

A confirmação da realização da JMJ em Lisboa foi feita no Panamá, no final da jornada que ali decorreu, em 27 de Janeiro, depois de ter sido adiantada em primeira mão pelo 7MARGENS/RELIGIONLINE a 1 de Dezembro último.

A JMJ terá os seus actos centrais no Parque do Tejo e do Trancão, entre Lisboa e Loures, conforme também foi antecipado pelo 7MARGENS.

Artigos relacionados

Abusos na Igreja
Dar voz ao silêncio

Contactos da Comissão Independente

https://darvozaosilencio.org/

E-mail: geral@darvozaosilencio.org

Telefone: (+351) 91 711 00 00

You have Successfully Subscribed!

Pin It on Pinterest

Share This