Papa escreve para fórum de Davos pedindo mais ética e menos poder ou lucro

| 22 Jan 20

O local do fórum de Davos numa foto de arquivo. Foto World Economic Forum/Wikimedia Commons

 

O Papa Francisco enviou uma mensagem ao Fórum Económico Mundial, que se iniciou nesta terça-feira, 21 de Janeiro, na cidade suíça de Davos, defendendo a superação de “abordagens tecnológicas ou económicas de curto prazo”, valorizando a “dimensão ética” na definição de políticas internacionais.

“Somos todos membros de uma família humana. A obrigação moral de cuidarmos uns dos outros decorre desse facto, assim como do princípio relacionado de colocar a pessoa humana, e não a mera busca de poder ou lucro, no centro das políticas públicas”, escreve o Papa, citado pela agência Ecclesia.

O texto entregue pelo cardeal Peter Turkson, prefeito do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano integral, na qualidade de representante da Santa Sé.

Comentando o tema escolhido para o fórum deste ano, “Agentes para um mundo coeso e sustentável”, Francisco pede um “maior compromisso”, a todos os níveis, perante os desafios enfrentados pela humanidade.

A mensagem, nesta 50ª cimeira, evoca a “ecologia integral” proposta na encíclica Laudato Si’, para procurar “o desenvolvimento integral” que só pode florescer quando todos os membros da família humana estão incluídos” e contribuem para o bem comum”.

Artigos relacionados