Igreja Católica

Papa Francisco cria nunciatura na Arménia

| 2 Jun 2021

Catedral de Echemiazim, a primeira catedral construída no antigo Reino da Arménia, no século IV, e considerada por alguns investigadores como a mais antiga do mundo. Foto: Direitos reservados.

 

O Papa Francisco vai criar uma nova nunciatura na Arménia, país que até agora partilhava a nunciatura com a Geórgia. A notícia foi avançada esta quarta-feira, 2 de junho, pela revista Família Cristã. Em declarações àquela publicação, o atual núncio apostólico para a Arménia e Geórgia, o bispo luso-canadiano José Bettencourt, considera o gesto “significativo”, numa altura em que o conflito na região de Nagorno-Karabakh continua a provocar muita instabilidade nos dois países envolvidos, a Arménia e o Azerbaijão.

O prelado natural dos Açores, que assumiu há quatro anos o cargo de núncio apostólico para a Geórgia e a Arménia, irá manter-se como núncio de ambos os países, mas a partir de agora haverá dois secretários: um em Tblisi, capital da Geórgia, e outro em Erevan, capital da Arménia, conferindo a cada país maior autonomia.

Ainda este ano, Arménia, Geórgia e Azerbaijão receberão a visita da imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima, num “contexto onde o ódio visceral não permite a coabitação entre povos, nem tão pouco permite diálogo”, refere o núncio. “Por vezes a paciência do crente é a única opção viável”, defende o bispo, que acredita numa resolução para o conflito nesta área.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Festival D’ONOR: a cultura com um pé em Portugal e outro em Espanha

Este fim de semana

Festival D’ONOR: a cultura com um pé em Portugal e outro em Espanha novidade

Está de regresso, já a partir desta sexta-feira, 19 de julho, o evento que celebra a cooperação transfronteiriça e a herança cultural de duas nações: Portugal e Espanha. Com um programa “intenso e eclético”, que inclui música, dança, gastronomia e outras atividades, o Festival D’ONOR chega à sexta edição e estende-se, pela primeira vez, às duas aldeias.

Bonecos de corda e outras manipulações

Bonecos de corda e outras manipulações novidade

“Se vivermos em função do loop que as redes sociais e outros devoradores de dados nos apresentam, do tipo de necessidades que vão alimentando e das opiniões e preconceitos que vão fabricando, vivemos uma fraca vida. Essa será, sem dúvida, uma vida de prazo expirado, por mais que o dispositivo seja de última geração e as atualizações estejam em dia.” – A reflexão de Sara Leão

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This