Vaticano

Papa manda fazer auditoria à Congregação para o Clero

| 8 Jun 21

Papa Francisco

O Papa Francisco em Roma, em Outubro de 2019 Foto © Arlindo Homem

Foi através de uma carta do bispo Egidio Miragoli, dirigida ao clero da sua diocese de Mondovi, no Piemonte italiano, que se ficou a saber esta segunda-feira, 7, que o Papa tinha nomeado este prelado para levar a cabo uma “visitação” (entenda-se: auditoria) à Congregação vaticana para o Clero.

A Congregação, que é responsável por mais de 410 mil presbíteros em todo o mundo, bem como pelos seminários, começará a ser examinada já esta quarta-feira, devendo Miragoli, um doutor em direito canónico, ouvir todos os que trabalham naquela estrutura.

O bispo disse aos seus padres que o Papa lhe pediu recentemente esse favor, ainda que não tenha adiantado quais os motivos para a auditoria. Uma prática análoga foi recentemente seguida por Francisco relativamente à Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos.

Refira-se que o prefeito da Congregação para o Clero é o cardeal italiano Beniamino Stella, nomeado por Francisco logo no início do seu Pontificado e feito cardeal no ano seguinte. Segundo a revista America, da Companhia de Jesus nos Estados Unidos, previa-se que fosse nomeado um sucessor para Stella por esta altura, dado que ele completa 80 anos em agosto próximo.

A Congregação para o Clero é responsável pelas matérias que dizem respeito aos presbíteros e diáconos diocesanos e as questões que surjam relacionadas com a sua vida, conduta, direitos e obrigações, assim como pela formação do clero.

Observadores que seguem os assuntos do Vaticano relacionam estas movimentações em postos cimeiros da estrutura como podendo estar também relacionadas com a iminente saída do documento de reestruturação da Cúria, tarefa de que o Papa Francisco foi incumbido e sobre a qual tem contado com a assessoria do Conselho de Cardeais.

 

Taizé dinamiza vigília para jovens em Glasgow

Cimeira do Clima

Taizé dinamiza vigília para jovens em Glasgow novidade

A Comunidade de Taizé foi convidada pelo Comité Coordenador da COP26 das Igrejas de Glasgow para preparar e liderar uma vigília para estudantes e jovens em Glasgow durante a Cimeira do Clima. Mais de sete mil pessoas passaram por Taizé, desde junho, semana após semana, apesar do contexto da pandemia que se vive.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

O outro sou eu

O outro sou eu novidade

Há tanto que me vem à cabeça quando penso em Jorge Sampaio. Tantas ocasiões em que o seu percurso afetou e inspirou o meu, quando era só mais uma adolescente portuguesa da primeira geração do pós-25 de Abril à procura de referências. Agora, que sou só uma adulta que recusa desprender-se delas, as memórias confundem-se com valores e os factos com aspirações.

Líbano: Siro-católicos dizem-se marginalizados

Líbano tem novo Governo

Líbano: Siro-católicos dizem-se marginalizados novidade

O novo Governo do Líbano, liderado pelo muçulmano sunita Najib Mikati, obteve nesta segunda-feira, 20 de setembro, o voto de confiança do Parlamento. A nova estrutura de Governo reflete na sua composição a variedade do “mosaico” libanês, nomeadamente do ponto de vista das diversas religiões e confissões religiosas, mas os siro-católicos dizem ter sido marginalizados.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This