Angelus

Papa pede ajuda para o Haiti e quer segurança no Afeganistão

| 15 Ago 2021

O Papa Francisco apelou este domingo à ajuda da comunidade internacional para com o Haiti, atingido no sábado, 14, por mais um terramoto de magnitude 7,2 na escala de Richter e que fez já mais de 700 mortos e 2800 feridos, além de elevados danos materiais.

“Que a solidariedade de todos possa aliviar as consequências da tragédia”, pediu, após a recitação da oração do Angelus, manifestando a sua proximidade às “queridas populações” do Haiti, “atingidas duramente pelo sismo”.

Citado pela Ecclesia, o Papa acrescentou: “Elevando ao Senhor a minha oração pelas vítimas, dirijo a minha palavra de encorajamento aos sobreviventes e desejo que eles estejam no centro do interesse concertado da comunidade internacional.”

Em 2010, o país já registara um terramoto de 7 graus na escala de Richter que causou 300 mil mortos e desalojou 1,5 milhões de pessoas.

Também o Afeganistão mereceu a atenção do Papa, que manifestou a sua preocupação com a situação no país, onde o grupo extremista dos talibãs passaram, neste domingo, a controlar a capital e o governo afegão.

“Uno-me à preocupação unânime pela situação no Afeganistão. Peço que rezem comigo ao Deus da paz para que cesse o fragor das armas e possam ser encontradas as soluções à mesa do diálogo”, referiu o Papa.

“Só assim a martirizada população deste país, homens, mulheres, idosos, crianças, poderá voltar às suas casas, viver em paz e segurança, no pleno respeito recíproco”, acrescentou, segundo a mesma fonte.

Em menos de duas semanas, a guerrilha extremista tomou o controlo da maior parte do país e chegou às portas da capital, após a retirada das tropas da coligação internacional encabeçada pelos Estados Unidos da América.

 

Pena de morte volta a matar em 2021

Relatório da Amnistia Internacional

Pena de morte volta a matar em 2021 novidade

Em 2021 a Amnistia Internacional (AI) confirmou 579 execuções de pessoas condenadas à morte pelo sistema judicial de 18 países. De acordo com a documentação da AI enviada ao 7MARGENS no dia 23 de maio, aquele número representa um crescimento de 20 por cento em relação ao registado no ano anterior. Contudo, graças à pandemia, em 2021 o número de execuções certificadas continua baixo, sendo o segundo menor desde 2010.

Comunicar, o verbo que urge conjugar

[A Igreja e os Média] – 3

Comunicar, o verbo que urge conjugar novidade

É urgente (sim, é esta a palavra certa) que a Igreja – a sua hierarquia, os seus múltiplos departamentos – entenda que, para manter a sua respeitabilidade não pode furtar-se ao escrutínio da comunicação social, não pode fechar-se na sua concha. Tem de comunicar, comunicar com todos, esclarecer sempre que questionada, com a rapidez e a linguagem dos tempos que correm.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Igreja no apoio às vítimas das cheias

Bangladesh e Índia

Igreja no apoio às vítimas das cheias novidade

Os católicos indianos juntaram-se aos esforços de socorro e resgate organizados por ONG e agências governamentais, na sequência daquilo que os especialistas já consideram ser as piores cheias dos últimos 20 anos, já que o número de mortos pelas inundações em Assam chegou a 24 no estado do nordeste.

Uma renovação a precisar de novos impulsos

Uma renovação a precisar de novos impulsos novidade

  A experiência que fizemos no Concílio Vaticano II constitui o rosto dos documentos tão ricos que ficam como acervo da sua memória, dizia frequentemente o bispo de Aveiro, D. Manuel de Almeida Trindade. Eu era seu colaborador pastoral. E pude verificar como...

Agenda

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This