No Ângelus

Papa pede negociações pela paz na Ucrânia

| 31 Jul 2022

Praça de S. Pedro, multidão Ângelus. Foto © Vatican Media

Praça de S. Pedro, a multidão que assiste ao Ângelus: o Papa pediu que Rússia e Ucrânia se sentem na mesa de negociações. Foto © Vatican Media

 

O Papa apelou hoje a negociações de paz, na Ucrânia, na sua primeira intervenção pública após regressar do Canadá, este sábado. “Mesmo durante a viagem, nunca deixei de rezar pelo povo ucraniano, agredido e martirizado, pedindo a Deus que o liberte do flagelo da guerra”, disse aos peregrinos reunidos na Praça de São Pedro, para a recitação do ângelus, citado pela Ecclesia.

Falando desde a janela do apartamento pontifício, Francisco pediu que todas as partes olhem para a realidade “objetivamente”. “Considerando os danos que a guerra traz todos os dias àquela população, mas também a todo o mundo, a única coisa razoável a fazer seria parar e negociar. Que a sabedoria inspire passos concretos de paz”, declarou.

Na sua tradicional reflexão dominical, o Papa tinha sublinhado que, por trás das guerras e conflitos “está quase sempre envolvido o anseio por recursos e riqueza”.

Quantos interesses estão por trás de uma guerra! Certamente, um deles é o comércio de armas. Este comércio é um escândalo, ao qual não podemos nem devemos resignar-nos”.

Cerca de 40 prisioneiros de guerra ucranianos morreram num bombardeamento contra uma prisão na região separatista de Donetsk, avançou esta sexta-feira o Ministério da Defesa da Rússia. Moscovo e Kiev trocaram acusações sobre a autoria do ataque.

O Papa recordou a viagem de seis dias, agradecendo “a todos os que tornaram possível esta peregrinação penitencial”, em particular autoridades civis, líderes indígenas e bispos canadianos. “Agradeço de coração aos que me acompanharam com a sua oração. Obrigado a todos”, concluiu.

31

“Há mais mártires hoje do que no início do cristianismo… a sua coragem é uma bênção”

Vídeo do Papa de março

“Há mais mártires hoje do que no início do cristianismo… a sua coragem é uma bênção” novidade

“Sempre haverá mártires entre nós. É o sinal de que estamos no caminho certo”, afirma o Papa Francisco na edição de março d’O Vídeo do Papa, que acaba de ser divulgada. “Uma pessoa que sabe dizia-me que há mais mártires hoje do que no início do cristianismo. A coragem dos mártires, o testemunho dos mártires, é uma bênção para todos”, acrescenta. E é por isso que pede a todos que rezem pelos novos mártires deste tempo, para que “contagiem a Igreja com a sua coragem e o seu impulso missionário”.

Mais de 1.000 jovens cristãos caminharam pela paz nas ruas de Jerusalém

Via Sacra ecuménica

Mais de 1.000 jovens cristãos caminharam pela paz nas ruas de Jerusalém novidade

A guerra em Israel prossegue e o sentimento de insegurança em Jerusalém cresce. Ainda assim, ou talvez por isso mesmo, a tradicional Via Sacra que ali se realiza anualmente por ocasião da segunda semana da Quaresma não foi cancelada. Na passada sexta-feira, 23 de fevereiro, mais de mil crianças e jovens que frequentam as escolas cristãs da cidade, acompanhados de inúmeros familiares e professores, percorreram as ruas de lenços brancos na mão, pedindo a paz para todo o mundo, e em particular para a Terra Santa.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This