Papa recordou sem-abrigo que morreu junto à Praça de São Pedro, vítima do frio

| 25 Jan 21

Sem-abrigo. Vaticano

Sem-abrigo com tenda abrigado na colunata da Praça de São Pedro, no Vaticano: para o nigeriano Edwin, o frio foi mais forte que os panos que o protegiam. Foto © António Marujo

 

O Papa Francisco recordou neste domingo, 24 de Janeiro, a morte de um sem-abrigo nigeriano, de 46 anos, encontrado sem vida próximo da Praça de São Pedro, quatro dias antes, por causa do frio.

“O seu caso soma-se a de tantos sem-abrigo recentemente mortos em Roma, nas mesmas dramáticas situações. Rezemos por Edwin”, disse, após a recitação do Angelus, transmitido via vídeo, por causa da pandemia, a partir da biblioteca do Palácio Apostólico.

Francisco evocou o Papa Gregório Magno (590-604) que, aquando da morte de uma pobre, por causa do frio, disse que “nesse dia não se celebrariam missas, porque era como uma Sexta-feira Santa”.

“Pensemos em Edwin, no que sentiu este homem, de 46 anos, no frio, ignorado por todos, abandonado também por nós. Rezemos por ele”, pediu o Papa, citado pela Ecclesia.

Por iniciativa de Francisco e da sua Esmolaria Apostólica, o Vaticano tem multiplicado respostas solidárias para os sem-abrigo que vivem nas imediações do Vaticano e na cidade de Roma. A vacinação de um grupo de 25 pessoas contra a covid-19 foi uma das medidas mais recentes. Em 2019, o Palácio Migliori tinha sido convertido num centro de acolhimento para pessoas em situação de exclusão.

A oferta de serviços de saúde, higiene, alimentação e alojamento temporário fez com que muitas pessoas em situação de sem-abrigo passassem a concentrar-se nas áreas mais próximas da Praça de São Pedro.

A intervenção do Papa neste domingo assinalou também o dia de São Francisco de Sales, padroeiro dos jornalistas, e a publicação, no sábado, da mensagem para o 55.º Dia Mundial das Comunicações Sociais (que ocorrerá a 16 de Maio). “Exorto todos os jornalistas e comunicadores a ir e ver, também onde ninguém quer ir, e a testemunhar a verdade”, pediu Francisco, insistindo numa das ideias fortes da sua mensagem.

Francisco evocou ainda as famílias mais atingidas pela pandemia: “Coragem, vamos em frente, rezemos por estas famílias e estejamos perto delas, na medida do possível.”

 

A dança dos bispos continua em Leiria e Braga

João Lavrador deixa Açores para Viana

A dança dos bispos continua em Leiria e Braga novidade

Com a escolha de João Lavrador para a sede vacante de Viana fica agora Angra sem bispo. Mas Braga já está à espera de sucessor há dois anos, enquanto em Leiria se perspectiva a sucessão talvez até final do ano. Há bispos que querem sair de onde estão, outros não querem alguns para determinados sítios. “Com todas estas movimentações, é difícil acreditar que a nomeação de um bispo seja obra do Espírito Santo”, diz um padre.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Taizé dinamiza vigília para jovens em Glasgow

Cimeira do Clima

Taizé dinamiza vigília para jovens em Glasgow novidade

A Comunidade de Taizé foi convidada pelo Comité Coordenador da COP26 das Igrejas de Glasgow para preparar e liderar uma vigília para estudantes e jovens em Glasgow durante a Cimeira do Clima. Mais de sete mil pessoas passaram por Taizé, desde junho, semana após semana, apesar do contexto da pandemia que se vive.

O outro sou eu

O outro sou eu novidade

Há tanto que me vem à cabeça quando penso em Jorge Sampaio. Tantas ocasiões em que o seu percurso afetou e inspirou o meu, quando era só mais uma adolescente portuguesa da primeira geração do pós-25 de Abril à procura de referências. Agora, que sou só uma adulta que recusa desprender-se delas, as memórias confundem-se com valores e os factos com aspirações.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This